Clínica Geral

20/10/2015 03:07 - Atualizado em 30/11/2016 07:42

Aterosclerose pode ser prevenida com hábitos saudáveis

Estilo de vida saudável ajuda não só a prevenir a doença, mas também a tratar complicações.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A aterosclerose é caracterizada pelo acúmulo de placas de gordura, colesterol e outras substâncias nas paredes das artérias, dificultando ou impedindo o fluxo sanguíneo. Dependendo do local acometido pelo problema, pode haver graves complicações de saúde e até mesmo a morte.

Geralmente, os sintomas iniciais da doença são facilmente percebidos. Eles não devem ser ignorados, mas, sim, avaliados por um médico. Além disso, uma mudança de hábitos ajuda a tratar e até a prevenir o quadro. Saiba o que você deve fazer para fugir da aterosclerose.

mulher com aterosclerose

Como identificar a aterosclerose

A forma como a doença se manifesta depende do local que ela afeta primeiro. Pode ser infarto ou angina quando acomete as artérias coronárias, dor em membros inferiores quando acomete as pernas e, por fim, acidente vascular cerebral quando compromete as carótidas.

A doença é provocada pelo acúmulo de placas de gordura, colesterol e outras substâncias nas paredes das artérias, que são responsáveis por levar sangue e oxigênio ao corpo. Esse acúmulo causa o estreitamento dos vasos, prejudicando o fluxo sanguíneo.

Além do envelhecimento do organismo, que acaba aumentando as chances de várias doenças cardíacas, outros fatores de risco também contribuem para uma pessoa desenvolver aterosclerose. Entre eles estão pressão alta, colesterol alto, diabetes, obesidade, tabagismo, histórico familiar de doença cardíaca, sedentarismo e doenças renais crônicas.

A pessoa pode apresentar sintomas bem evidentes e específicos, mas, em outros casos, pode ter a doença e não manifestar nenhum sinal. Na aterosclerose nas coronárias, dor no peito ou desconforto é um dos principais sintomas. Outros sinais são falta de ar e fadiga ao realizar esforço físico intenso.

A dor costuma variar de pessoa para pessoa e também de acordo com o local em que acontece o estreitamento das artérias. Queda de pelos nas pernas, pele fria e palidez nos dedos dos pés podem indicar comprometimento de vasos nessas regiões.

Quando é o caso de aterosclerose carotídea, o acidente vascular cerebral pode ser o primeiro sintoma, além de fenômenos transitórios, como tonturas e sensação de fraqueza. Mulheres, idosos e diabéticos são mais propensos a apresentar esses sintomas.

Saiba Mais
Como baixar o colesterol: Confira 3 hábitos saudáveis
Entenda por que a gordura trans será banida dos Estados Unidos
Corrida emagrece e melhora a saúde do coração

Tratamento e prevenção da doença

Ao identificar qualquer sinal de aterosclerose, a pessoa deve procurar um médico imediatamente para que seja feito o diagnóstico adequado e que o tratamento comece o quanto antes. Com isso, é possível evitar o agravamento da doença e prevenir um ataque cardíaco, um AVC ou outra emergência médica que possa colocar a vida em risco.

Em geral, o tratamento é realizado com medicamentos para controlar a origem da doença, que pode ser pressão arterial, diabetes ou níveis altos de colesterol. Os remédios estabilizam essas condições e evitam agravamentos. Pode ser indicada, ainda, intervenção cirúrgica, dependo da gravidade do caso.

Além disso, adotando hábitos saudáveis é possível combater a doença, servindo também como prevenção. As mudanças principais no estilo de vida incluem parar de fumar, ter uma alimentação saudável, praticar exercícios físicos regularmente e manter o peso corporal recomendado.

Que achou do artigo? Conte para nós! E aproveite para conferir outras dicas de saúde e bem-estar aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
colesterol
gordura
dor no peito
avc

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ