Se você é mãe de primeira viagem ou não teve nenhuma complicação capilar em gestações anteriores é melhor ficar atenta.

Você sabia que muitas mulheres reclamam de perda excessiva de cabelo durante esse período? Algumas ficam desesperadas achando que vão ficar carecas!

Todas sabemos que essa fase é bem complicada e que existem muitos fatores que acabam influenciando na saúde da pele, cabelo e unhas da gestante.

Nesse artigo vou explicar até que ponto é normal a queda de cabelo durante a gravidez e o pós-parto, assim como darei dicas para você evitar ao máximo esse problema.

Está passando por uma situação semelhante? Fique tranquila! Continue a leitura e descubra que isso é mais normal do que você pensa.

Causas da queda de cabelo na gravidez

Aposto que você já deve ter ouvido falar que, durante a gravidez, a mulher fica mais bonita. O cabelo? Mais brilhante, forte e grosso.

A queda de cabelo natural tende a diminuir. Isso ocorre porque o cabelo permanece mais tempo na fase de crescimento (anágena) nesse período.

Se você está sofrendo com queda de cabelo durante sua gestação deve estar se perguntando o que tem de errado com você. Mas fique relaxada. Apesar de não ser muito comum, essa situação ocorre com algumas futuras mamães.

queda-cabelo-na-gravidez

A queda de cabelo durante a gravidez geralmente é passageira e regride de forma natural. Existem alguns fatores que podem contribuir para que esse problema apareça. Um deles é o aumento dos níveis de progesterona, hormônio feminino produzido pelos ovários.

Essa elevação pode ressecar o cabelo, deixando-o mais fraco e quebradiço. Sendo assim, o cabelo pode partir perto da raiz. Tenha em mente, então, que nesse caso, se trata de quebra, não de queda.

Outros fatores que podem favorecer a queda de cabelo:

  • variações hormonais;
  • deficiência vitamínica;
  • estresse;
  • ansiedade;
  • excesso de oleosidade;
  • infecções no cabelo ou pele (psoríase ou dermatite).

A gravidez é marcada por muitas mudanças no corpo da mulher, por isso não se assuste caso você perceba que seu cabelo está caindo um pouco mais do que o normal.

Apesar de ser um pouco incomum, pode acontecer sim, principalmente no início da gestação!

Queda de cabelo depois da gravidez - Prepare-se!

Se você passou pelo período da gestação e conseguiu usufruir de todos os benefícios que ela traz para o cabelo e pele, espere um pouco antes de comemorar.

Se lembra que eu falei que durante a gestação a queda natural do cabelo diminui? No período pós-parto, cerca de três meses após o nascimento do bebê, toda essa cabeleira que não caiu vai embora de uma vez só!

Você sabia que, normalmente, perdemos de 50 a 100 fios por dia? Depois da gravidez, entretanto, a mulher pode chegar a perder 500 fios por dia!

queda-cabelo-depois-gravidez

Eu sei que pode ser bem perturbador, mas é super normal! Tanto que esse quadro já ganhou até um nome: eflúvio telógeno pós-parto.

Isso ocorre porque o organismo está voltando ao seu funcionamento normal. Depois do parto, os hormônios caem drasticamente e uma parte dos fios abandona a fase de crescimento (anágena) e entra na fase de queda (telógena).

Mas é claro que existem outras coisas que podem estar contribuindo para a queda do seu cabelo. Além das que eu já citei no período da gravidez, a saúde capilar no período pós-parto pode ser influenciada também por outros fatores:

  • alterações repentinas no peso;
  • cesariana (estresse pós cirúrgico);
  • alteração no sono;
  • perda de sangue;
  • internação prolongada;
  • medicamentos;
  • amamentação;
  • distúrbios da tireóide.

Alguns desses fatores são  quase impossíveis de evitar, por isso tenha sempre em mente que o processo pelo qual o seu cabelo está passando é normal. Mas fique alerta em relação ao tempo.

Por quanto tempo o cabelo vai ficar caindo?

O comum é que, após seis meses do nascimento do bebê, o ciclo capilar volte a normalizar. Apesar de que o formato do seu cabelo pode mudar. Ou seja, se ele era liso pode se tornar ondulado ou vice e versa.

Se o seu problema se estender por mais tempo é necessário procurar um dermatologista. Pode ser  indício de um problema maior que precise de tratamento. As mamães com predisposição à calvície devem ficar ainda mais atentas.

Outro ponto importante é que a queda de cabelos nesse período não deixa buracos em algum ponto do couro cabeludo, ela é homogênea. Caso isso ocorra, procure um médico antes mesmo de completar os seis meses.

Como evitar queda de cabelo na gravidez e pós parto?

Existem algumas medidas que você pode tomar para preservar um pouco mais os seus fios. O ideal é que alguns cuidados sejam tomados durante o período gestacional, para que os cabelos estejam mais saudáveis após o parto.

Sendo assim, você pode tomar alguns cuidados como:

  • ter uma boa alimentação (rica em vitaminas e ferro);
  • tentar levar uma vida mais tranquila;
  • não utilizar produtos químicos (além de afetarem o bebê também ajudam na queda de cabelos!);
  • fazer uma automassagem no cabelo duas vezes por semana com uma loção fortificante;
  • peeling capilar;
  • lavar o cabelo apenas 3 vezes na semana, evitando água muito quente e utilizando um shampoo suave (tipo low poo);
  • não escovar o cabelo molhado com escovas com cerdas muito finas;
  • evitar o uso de aparelhos muito quentes, como chapinha e secador.
  • evitar prender o cabelo.

Essas dicas podem ser seguidas na gravidez, no pós-parto e para toda a vida! Cuidar das madeixas nunca é demais, não é mesmo?

Outra dica importante é aumentar a absorção de colágeno, você sabia que ele pode trazer muitos benefícios para o seu cabelo?

O seu uso é super seguro para as futuras mamães. E, além disso, pode ser usado tranquilamente durante a amamentação. Confira nosso artigo e tire quaisquer dúvidas que você possa ter.

Alimentos que ajudam na queda de cabelos

Te convenci a se cuidar mais para evitar a perda de cabelos? Aqui eu separei alguns alimentos que podem te ajudar com essa tarefa. Mas tenha sempre em mente que a amamentação demanda uma ingestão calórica acima do normal.

  • Alimentos ricos em colágeno e que estimulam a sua produção: carnes, uva, frutas vermelhas, aveia, ovos e abacate. Outra opção são os suplementos de colágeno hidrolisado, como o Renova 31, por exemplo, que é um produto 100% natural.
  • Vegetais de folhas verdes: espinafre, agrião, alface, brócolis e acelga, por exemplo, fornecem ao corpo vitaminas essenciais para o cabelo, ajudando os folículos pilosos a produzirem sebo.
  • Levedura de cerveja: melhora a saúde do cabelo e previne sua queda, já que conta com um alto teor de vitamina B. Pode ser encontrada em sopas, massas e vegetais desidratados.
  • Cenoura: possui betacaroteno que auxilia na produção de óleos que fortalecem o couro cabeludo.
  • Alimentos ricos em ômega 3: presente em peixes como atum e sardinha. Traz mais maciez e brilho para os cabelos, além de estimular seu crescimento.
  • Leguminosas: grão-de-bico, feijão e outros grãos impedem a quebra do cabelo, pois possuem grande quantidade de zinco, ferro e biotina.
  • Alimentos ricos em vitamina C: como laranja, limão, acerola, morango e tomate. Tem ação antioxidante, contribuindo para o bom funcionamento das células dos fios.
  • Alimentos ricos em vitamina E: previne o surgimento de radicais livres e ajuda na formação de um cabelo novo. Pode ser encontrado em óleos vegetais, nozes, amendoim e na gema do ovo.

Acho que você já percebeu a quantidade de vitaminas que você tem que ingerir para manter seu cabelo saudável nesse período, não é mesmo? Essa tarefa não é nada fácil.

Por esse motivo muitas mulheres acabam recorrendo à suplementação vitamínica. Lembre-se que não se trata de remédio, é uma opção 100% natural.

Durante a gravidez, a maioria das mulheres acaba adotando esse método para suprir suas necessidades. Geralmente, os médicos indicam um reforço na ingestão de ácido fólico antes e durante a gestação, por exemplo.

Já que você está preocupada com a queda de cabelo, pode apostar em um suplemento vitamínico focado nisso.

Uma das opções possíveis no mercado e que vem fazendo muito sucesso é o Hair Again, você pode saber mais sobre esse reversor de calvície natural clicando aqui.

Agora que você já sabe de tudo sobre queda de cabelo na gravidez e pós-parto, aproveite para saber como identificar se o início da calvície está ameaçando suas madeixas. Nunca se sabe, não é mesmo?

Ficou interessada nos benefícios que o colágeno pode trazer para o seu cabelo? Confira o nosso Guia Completo do Colágeno.