Clínica Geral

05/02/2016 10:48 - Atualizado em 17/11/2016 03:22

Carnaval: Prevenção de doenças faz parte da folia

Uso do preservativo pode evitar contágio por HIV e até zika vírus.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Carnaval é um período de festa e agitação, de liberdade para ser e fazer o que tiver vontade - menos descuidar da saúde. No calor da folia, o uso da camisinha ganha força para a prevenção de doenças. Além do HIV e do HPV, já velhos conhecidos, a epidemia nacional de zika vírus pode ser combatida com a adoção do preservativo.

prevenção de doenças: camisinha e máscaras de carnaval

Preservativo ajuda na prevenção de doenças

A ingestão de bebidas alcoólicas e a alegria do momento tornam o período carnavalesco um dos mais preocupantes para a saúde dos foliões. É nessa época que aumentam os riscos de transmissão das doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). A ausência do preservativo nas relações sexuais expõe o corpo a chances de contrair vírus incuráveis.

O Ministério da Saúde realizou um levantamento e apontou que 94% dos brasileiros sabem que o uso da camisinha é o principal meio de prevenção de doenças. Ainda assim, 48% da população sexualmente ativa no país não têm o hábito de utilizar o preservativo nas suas relações.

Com isso, as doenças se fortalecem. Em 2015, o país registrou recorde de pessoas em tratamento contra o HIV. Foram mais de 81 mil novos casos, conforme o MS.

A AIDS é ainda a principal DST registrada no Brasil. Desde a primeira epidemia, em 1980, já foram cerca de 700 mil casos registrados. Mas ela não é a única. Hepatites, sífilis, gonorreia, clamídia e herpes genital também figuram na lista das mais comuns.

Para evitar que elas se espalhem, o MS recomenda o uso da camisinha em todas as relações sexuais, principalmente aquelas que envolvem pessoas com quem você não tem um relacionamento estável. Segundo os dados do órgão, o preservativo oferece 10 mil vezes mais proteção e prevenção de doenças que sua não utilização.

No período de Carnaval, o ministério lança uma campanha para a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis. Com o tema “Deixe a camisinha entrar na festa”, o governo procura fortalecer a ideia da importância do uso do preservativo e divulgar sua distribuição gratuita. Somente durante o Carnaval, mais de 5 milhões de unidades serão disponibilizadas pelo MS.

Saiba Mais
Carnaval sem culpa! Cair na folia também é saudável
Camisinha feminina é opção na prevenção de DST
Saiba como prevenir a dengue sem sair de casa

Camisinha pode prevenir zika vírus

E se a camisinha é importante em qualquer momento, no Carnaval de 2016 ela ganha ainda mais força. O Brasil passa por uma epidemia de zika vírus, doença transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti, o mesmo da dengue. Além do mosquito, as relações sexuais também começam a ser consideradas como fator de possível contágio.

Os pesquisadores do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), dos Estados Unidos, analisaram casos em que pessoas que fizeram sexo com portadores do zika desenvolveram a doença. Quase assintomática, ela pode causar dores musculares, manchas vermelhas no corpo e febre, sinais que tendem a desaparecer naturalmente.

O risco maior acontece se a pessoa contrai o vírus durante a gestação. Estudos mostram uma relação entre o zika e a microcefalia, uma malformação do crânio que põe em risco o desenvolvimento da criança. Segundo o Ministério da Saúde, entre outubro de 2015 e janeiro de 2016, o período de detecção da epidemia, foram mais de 4 mil casos de microcefalia.

prevenção de doenças do aedes aegypti

Fortaleça a imunidade no Carnaval

O uso da camisinha é fundamental na prevenção de doenças sexualmente transmissíveis, mas não é o único cuidado que você deve ter durante o carnaval. O período de altas temperaturas no país, aliado às festas que duram dias inteiros, cobram que você mantenha o organismo hidratado e alimentado.

Procure beber bastante água ao longo da folia, principalmente se estiver ingerindo bebidas alcoólicas. O consumo de frutas e vegetais também auxilia na hidratação e ainda pode fortalecer a imunidade. Nas refeições, evite frituras e alimentos pesados. Aposte nos carboidratos e nas proteínas, que lhe darão energia para curtir o bloco por mais tempo.

Onde você pretende passar o Carnaval? Conte para nós! E aproveite para conferir outras dicas de saúde e bem-estar aqui no Vivo Mais Saudável. Boa festa!

TAGS
zika vírus
dst
camisinha
cuidados

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ