MEDICINA ALTERNATIVA

10/07/2014 10:02 - Atualizado em 22/07/2014 19:05

Massoterapia

Técnicas manuais que auxiliam e trabalham no sistema musculoesquelético para saúde e bem-estar.

POR

A.D.A.M.

  • +A
  • -A

O que é massagem?

Massagem é um tratamento "com as mãos" no qual o terapeuta manipula músculos e outros tecidos moles do corpo para melhorar a saúde e o bem-estar. As massagens variam de afagos suaves e massagens de músculos e outros tecidos moles a técnicas manuais mais profundas. A massagem tem sido praticada como uma terapia de cura durante séculos em quase todas as culturas ao redor do mundo. Ajuda a aliviar a tensão muscular, reduzir o estresse e evocar sentimentos de calma. Embora a massagem afete o corpo como um todo, ela influencia em particular a atividade dos sistemas músculo-esquelético, circulatório, linfático e nervoso.

Qual a história da massagem?

O uso da massagem para fins de cura remonta a 4.000 anos na literatura médica chinesa e continua a ser uma parte importante da Medicina Chinesa Tradicional (MTC). Uma forma contemporânea de massagem, conhecida como massagem Sueca, foi introduzida nos Estados Unidos nos anos 1850. Ao final do século XIX, um número significativo de médicos americanos estava praticando a técnica manual, e a primeira clínica terapêutica de massagem do país abriu suas portas para o público.

No início do século XX, o crescimento da tecnologia e da prescrição de medicamentos começaram a ofuscar a massagem terapêutica. Pelas próximas décadas a massagem permaneceu dormente, com apenas alguns terapeutas praticando essa técnica "antiga". Durante os anos 1970, contudo, tanto o público geral quanto profissionais da área médica começaram a tomar conhecimento da medicina alternativa e de terapias de corpo e mente, incluindo a terapia de massagem. Hoje, mais de 125.000 terapeutas de massagem estão praticando nos Estados Unidos. Seus números estão crescendo rapidamente para acompanhar os mais de 80 milhões de consultas para terapia de massagem que as pessoas marcam todo ano.

Existem muitos tipos de massagem?

Existem quase 100 tipos diferentes de massagem e técnicas de trabalho do corpo. Cada técnica é exclusivamente projetada para alcançar um objetivo específico. Os tipos mais comuns praticados nos Estados Unidos incluem:

  • Massagem de aromaterapia: Óleos essenciais de plantas são massageados na pele, para melhorar a cura e os efeitos relaxantes de massagem. Acredita-se que óleos essenciais surtem um efeito poderoso no humor ao estimular duas estruturas profundas no cérebro, conhecidas por armazenar emoções e memória.
  • Massagem craniossacral: Aplica-se uma pressão suave na cabeça e na espinha para corrigir desequilíbrios e restaurar o fluxo do fluido cerebrospinal nessas áreas.
  • Massagem linfática: Afagos suaves e rítmicos são usados para melhorar o fluxo da linfa (fluido sem cor que ajuda no combate a infecções e doenças) através do corpo. Uma das formas mais populares de massagem linfática, a drenagem linfática manual (DLM), foca na drenagem do excesso de linfa.
  • Liberação miofascial: Pressão suave e posicionamento do corpo são usados para relaxar e alongar os músculos, fáscia (tecidos de conexão) e estruturas relacionadas. Fisioterapeutas treinados e massagistas usam essa técnica.
  • Massagem no local/cadeira Massagistas que trabalham no local usam cadeiras portáveis para realizar massagens breves sobre os membros superiores em pessoas vestidas em escritórios ou outros locais públicos.
  • Terapia da polaridade: Como uma forma de cura energética, a terapia de polaridade estimula e equilibra o fluxo de energia dentro do corpo para melhorar a saúde e o bem-estar.
  • Reflexologia: Técnicas especializadas com o polegar e o dedo são aplicadas a mãos e pés. Os reflexologistas acreditam que essas são as áreas que contêm os "pontos de reflexão", ou conexões diretas a órgãos e estruturas específicos através do corpo.
  • Rolfing: Pressão é aplicada à fáscia (tecido de conexão) para alongá-la, estendê-la e torná-la mais flexível. O objetivo dessa técnica é realinhar o corpo de forma que conserve energia, libere tensão e funcione melhor.
  • Shiatsu: Aplica-se pressão suave com os dedos e mãos em pontos específicos do corpo para aliviar a dor e melhorar o fluxo de energia (conhecida como qi) através dos caminhos energéticos do corpo (chamados de meridianos). A shiatsu é usada largamente no MTC.
  • Massagem desportiva: Comumente usada em atletas profissionais e outros indivíduos ativos, a massagem desportiva pode melhorar o desempenho e evitar e tratar lesões relacionadas ao esporte.
  • Massagem Sueca: Uma variedade de técnicas de afagos e pressão são utilizados para melhorar o fluxo sanguíneo para o coração, remover dejetos dos tecidos, alongar ligamentos e tendões, e aliviar tensão física e emocional.
  • Massagem de acionamento: Aplica-se pressão em "pontos de acionamento" (áreas mais macias onde os músculos foram danificados) para aliviar espasmos e dores musculares.
  • Toque integrativo: Uma forma suave de massagem que usa técnicas leves e não circulatórias. Criada para atender às necessidades de pacientes que foram hospitalizados ou estejam em cuidados paliativos.
  • Toque compassivo: Combina a atenção focada de um a um, toque intencional e massagem sensível com comunicação para melhorar a qualidade de vida dos idosos, doentes ou pacientes terminais.

Como a massagem funciona?

Por séculos, o toque humano tem demonstrado curar emocional e fisicamente. Técnicas de massagem específicas podem estimular ou relaxar os músculos e tecidos do corpo para criar o efeito desejado. Quando um massagista profissional massageia tecidos moles, sinais elétricos são transmitidos tanto para a região local quanto para o resto do corpo. Esses sinais, em combinação com as propriedades de cura do toque, ajudam a curar músculos danificados, estimular a circulação, limpar dejetos através do sistema linfático, impulsionar a atividade do sistema imunológico, reduzir dores e tensão e induzir um efeito de calma. A massagem também pode melhorar o bem estar ao estimular a liberação de endorfinas (analgésicos naturais e elevadores de humor) e reduzir certos hormônios de estresse.

Veja agora qual o seu nível de estresse e se você sofre com ansiedade.

O que acontece durante uma sessão de massagem terapêutica?

Em sua primeira sessão de massagem terapêutica, o profissional irá lhe perguntar sobre sintomas que você possa ter (como dor lombar) e também irá fazer perguntas sobre seu histórico médico. O profissional também pode começar uma discussão sobre o que você espera alcançar com a sessão de massagem.

O terapeuta deixa a sala enquanto você tira a roupa e se deita na mesa de massagem. Um lençol é colocado sobre seu corpo durante a sessão e é movido somente para expor a parte do corpo sobre o qual a massagem será aplicada. Frequentemente se utiliza óleo de massagem ou loção para reduzir o atrito entre as mãos do massagista e sua pele. A sala é mantida aquecida e sem distrações. O terapeuta irá lhe perguntar se está aplicando muita ou pouca pressão. Pode haver música suave tocando ao fundo.

A maneira na qual o profissional massageia seu corpo depende do problema sendo tratado. Uma sessão de massagem pode durar entre 15 e 90 minutos e pode incluir um agendamento de visitas de acompanhamento, dependendo da severidade da situação.

A massagem é boa para que?

Em geral, acredita-se que a massagem suporte a cura, aumenta a energia, reduza o tempo de cura após uma lesão, alivie a dor e melhore o relaxamento, humor e bem-estar. É útil para muitos problemas músculo-esqueléticos, como dor lombar, osteoartrite, fibromialgia, torceduras e distensão. A massagem pode aliviar a depressão em pessoas com síndrome de fadiga crônica, aliviar a constipação crônica (quando a técnica é realizada na área abdominal), diminuir inchaço, aliviar transtornos do sono e melhorar a autoimagem. No local de trabalho, a massagem tem demonstrado sumir com o estresse e melhorar o alerta mental. Um estudo descobriu que a massagem profunda do tecido reduz os níveis de pressão arterial (uma redução média de 10,4 mm Hg em pressão sistólica e uma redução de 5,3 mm Hg de pressão diastólica). Outros estudos mostraram que a massagem pode ter efeitos benéficos imediatos sobre a dor e humor entre pacientes com câncer avançado.

Estudos clínicos mostram que a massagem alivia dor crônica nas costas com mais eficácia que outros tratamentos (incluindo acupuntura e cuidados médicos convencionais para essa condição, com educação através de livros e vídeos) e, em muitos casos, custa menos que outros tratamentos. Mães e recém-nascidos também se beneficiam da massagem. Geralmente, mães treinadas para massagear seus filhos sentem-se menos deprimidas e criam laços emocionais melhores com seus bebês. Recém-nascidos que tenham recebido massagem de suas mães também tendem a chorar menos e são mais ativos, alertas e sociáveis. Bebês prematuros que tenham recebido terapia de massagem têm mostrado que ganham peso mais rápido que prematuros que não receberam esse tipo de terapia. Crianças que receberam massagem regularmente também dormem melhor, têm menos gases ou cólicas e possuem uma consciência corporal melhor, assim como uma digestão mais regular.

Outras dicas para bebês no Vivo Ligue Bebê.

Estudos clínicos também mostram que a massagem pode ser um tratamento eficaz para crianças e adolescentes com uma gama variada de doenças, incluindo:

  • Autismo: Crianças autistas, que geralmente não gostam de ser tocadas, mostram um comportamento autista menor e são mais sociais e atentas após receberem terapia de massagem de seus pais.
  • Dermatite atópica/eczema: Crianças com problemas de pele escamosa e sarnenta demonstram menor vermelhidão, menos escamas e outros sintomas após receberem massagem entre inflamações. A massagem não deve ser usada quando a condição da pele estiver ativamente inflamada.
  • Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH): A massagem pode melhorar o humor das crianças com TDAH e as ajuda a sentirem-se menos inquietas e hiperativas.
  • Bulimia: Estudos mostram que adolescentes com distúrbios alimentares sentem-se menos deprimidas e ansiosas após receberem terapia de massagem.
  • Fibrose cística: A massagem pode reduzir ansiedade e melhorar a respiração em crianças com problemas pulmonares.
  • Diabete: A massagem pode ajudar a regular os níveis de açúcar no sangue e reduzir ansiedade e depressão em crianças com diabetes.
  • Artrite reumatóide: Crianças com artrite reumatóide juvenil (ARJ) têm mostrado experimentar menos dor, rigidez matinal e ansiedade como resultado da terapia de massagem.

Existem riscos associados à massagem?

Em geral, a massagem é considerada relativamente segura. Dor ou outros efeitos colaterais negativos raros são geralmente causados por uma técnica de massagem extremamente vigorosa.

As mulheres devem ter cuidado ao receber massagens durante a gravidez. Se você estiver grávida, certifique-se de encontrar um terapeuta treinado especificamente para realizar massagens em mulheres grávidas.

Mesmo que a massagem seja uma técnica útil para ajudar na regulação do açúcar no sangue ao longo do tempo, se você tem diabetes, você deve verificar seu índice de açúcar no sangue após receber a massagem, pois ele deve estar muito baixo. Além disso, se você tem diabete e está recebendo massagens regularmente, você deve verificar frequentemente o açúcar no seu sangue para avaliar mudanças ao longo do tempo.

Mais sobre diabetes, visite nosso especial Diabetes: Prevenção e Controle e

conheça o Vivo Cuidados com Diabetes.

Alguém deve evitar massagens?

Pessoas com as seguintes condições devem evitar massagens:

  • Insuficiência cardíaca
  • Insuficiência renal
  • Infecção das veias superficiais (conhecido como flebite) ou de tecidos macios (conhecido como celulite) nas pernas ou em outros lugares.
  • Coágulos de sangue nas pernas
  • Distúrbios hemorrágicos
  • Doenças de pele contagiosas

Se você tem câncer, consulte o seu médico antes de considerar massagem, pois ela pode danificar tecidos que se tornam frágeis com a quimioterapia ou tratamentos com radiação. Pessoas com artrite reumatoide, bócio (um transtorno da tireoide caracterizado pelo seu aumento), eczema e outras lesões da pele não devem receber terapia de massagem durante inflamações. Especialistas também aconselham pessoas com osteoporose, febre alta, baixo teor de plaquetas ou glóbulos brancos, deficiência mental, assim como aqueles em convalescença de cirurgia a evitar massagens. Consulte seu médico.

Fale ao seu massagista sobre as medicações que estiver tomando, já que a massagem pode influenciar na absorção ou atividade, oral e tópica, dos medicamentos.

Qual é o futuro da massagem?

Mais pesquisas são necessárias para determinar a eficácia da terapia da massagem, quais os problemas de saúde melhoram com técnica e se há uma relação de custo-benefício melhor que outros tipos de tratamento. Embora a massagem seja comumente oferecida na comunidade por profissionais particulares, ela está sendo integrada aos poucos a uma variedade de situações de cuidados com a saúde, como instalações de cuidados paliativos e hospitais.

Conheça o Vivo Bem-estar e receba dicas para melhorar ainda mais sua qualidade de vida.

Anderson PG, Cutshall SM. Massage therapy: a comfort intervention for cardiac surgery patients. Clin Nurse Spec. 2007;21(3):161-5; quiz 166-7.

Barlow A, Clarke R, Johnson N, Seabourne B, Thomas D, Gal J. Effect of massage of the hamstring muscles on selected electromyographic characteristics of biceps femoris during sub-maximal isometric contraction. Int J Sports Med. 2007;28(3):253-6.

Beider S, Mahrer N, Gold J. Pediatric Massage Therapy: An Overview for Clinicians. Pediatric Clinics of North America. 2007;54(6).

Bernas M, Witte M, Kriederman B, Summers P, Witte C. Massage therapy in the treatment of lymphedema. Rationale, results, and applications. IEEE Eng Med Biol Mag. 2005;24(2):58-68.

Billhult A, Bergbom I, Stener-Victorin E. Massage relieves nausea in women with breast cancer who are undergoing chemotherapy. J Altern Complement Med. 2007;13(1):53-7.

Billhult A, Stener-Victorin E, Bergbom I. The experience of massage during chemotherapy treatment in breast cancer patients. Clin Nurs Res. 2007;16(2):85-99; discussion 100-2.

Buckle S. Aromatherapy and massage: the evidence. Paediatr Nurs. 2003;15(6):24-7.

Button C, Anderson N, Bradford C, Cotter JD, Ainslie PN. The effect of multidirectional mechanical vibration on peripheral circulation of humans. Clin Physiol Funct Imaging. 2007;27(4):211-6.

Cambron JA, Dexheimer J, Coe P. Changes in blood pressure after various forms of therapeutic massage: a preliminary study. J Altern Complement Med. 2006;12(1):65-70.

Dryden T, Baskwill A, Preyde M. Massage therapy for the orthopaedic patient: a review. Orthop Nurs. 2004;23(5):327-32; quiz 333-4.

Duimel-Peeters IG, Hulsenboom MA, Berger MP, Snoeckx LH, Halfens RJ. Massage to prevent pressure ulcers: knowledge, beliefs and practice. A cross-sectional study among nurses in the Netherlands in 1991 and 2003. J Clin Nurs. 2006;15(4):428-35.

Ezzo J, Haraldsson BG, Gross AR, et al.; Cervical Overview Group. Massage for mechanical neck disorders: a systematic review. Spine. 2007;32(3):353-62.

Field T, Diego M, Hernandez-Reif M. Potential underlying mechanisms for greater weight gain in massaged preterm infants. Infant Behav Dev. 2011;34(3):383-9.

Furlan AD, Imamura M, Dryden T, Irvin E. Massage for low-back pain. Cochrane Database Syst Rev. 2008;(4):CD001929.

Gordon C, Emiliozzi C, Zartarian M. Use of a mechanical massage technique in the treatment of fibromyalgia: a preliminary study. Arch Phys Med Rehabil. 2006;87(1):145-7.

Hennenfent BR, Lazarte AR, Feliciano AE Jr. Repetitive prostatic massage and drug therapy as an alternative to transurethral resection of the prostate. MedGenMed. 2006;8(4):19.

Kaye AD, Kaye AJ, Swinford J, Baluch A, Bawcom BA, Lambert TJ, Hoover JM. The effect of deep-tissue massage therapy on blood pressure and heart rate. J Altern Complement Med. 2008;14(2):125-8.

Kutner JS, Smith MC, Corbin L, Hemphill L, Benton K, Mellis BK, Beaty B, Felton S, Yamashita TE, Bryant LL, Fairclough DL. Massage therapy versus simple touch to improve pain and mood in patients with advanced cancer: a randomized trial. Ann Intern Med. 2008;149(6):369-79.

Maa SH, Tsou TS, Wang KY, Wang CH, Lin HC, Huang YH. Self-administered acupressure reduces the symptoms that limit daily activities in bronchiectasis patients: pilot study findings. J Clin Nurs. 2007;16(4):794-804.

Macgregor R, Campbell R, Gladden MH, Tennant N, Young D. Effects of massage on the mechanical behaviour of muscles in adolescents with spastic diplegia: a pilot study. Dev Med Child Neurol. 2007;49(3):187-91.

McNeill JA, Alderdice FA, McMurray F. A retrospective cohort study exploring the relationship between antenatal reflexology and intranatal outcomes. Complement Ther Clin Pract. 2006;12(2):119-25.

Munk N, Kruger T, Zanjani F. Massage therapy usage and reported health in older adults experiencing persistent pain. J Altern Complement Med. 2011;17(7):609-16.

Myers C, Walton T, Small B. The Value of Massage Therapy in Cancer Care. Hematology/Oncology Clinics of North America. 2008;22(4).

Plews-Ogan M, Owens JE, Goodman M, Wolfe P, Schorling J. A pilot study evaluating mindfulness-based stress reduction and massage for the management of chronic pain. JGen Intern Med. 2005;20(12):1136-8.

Rakel B, Barr JO. Physical modalities in chronic pain management. Nurs Clin North Am. 2003;38(3):477-94.

Roh YS, Cho H, Oh JO, Yoon CJ. Effects of skin rehabilitation massage therapy on pruritus, skin status, and depression in burn survivors. Taehan Kanho Hakhoe Chi. 2007;37(2):221-6.

Sherman KJ, Cherkin DC, Deyo RA, Erro JH, Hrbek A, Davis RB, Eisenberg DM. The diagnosis and treatment of chronic back pain by acupuncturists, chiropractors, and massage therapists. Clin J Pain. 2006;22(3):227-34.

Skillgate E, Vingard E, Alfredsson L. Naprapathic manual therapy or evidence-based care for back and neck pain: a randomized, controlled trial. Clin J Pain. 2007;23(5):431-9.

Venesy DA. Physical medicine and complementary approaches. Neurol Clin. 2007;25(2):523-37.

Vernon H, Humphreys K, Hagino C. Chronic mechanical neck pain in adults treated by manual therapy: a systematic review of change scores in randomized clinical trials. JManipulative Physiol Ther. 2007;30(3):215-27.

Wilkinson SM, Love SB, Westcombe AM, et al., Effectiveness of aromatherapy massage in the management of anxiety and depression in patients with cancer: a multicenter randomized controlled trial. J Clin Oncol. 2007;25(5):532-9.

Wu HS, Lin LC, Wu SC, Lin JG. The psychologic consequences of chronic dyspnea in chronic pulmonary obstruction disease: the effects of acupressure on depression. J Altern Complement Med. 2007;13(2):253-61.

Yang MH, Wu SC, Lin JG, Lin LC. The efficacy of acupressure for decreasing agitated behaviour in dementia: a pilot study. J Clin Nurs. 2007;16(2):308-15.

comentários

  • Naturopatia

    Especialidade de saúde com terapias e métodos naturais para o bom funcionamento do organismo e prevenção.

  • Osteopatia

    Técnicas manuais que estimulam as articulações e a capacidade de recuperação do corpo sem medicamentos e cirurgias.

  • Técnicas de Relaxamento

    Métodos que auxiliam o relaxamento muscular, nervoso e mental para equilíbrio e tranquilidade.