Clínica Geral

18/01/2016 03:00 - Atualizado em 30/11/2016 11:42

Bolinhas na virilha nunca mais! Saiba o que fazer

Esfoliações e outros cuidados diminuem a ocorrência de foliculite.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Imagine a cena: você foi convidada para um jantar especial que provavelmente vai se estender noite adentro. Para garantir, resolveu fazer uma depilação completa. O que você não esperava era o surgimento de bolinhas na virilha. Com aparência de feridas ou de alergias, elas cortam qualquer clima.

A dermatologista Carolina Reato Marçon, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), explica que as bolinhas causadas pela depilação são sinal de foliculite, uma inflamação. “O pelo encrava quando ocorre uma obstrução à saída através da pele e ele não tem força para romper a camada”, explica.

Já sofreu com esse problema? Quer se ver livre das marquinhas? Confira as dicas a seguir.

mulher sem bolinhas na virilha

Acabe com as bolinhas na virilha

A fraqueza do pelo pode ser causada pelo frequente uso de cera para depilação. Roupas apertadas em qualquer parte do corpo também podem ocasionar a inflamação, por causa do atrito.

Pessoas nos quais o pelo cresce de maneira paralela à pele e em que a epiderme é mais espessa, como é o caso dos negros, podem apresentar mais foliculite. Descentes de japoneses são os que menos têm propensão ao problema.

“Os pelos geralmente crescem perpendiculares à superfície da pele, de forma reta e para fora, com poucas possibilidades de danificar a cútis, fazendo com que sofram menos com a foliculite” esclarece.

O tratamento é feito à base de cremes de ação antibacteriana e anti-inflamatória. Um dos segredos, segundo Carolina, é o uso de esfoliantes e de ácidos, aliados na prevenção. “A inflamação causa dor e incômodo, e, dependendo da intensidade e da extensão, pode levar à formação de cicatrizes e manchas, daí a importância da prevenção e do tratamento adequado” alerta.

Em casos mais graves, quando a foliculite não é tratada, ela pode levar à produção de uma secreção amarelada, formando até mesmo um cisto. “Nesse caso, uma drenagem e, talvez, antibioticoterapia sistêmica podem ser necessárias”, alerta.

Saiba Mais
Caroço na virilha: O que pode levar ao surgimento do nódulo
Aprenda como clarear a virilha em 4 tratamentos
Fique atenta: Ceras de depilação podem causar alergia

Como evitar bolinhas na virilha

Carolina dá dicas para evitar lesões e conquistar a depilação perfeita.

- A pele deve estar muito limpa

- A depiladora precisa usar máscara e luvas

- A temperatura da cera quente deve ser regulada para evitar queimaduras

- Use sempre material descartável. O aquecimento não mata todos os fungos e bactérias

- O pelo deve ser puxado paralelo à pele - e não para cima!

- Ceras feitas em casa com açúcar, mel e limão apresentam mais risco de queimadura

- Utilize loções pós-depilação, que ajudam a cicatrizar e regenerar a pele

- Depile-se após o banho. O vapor abre os poros e amolece os pelos

- Evite expor a pele à água do mar e da piscina e não use perfumes por 24 horas após a depilação para evitar irritações e infecções

- Áreas com inflamação, ferimentos, verrugas ou veias varicosas não devem ser depiladas, seja com cera ou com lâmina

- Não manipule os pelos encravados

- Não use roupas apertadas ou sintéticas.

Que achou das dicas? Deixe um comentário! E aproveite para conferir as novidades de saúde e beleza do Vivo Mais Saudável.

TAGS
depilação
foliculite
cuidados com a pele
esfoliação

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ