MEDICINA ALTERNATIVA

10/07/2014 10:02 - Atualizado em 22/07/2014 19:05

Homeopatia

Especialidade médica com manipulação de medicamentos únicos preparados a cada paciente.

POR

A.D.A.M.

  • +A
  • -A

O que é homeopatia?

A ideia principal por trás da homeopatia é a Lei dos Semelhantes, que algumas vezes é explicada como "semelhante cura semelhante" No fim do século XVIII, um médico alemão chamado Samuel Hahnemann leu que a quitina contida na quina (chinchona) curava a malária. Hahnemann engoliu uma dose de quina e começou a sentir-se febril, sonolento, com extrema sede e agitado, todos os sintomas da malária. Hahnemann começou a fazer mais experimentos e formou a sua teoria de que semelhante cura semelhante, ou a Lei dos Semelhantes: quando uma substância em grandes doses causa certos sintomas, em pequenas doses ela pode curar estes mesmos sintomas.

Ervas e outras plantas, minerais, veneno de cobras e outras substâncias podem ser utilizados na fabricação de remédios homeopáticos. Eles são diluídos de novo e de novo e com a sucussão ou agitação vigorosa entre cada diluição. O processo de diluição sequencial e sucussão é chamado de potencialização.

Como a homeopatia funciona?

Os remédios homeopáticos começam com substâncias como ervas, minerais e produtos de animais. Estas substâncias são primeiro esmagadas e dissolvidas em um líquido, normalmente álcool de cereais ou lactose, mecanicamente agitadas e, então, armazenadas. Esta é a "tintura mãe". Os homeopatas, então, diluem tinturas com mais álcool ou lactose, em 1 parte para 10 (escrito como "x") ou 1 parte para 100 (escrito como "c). Estas tinturas são agitadas, produzindo uma diluição de 1x ou 1c. Homeopatas podem diluir estas tinturas ainda mais 2 vezes (2x ou 2c), ou 3 vezes (3x ou 3c) e assim por diante. Muitas vezes profissionais homeopatas utilizarão diluições muito maiores, porque acredita-se quanto mais diluída a substância, mais potentes são seus poderes que cura.

Os remédios homeopáticos buscam estimular os mecanismos de cura do próprio corpo. Os homeopatas acreditam que qualquer doença física possui um componente mental e emocional. Portanto, um diagnóstico homeopático inclui sintomas físicos (como estado febril), estado emocional e psicológico atual (como ansiedade e inquietação) e o temperamento da pessoa. O temperamento de uma pessoa inclui qualidades relacionadas à criatividade, iniciativa, persistência, concentração, sensibilidades físicas e estamina. O remédio certo para uma condição levará em conta estes aspectos, portanto cada diagnóstico e remédio é individualizado. Isto significa que 3 pessoas com febre do feno podem precisar de 3 prescrições diferentes.

Lojas de produtos saudáveis e algumas farmácias vendem remédios homeopáticos para uma variedade de problemas. Normalmente, os remédios são utilizados por não mais que 2 a 3 dias, embora algumas pessoas possam precisar de apenas 1 ou 2 doses antes de começarem a sentir melhora. Em alguns casos, doses diárias podem ser prescritas.

O que acontece durante uma consulta com um homeopata?

A sua primeira consulta com um homeopata pode levar de 1 a 2 1/2 horas. Uma vez que os homeopatas tratam a pessoa ao invés de tratar a doença, o homeopata questionará você extensamente, fazendo muitas perguntas e observando traços da personalidade, bem como comportamentos anormais e sintomas físicos. O homeopata também realizará um exame físico e possivelmente solicitará exames de laboratório.

Quais doenças e condições respondem bem?

As evidências científicas são variadas. Em alguns testes clínicos, a homeopatia não apresentou diferença do placebo. Em outros estudos clínicos, pesquisadores acreditaram ver benefícios com a homeopatia. É necessária mais pesquisa clínica controlada.

Evidências preliminares mostram que a homeopatia pode ser útil para tratar diarreia infantil, otite média (infecção no ouvido), asma, fibromialgia, síndrome da fadiga crônica, sintomas da menopausa como ondas de calor, dores, alergias, infecções do trato respiratório superior, músculos inflamados, resfriados e gripe. Alguns homeopatas especializam-se em tratar doenças graves, como câncer, doenças mentais e doenças autoimunes. De fato, diversos estudos sugerem que pode haver um papel para a homeopatia no alívio de sintomas e melhoria da qualidade de vida entre pacientes com câncer. Você não deve tratar uma doença perigosa apenas com homeopatia. Sempre certifique-se de que o seu médico sabe sobre as diferentes terapias que você está utilizando.

Medicamentos homeopáticos geralmente não causam efeitos colaterais por serem diluídos. Entretanto, algumas pessoas relatam sentir-se pior logo após começar a usar remédios homeopáticos. Os homeopatas interpretam isto como o corpo temporariamente estimulando sintomas enquanto esforça-se para restabelecer a saúde. Os remédios homeopáticos não são conhecidos por interferir com medicamentos convencionais. Entretanto, se você estiver considerando utilizar remédios homeopáticos, converse com o seu médico.

 

Altunc U, Pittler MH, Ernst E. Homeopathy for childhood and adolescence ailments: systematic review of randomized clinical trials. Mayo Clin Proc. 2007;82(1):69-75.

Bellavite P, Ortolani R, Pontarollo F, Piasere V, Benato G, Conforti A. Immunology and homeopathy. 4. Clinical studies-part 2. Evid Based Complement Alternat Med. 2006;3(4):397-409.

Bellavite P, Ortolani R, Pontarollo F, Piasere V, Benato G, Conforti A. Immunology and homeopathy. 4. Clinical studies-part 1. Evid Based Complement Alternat Med. 2006;3(3):293-301.

Brinkhaus B, Wilkens JM, Ludtke R, Hunger J, Witt CM, Willich SN. Homeopathic arnica therapy in patients receiving knee surgery: results of three randomised double-blind trials. Complement Ther Med. 2006;14(4):237-46.

Cucherat M, Haugh MC, Gooch M, Boissel JP. Evidence of clinical efficacy of homeopathy: a meta-analysis of clinical trials. Eur J Clin Pharmacol. 2000;56:27-33.

Dantas F, Fisher P, Walach H, et al. A systematic review of the quality of homeopathic pathogenetic trials published from 1945 to 1995. Homeopathy. 2007;96(1):4-16.

Dean ME, Coulter MK, Fisher P, Jobst K, Walach H. Reporting data on homeopathic treatments (RedHot): a supplement to CONSORT. Homeopathy. 2007;96(1):42-5.

dos Santos AL, Perazzo FF, Cardoso LG, Carvalho JC. In vivo study of the anti-inflammatory effect of Rhus toxicodendron. Homeopathy. 2007;96(2):95-101.

Ernst E. Homeopathy: what does the "best" evidence tell us? Med J Aust. 2010;192(8):458-60.

Fleming S, Gutknecht N. Naturopathy and Primary Care Practice. Primary Care: Clinics in Office Practice. 2010: 37(1).

Frei H, Everts R, von Ammon K, Kaufmann F, et al. Randomised controlled trials of homeopathy in hyperactive children: treatment procedure leads to an unconventional study design. Experience with open-label homeopathic treatment preceding the Swiss ADHD placebo controlled, randomised, double-blind, cross-over trial.Homeopathy. 2007;96(1):35-41.

Frenkel M. Homeopathy in cancer care. Altern Ther Health Med. 2010;16(3):12-6.

Goossens M, Laekeman G, Aertgeerts B, Buntinx F; ARCH study group. Evaluation of the quality of life after individualized homeopathic treatment for seasonal allergic rhinitis. A prospective, open, non-comparative study. Homeopathy. 2009 Jan;98(1):11-6.

Jacobs J, Herman P, Heron K, Olsen S, Vaughters L. Homeopathy for menopausal symptoms in breast cancer survivors: a preliminary randomized controlled trial. J Altern Complement Med. 2005;11(1):21-7.

Jacobs J, Williams AL, Girard C, Njike VY, Katz D. Homeopathy for attention-deficit/hyperactivity disorder: a pilot randomized-controlled trial. J Altern Complement Med. 2005;11(5):799-806.

Kistin SJ, Newman AD. Induction of labor with homeopathy: a case report. J Midwifery Womens Health. 2007;52(3):303-7.

Mathie RT, Farrer S. Outcomes from homeopathic prescribing in dental practice: a prospective, research-targeted, pilot study. Homeopathy. 2007;96(2):74-81.

McGuigan M. Hypothesis: do homeopathic medicines exert their action in humans and animals via the vomeronasal system? Homeopathy. 2007;96(2):113-9.

Merrell WC, Shalts E. Homeopathy [Review]. Med Clin North Am. 2002;86(1):47-62.

Milazzo S, Russell N, Ernst E. Efficacy of homeopathic therapy in cancer treatment. Eur J Cancer. 2006;42(3):282-9.

Milgrom LR. Journeys in the country of the blind: entanglement theory and the effects of blinding on trials of homeopathy and homeopathic provings. Evid Based Complement Alternat Med. 2007;4(1):7-16.

Mojaver YN, Mosavi F, Mazaherinezhad A, Shahrdar A, Manshaee K. Individualized homeopathic treatment of trigeminal neuralgia: an observational study. Homeopathy. 2007;96(2):82-6.

Mousavi F, Mojaver YN, Asadzadeh M, Mirzazadeh M. Homeopathic treatment of minor aphthous ulcer: a randomized, placebo-controlled clinical trial. Homeopathy. 2009 Jul;98(3):137-41.

Muller-Krampe B, Oberbaum M, Dipl-Math PK, Weiser M. Effects of Spascupreel versus hyoscine butylbromide for gastrointestinal cramps in children. Pediatr Int. 2007;49(3):328-34.

Pilkington K, Kirkwood G, Rampes H, Fisher P, Richardson J. Homeopathy for anxiety and anxiety disorders: a systematic review of the research. Homeopathy. 2006;95(3):151-62.

Ramachandran C, Nair PK, Clement RT, Melnick SJ. Investigation of cytokine expression in human leukocyte cultures with two immune-modulatory homeopathic preparations. J Altern Complement Med. 2007;13(4):403-7.

Rao ML, Roy R, Bell IR, Hoover R. The defining role of structure (including epitaxy) in the plausibility of homeopathy. Homeopathy. 2007;96(3):175-82.

Relton C, Chatfield K, Partington H, Foulkes L. Patients treated by homeopaths registered with the Society of Homeopaths: a pilot study. Homeopathy. 2007;96(2):87-9.

Relton C, Smith C, Raw J, Walters C, Adebajo AO, Thomas KJ, Young TA. Healthcare provided by a homeopath as an adjunct to usual care for Fibromyalgia (FMS): results of a pilot Randomised Controlled Trial. Homeopathy. 2009 Apr;98(2):77-82.

Rossi E, Endrizzi C, Panozzo MA, Bianchi A, Da Frè M. Homeopathy in the public health system: a seven-year observational study at Lucca Hospital (Italy). Homeopathy. 2009 Jul;98(3):142-8.

Rostock M, Naumann J, Guethlin C, Guenther L, Bartsch HH, Walach H. Classical homeopathy in the treatment of cancer patients--a prospective observational study of two independent cohorts. BMC Cancer. 2011;11:19.

Tan G, Craine MH, Bair MJ, et al. Efficacy of selected complementary and alternative medicine interventions for chronic pain. J Rehabil Res Dev. 2007;44(2):195-222.

Thompson EA, Montgomery A, Douglas D, Reilly D. A pilot, randomized, double-blinded, placebo-controlled trial of individualized homeopathy for symptoms of estrogen withdrawal in breast-cancer survivors. J Altern Complement Med. 2005;11(1):13-20.

Vickers AJ, Smith C. Homoeopathic Oscillococcinum for preventing and treating influenza and influenza-like syndromes. Cochrane Database Syst Rev. 2006;3:CD001957.

Witt CM, Lüdtke R, Willich SN. Homeopathic treatment of patients with psoriasis--a prospective observational study with 2 years follow-up. J Eur Acad Dermatol Venereol. 2009 May;23(5):538-43.

comentários

  • Naturopatia

    Especialidade de saúde com terapias e métodos naturais para o bom funcionamento do organismo e prevenção.

  • Osteopatia

    Técnicas manuais que estimulam as articulações e a capacidade de recuperação do corpo sem medicamentos e cirurgias.

  • Técnicas de Relaxamento

    Métodos que auxiliam o relaxamento muscular, nervoso e mental para equilíbrio e tranquilidade.