Clínica Geral

05/01/2016 01:00 - Atualizado em 22/11/2016 08:31

Ambientes barulhentos podem causar perda auditiva

Funcionários que passam muito tempo expostos a ruídos devem ser orientados a utilizar equipamento de segurança.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Estar atento aos ruídos a que você se expõe ao longo do dia e encontrar maneiras de driblar o problema são maneiras de minimizar as chances de perda auditiva.

Hoje, o ruído - considerado qualquer tipo som indesejado ou desagradável - é a terceira maior causa de poluição ambiental, ficando atrás apenas da poluição da água e do ar. Segundo a Organização Mundial da Saúde, 10% da população possui alguma deficiência auditivaDe acordo com o Ministério da Saúde, a Perda Auditiva Induzida por Ruído (PAIR) é definida como uma diminuição gradual da acuidade auditiva.

Entenda a Perda Auditiva Induzida por Ruído

Especialmente para quem trabalha em local com muito barulho, a perda auditiva pode ser uma consequência difícil de evitar. O PAIR costuma ser frequente em diversos ramos de atividades, colocando o indivíduo em contato constante com o ruído, que em média chega a 85 decibéis.

Perda auditiva

Entre os principais sintomas do problema, está a perda auditiva, a dificuldade de compreensão de fala, desconforto e intolerância a ruídos muito altos, zumbido constante nos ouvidos (mesmo em locais silenciosos) e, ainda, problemas como irritabilidade, tontura e outros desconfortos.

No caso de exposição a um ruído muito alto de forma súbita, é possível que ocorra uma lesão temporária ou definitiva nas estruturas do ouvido. No entanto, quando há uma exposição contínua, mesmo não sendo em um volume tão alto, ocorre uma mudança transitória, que pode ou não retornar a normalidade.

Na Norma Regulamentadora nº 15 (NR-15), da Portaria do Ministério do Trabalho nº 3.214/1978, é possível encontrar quais os limites de exposição permitidos po lei. No nível de 85 dB, o tempo máximo de exposição diária é de 8 horas.  Já quando há um aumento para 115 dB, o tempo se reduz para apenas 7 minutos.

Atualmente, não existe nenhum tratamento específico para a perda auditiva induzida por ruído. Avaliações periódicas com um fonoaudiólogo poderão avaliar a progressão do problema e a reabilitação envolve ações terapêuticas, visando minimizar as consequências do problema.

Saiba Mais
Surdez: Descubra causas, tratamentos e como viver com a deficiência
Aparelho auditivo amplifica e melhora a qualidade do som
Cirurgia refrativa corrige problemas de visão

De olho na prevenção

A maneira mais eficaz de não sofrer os descofortos da perda auditiva é apostando na prevenção. Estar atento ao material de segurança e aos limites de exposição são maneiras de evitar o problema e garantir mais saúde para seu organismo.

Segundo o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), é importante que haja uma análise preliminar nas condições em que o trabalhador estará exposto, oferecendo e instruindo o uso correto do Equipamento de Proteção Individual, como o protetor auricular e outros aparelhos.

É importante que tanto o funcionário quanto a administração esteja consciente sobre a importância desta prevenção, fiscalizando e incentivando o uso do material de segurança. Além disso, uma contínua avaliação das medidas adotadas são importantes para verificar se os cuidados tomados estão sendo suficientes para garantir a saúde do trabalhador, evitando a perda auditiva e outros problemas.

Você trabalha em um ambiente com ruído? E utiliza os equipamentos corretos de segurança? Comente e continue de olho nas dicas de saúde do Vivo Mais Saudável.

TAGS
audição
saúde
trabalho

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ