10/07/2014 10:02 - Atualizado em 22/07/2014 19:05

lLeucemia mieloide aguda

POR

A.D.A.M.

  • +A
  • -A

O que é?

A leucemia mieloide aguda (LMA) é um câncer que começa dentro da medula óssea, tecido mole que fica dentro dos ossos e ajuda a formar células sanguíneas. O câncer se desenvolve nas células que, normalmente, formariam glóbulos brancos.

Aguda significa que a doença se desenvolve rapidamente.

Consulte também:

  • Leucemia linfocítica crônica (LLC)
  • Leucemia mieloide crônica (LMC)
  • Leucemia

Causas

A leucemia mieloide aguda (LMA) é um dos tipos de leucemia mais comuns entre adultos. Esse tipo de câncer é raro antes dos 40 anos. Ele geralmente ocorre por volta dos 60 anos. (Este artigo se concentra na LMA entre adultos.)

A LMA é mais comum em homens do que em mulheres.

As pessoas com esse tipo de câncer têm células anormais dentro da medula óssea. Essas células crescem muito rapidamente e substituem as células sanguíneas saudáveis. A medula óssea, que ajuda o corpo a combater infecções, para de funcionar corretamente. As pessoas com LMA se tornam mais propensas a infecções e têm maior risco de hemorragia à medida que o número de células saudáveis diminui.

Na maior parte das vezes, um médico não consegue afirmar o que causou a LMA. No entanto, acredita-se que os seguintes fatores podem levar a alguns tipos de leucemia, incluindo a LMA:

  • Determinadas substâncias químicas (por exemplo, benzeno)
  • Determinados medicamentos para quimioterapia, incluindo etoposida e drogas conhecidas como agentes alquilantes
  • Radiação

Problemas genéticos também podem desempenhar um papel importante na LMA.

Você terá um risco maior de LMA se apresentar ou já tiver apresentado um dos seguintes problemas:

  • Sistema imunológico debilitado (imunossupressão) devido a um transplante de órgãos
  • Transtornos sanguíneos, incluindo:
    • Policitemia vera
    • Trombocitemia essencial
    • Mielodisplasia (anemia refratária
  • Exposição a radiação e substâncias químicas

Exames

O médico realizará um exame físico. Poderão ser identificados sinais de inchaço no baço, fígado ou linfonodos.

Um hemograma completo mostrará anemia e um número baixo de plaquetas. A contagem de leucócitos pode ser baixa, normal ou alta.

A aspiração da medula óssea mostrará se existem células de leucemia.

Se o médico concluir que você tem esse tipo de leucemia, serão feitos mais exames para determinar o tipo específico de LMA. Existem oito subtipos de LMA. Eles variam de M0 a M7, com base nas células sanguíneas que apresentam anormalidades.

Tratamento

O tratamento envolve o uso de medicamentos para matar as células cancerosas. Isso é chamado de quimioterapia. A quimioterapia também mata as células normais. Isso pode causar efeitos colaterais, como sangramento excessivo e maior risco de infecção. Seu médico poderá mantê-lo isolado para evitar infecções.

Outros tratamentos para a LMA incluem:

  • Antibióticos para tratar a infecção
  • Transplante da medula óssea ou de células-tronco após a radioterapia e a quimioterapia
  • Tranfusões de glóbulos vermelhos para combater a anemia
  • Transfusões de plaquetas para controlar a hemorragia

A maioria dos tipos de LMA é tratada da mesma forma. No entanto, uma forma de LMA chamada de leucemia promielocítica aguda (LPA) é tratada com um medicamento chamado de ácido all-trans-retinóico (ATRA). Esse medicamento ajuda as células da leucemia a se transformarem em glóbulos brancos normais.

O trióxido de arsênio é usado em pacientes com LPA que não melhoram com o ATRA ou a quimioterapia.

Prevenção

Se você trabalha próximo a radiação ou substâncias químicas vinculadas à leucemia, deve usar equipamentos de proteção sempre.

Buscando ajuda médica

Marque uma consulta com o médico se desenvolver sintomas da LMA.

Ligue para o médico se tiver LMA e febre constante que não cede ou outros sintomas de infecção.

Fontes e referências:

Appelbaum FM. The acute leukemias. In Goldman L, Ausiello D, eds. . 23rd ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2007: chap 194. Cecil Medicine

ADAM, Inc. é credenciada pelo URAC, também conhecida como American Accreditation HealthCare Commission (www.urac.org). URAC é uma auditoria independente para verificar se ADAM segue padrões rigorosos de qualidade e responsabilidade. A.D.A.M. é um dos primeiros a conseguir essa importante distinção para informações e serviços de saúde on-line. Saiba mais sobre a política editorial da ADAM, o processo editorial e a política de privacidade. A.D.A.M. também é um membro fundador da Hi-Ethics e subscreve os princípios de Saúde na Net Foundation (www.hon.ch).

As informações contidas neste documento não devem ser usados ​​durante qualquer emergência médica ou para o diagnóstico ou tratamento de qualquer condição médica. Um profissional licenciado médico deve ser consultado para diagnóstico e tratamento de todo e qualquer problema médico. Links para outros sites são fornecidos apenas para informação - não constituem endosso desses outros sites. © 1997 - 2013 ADAM, Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ