Clínica Geral

19/06/2014 09:00 - Atualizado em 09/12/2016 04:42

AVC causa uma morte a cada 6 segundos. Veja dicas para prevenir

O AVC, Acidente Vascular Cerebral, é popularmente conhecido como derrame.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Talvez você não saiba, mas a maior causa de mortes no Brasil é o Acidente Vascular Cerebral (AVC). Popularmente conhecido como derrame, ele mata uma pessoa a cada seis segundos em todo o mundo. Aqui são mais de 100 mil mortes por ano, sendo 90% das vítimas com mais de 50 anos de idade. Descubra agora como prevenir o AVC.

O que é o AVC

O AVC ocorre quando uma artéria que leva oxigênio ao cérebro é obstruída por um coágulo de sangue (derrame isquêmico) ou se rompe (derrame hemorrágico). Sem oxigênio e nutrientes, as células cerebrais morrem. A gravidade do derrame vai depender da extensão e localização do dano produzido. O AVC hemorrágico geralmente é o mais grave, e acontece geralmente devido à hipertensão; já o isquêmico costuma vitimar pessoas com colesterol muito alto.

Sintomas do AVC

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

A pessoa prestes a sofrer um acidente vascular cerebral pode apresentar dor de cabeça intensa, confusão mental (não saber onde está ou quem é), agitação psicomotora, dificuldade para falar e perda de força nas pernas e braços. Se você perceber que alguém próximo está com esses sintomas, leve-o ao hospital o mais rápido possível.

AVC: quem está em risco

Muita gente pensa que os homens são as vítimas mais frequentes, mas eles correspondem a pouco menos de 51% dos casos, ou seja, quase um empate técnico. O risco de AVC nas mulheres é influenciado pela gravidez, pílulas anticoncepcionais, enxaqueca com aura, diabetes, depressão e outros. Isso não quer dizer que essas situações listadas levam a mulher ao AVC. De modo geral, ele acontece em pessoas com diabetes, colesterol ou pressão alta; obesos; sedentários; fumantes e com quem abusa de álcool e drogas ilícitas.

Como prevenir o AVC

Embora o AVC aconteça principalmente entre pessoas com mais de 50 anos, você não deve esperar até chegar a essa idade para começar a se cuidar. O derrame acontece em pessoas que não se preveniram durante toda a sua vida. Portanto, comece agora a mudar a sua rotina.

O primeiro passo é adotar uma dieta alimentar balanceada. Evite o consumo de guloseimas como balas, biscoitos, chocolates e refrigerantes. Tente substituí-los por lanches como frutas e vegetais. Consoma fibra , proteína e gordura em proporções adequadas e opte sempre pelo óleo de oliva em detrimento ao de girassol. Tente não comer muita carne vermelha, que possui bastante gordura saturada, contribuindo para o engrossamento das paredes das artérias. O peixe é uma boa opção, e ainda possui ômega 3, um poderoso antioxidante. É muito importante também diminuir a quantidade de sal na sua alimentação. Ele eleva a pressão sanguínea. Alimentos processados possuem bastante sal, portanto, devem ser evitados.

Para evitar o AVC, não fique parado. Crie uma rotina de exercícios físicos e entre em forma. Além de diminuir as chances de derrame, isso ainda melhorará o seu humor. Estudos comprovam que quanto maior o tamanho da sua cintura, mais chances de ter um acidente vascular cerebral. Dormir mal, menos de 6 horas por dia, é outro fator que pode aumentar as chances de desenvolver um AVC. Além desses cuidados, tente não abusar no consumo de álcool, evite o cigarro e faça check-ups anuais para verificar se está tudo certo com você.

Gostou do artigo ? Compartilhe suas experiências. 

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ