Clínica Geral

26/12/2014 03:41 - Atualizado em 09/12/2016 12:20

Água é essencial para prevenção e tratamento da infecção de urina

Diferentes tipos de infecção de urina atinge mais mulheres do que homens.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A cura e a prevenção da infecção de urina dependem do consumo regular de água, sabia? Urinar com certa frequência, de forma limpa e tranquila, só é possível com a ingestão constante de líquido.

Por isso, recomenda-se beber, em média, dois litros de água por dia, o que varia de acordo com a umidade do ar e o clima. Manter o sistema urinário funcionando é a melhor forma de evitar e tratar as infecções que acometem a região da bexiga.

As mulheres são as principais afetadas pela infecção de urina, somando 80% do total de pessoas que sofrem com o problema. Porém os homens não estão livres: 15 a 20% deles também acabam infectados pelas doenças da região urinária. O que contribui para que o sexo feminino seja o mais prejudicado é a proximidade da vagina com o ânus, que acaba concentrando um número maior de bactérias.

Infecção de urina

Homens são menos afetados pela infecção de urina

As bactérias costumam se alojar em locais como a região anal. Ali, elas se proliferam com maior facilidade, criando reservatórios que vêm do intestino. Devido à distância do ânus com o canal da uretra dos homens, a infecção de urina acaba não sendo tão comum para eles. Já nas mulheres, com a proximidade maior do fim do canal intestinal com a vagina, o sistema urinário feminino é mais propenso a desenvolver doenças infecciosas.

Não segurar a urina por muito tempo e limpar-se após as necessidades fisiológicas e a relação sexual são dicas para que os homens se previnam contra as bactérias. Caso haja algum outro sintoma, além das dores na região da bexiga e do intestino, é necessário solicitar ao médico que verifique se não é algo mais sério.

Tipos de infecção de urina

Existem diferentes tipos de infecção de urina. As mais comuns são a cistite, quando o órgão afetado é a bexiga, e a pielonefrite que ataca os rins. De causas diversas, os processos infecciosos costumam aparecer após o contágio de germes que vem do intestino.

Na cistite, uma bactéria proveniente do aparelho intestinal entra na bexiga e se prolifera no organismo, causando dores e até mesmo sangramento na urina. Mais comum nas mulheres, essa doença pode ser evitada através da limpeza das regiões genitais e ingestão constante de água. É necessário um tratamento cuidadoso em caso de infecção, para que os rins não sejam afetados, generalizando o problema.

Os casos de pielonefrite são mais sérios, mas acontecem também por infecção de germes intestinais, atingindo um ou dois rins. As dores lombares surgem junto com febre, ardência no momento de urinar, queimação na urina, coloração escura do xixi, calafrios, náuseas e vômitos.

Para tratar, administram-se antibióticos. O urologista realiza um teste de sensibilidade a bactérias e pode solicitar uma cirurgia para corrigir malformações ou fatores que predisponham a doença (como um cálculo urinário).

Como em qualquer infecção de urina, a água é o principal remédio. Beber o líquido auxilia no controle do sistema urinário, filtra os germes do organismo e elimina as impurezas, evitando e tratando as infecções.

Gosta das nossas dicas de saúde? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
infecção urinária
saúde
doenças
tratamento

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ