Clínica Geral

08/04/2016 10:00 - Atualizado em 29/09/2016 09:19

8 de abril: Dia Mundial de Combate ao Câncer

Novo medicamento dá mais motivos para comemorar a data.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Mais de cem doenças diferentes são lembradas no Dia Mundial de Combate ao Câncer. A data de 8 de abril serve como uma forma de conscientização da sociedade para lutar contra uma das principais causas de morte no mundo.

Células que crescem de forma desordenada dão origem a um tumor, que invade tecidos e órgãos. Por sua capacidade de se espalhar para diversas regiões do corpo, o câncer pode se manifestar de maneira intensa e, em poucos dias, levar ao óbito. Saiba por que é importante disseminar conhecimento no dia de hoje.

dia mundial de combate ao câncer: médico examina pinta em paciente

8/4: Dia Mundial de Combate ao Câncer

Segundo estimativas do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca), 2016 já conta com quase 600 mil casos de neoplasias no Brasil. No mundo, os dados apontam que 8,2 milhões de pessoas morrem por ano em virtude da doença. É por isso que o combate é tão importante, principalmente por meio de medidas preventivas e divulgação de tratamentos.

Os brasileiros são mais afetados, em ambos os sexos, pelo câncer de pele. Essa manifestação da doença consiste em 29% do total de pacientes no país. Em segundo lugar, homens e mulheres apresentam formas diferentes de câncer. O tumor mais comum no público masculino é o da próstata, enquanto nelas as mamas são as mais afetadas.

O Dia Mundial de Combate ao Câncer é uma das datas destinadas a divulgar a doença, incentivando à busca por tratamentos e ao financiamento de pesquisas para encontrar a cura das diferentes manifestações.

As neoplasias surgem de formas distintas, mas se dão principalmente por fatores genéticos. O ambiente, os hábitos e os costumes de cada pessoa também contribuem para o desenvolvimento do tumor.

De acordo com o Inca, aproximadamente 85% dos casos de câncer se relacionam a tabagismo, contaminação por vírus, hábitos alimentares, exposição excessiva ao sol, alcoolismo, hábitos sexuais, uso equivocado de medicamentos e outros fatores ocupacionais.

Os tratamentos possibilitam melhoras que prolongam a qualidade de vida dos pacientes. A principal forma de tratar a doença é por meio da quimioterapia, utilizando medicamentos que atuam diretamente no tumor. Além disso, a radioterapia colabora para impedir que as células se multipliquem.

Em casos de doenças que afetam as células sanguíneas, como a leucemia, também pode ser realizado o transplante de medula óssea.

Novas esperanças contra o câncer

Um dos objetivos do Dia Mundial de Combate ao Câncer é promover ações que impulsionem o desenvolvimento de novos tratamentos para a doença. Uma das últimas novidades vem da Rússia, onde cientistas criaram um medicamento que se mostra eficaz, quando comparado a outros experimentos anteriores.

Passada a fase de testes em animais, o remédio agora é estudado clinicamente em humanos. Em uma primeira fase, pessoas do mundo todo provarão o medicamento que, caso demonstre bons resultados, poderá ser comercializado entre 2018 e 2019.

Essa nova arma contra a doença funciona como um estímulo às forças do organismo, por meio da produção de anticorpos que bloqueiam as proteínas responsáveis pelo crescimento das células cancerígenas. Além disso, o medicamento não destrói os tecidos saudáveis, como ocorre na quimioterapia.

Que achou da novidade? Deixe um comentário! Aproveite também para compartilhar o artigo com seus amigos nas redes sociais e lembre-os que saúde vem sempre em primeiro lugar. Não se esqueça de conferir as dicas do Vivo Mais Saudável!

TAGS
medicina
oncologia
quimioterapia
INCA

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ