10/07/2014 10:02 - Atualizado em 22/07/2014 19:05

cCefaleia tensional

POR

A.D.A.M.

  • +A
  • -A

O que é?

Uma cefaleia tensional é uma dor ou desconforto na cabeça, couro cabeludo ou pescoço, geralmente associada à tensão muscular nessas áreas.

Consulte também:

Causas

A cefaleia tensional é uma das formas de dor de cabeça mais comuns. Ela pode ocorrer em qualquer idade, mas é mais comum em adultos e adolescentes.

Se uma dor de cabeça ocorrer duas ou mais vezes por semana durante vários meses ou por mais tempo, a doença é considerada crônica. As cefaleias crônicas e diárias podem ser resultado do tratamento insuficiente ou excessivo de uma cefaleia primária. Por exemplo, os pacientes que tomam analgésicos mais de três vezes por semana, regularmente, podem desenvolver cefaleias de rebote.

A cefaleia tensional pode ocorrer quando o paciente também apresenta enxaqueca.

Ela ocorre quando os músculos do pescoço e do couro cabeludo ficam tensos ou se contraem. As contrações musculares podem ser uma resposta a estresse, depressão, trauma na cabeça ou ansiedade.

Qualquer atividade que exija que a cabeça seja mantida em uma mesma posição por muito tempo sem se mover pode causar uma dor de cabeça. Isso inclui atividades como digitar ou realizar outras ações no computador, trabalhos manuais delicados que exigem precisão e atenção e a utilização de um microscópio. Dormir em um quarto frio ou dormir com o pescoço em uma posição incomum também pode desencadear uma cefaleia tensional.

Outros desencadeadores da cefaleia tensional são:

  • Álcool
  • Cafeína (em excesso ou abstinência)
  • Gripe e resfriado
  • Problemas odontológicos como apertamento da mandíbula ou bruxismo
  • Fadiga visual
  • Fumo em excesso
  • Fadiga
  • Congestão nasal
  • Esforço excessivo
  • Sinusite

A cefaleia tensional não está associada a alterações estruturais no cérebro.

Exames

Uma dor de cabeça de leve a moderada que não ocorre junto com outros sintomas e responde ao tratamento caseiro em poucas horas talvez não precise de exames ou testes mais detalhados, principalmente se ela já tiver ocorrido anteriormente. A cefaleia tensional não revela descobertas anormais em um exame neurológico. Entretanto, é possível perceber, com frequência, pontos doloridos (nódulos de tensão) nos músculos da região do pescoço e dos ombros.

Se a dor de cabeça for aguda, persistente (não desaparecer) ou se outros sintomas estiverem presentes, consulte seu médico para descartar outros distúrbios que podem causar dor de cabeça.

As cefaleias que perturbam o sono, que ocorrem sempre que você está ativo ou que são recorrentes ou crônicas podem exigir exames e tratamentos recomendados por um médico.

Tratamento

Compreender quais são os desencadeadores da cefaleia pode ajudar a evitar as situações que causam essas dores. Manter um diário sobre as suas dores de cabeça pode ajudar a identificar os desencadeadores da dor. Quando tiver uma dor de cabeça, anote o dia e o horário em que a dor começou. O diário também deve conter anotações sobre o que você comeu e bebeu nas 24 horas anteriores, quantas horas dormiu e o que estava acontecendo na sua vida momentos antes da dor começar. Por exemplo: você estava sob estresse incomum? Também inclua informações sobre a duração da dor de cabeça e o que fez com que ela parasse.

Banhos de chuveiro ou de banheira, quentes ou frios, podem aliviar a dor de cabeça para algumas pessoas. Talvez seja necessário fazer algumas mudanças no seu estilo de vida se tiver cefaleias tensionais crônicas. Isso pode significar alterar seus hábitos noturnos (geralmente para conseguir dormir mais), aumentar sua carga de exercícios e alongar os músculos do pescoço e das costas. Em algumas situações, é necessário mudar de emprego ou hábitos de lazer.

Os analgésicos vendidos sem receita médica, como aspirina, ibuprofeno ou acetaminofeno (paracetamol), podem aliviar a dor se as técnicas de relaxamento não funcionarem. Se planeja participar de alguma atividade que você sabe que vai desencadear uma dor de cabeça, pode ser útil tomar um desses analgésicos antes da atividade.

Às vezes, analgésicos narcóticos são receitados pelo médico. Tenha sempre em mente que os medicamentos para dor apenas aliviam os sintomas da dor de cabeça por um breve período. Depois de algum tempo, eles não funcionam tão bem ou o alívio que oferecem não dura tanto. O uso regular e excessivo desses medicamentos podem levar à recorrência de cefaleias.

Outros tratamentos com medicamentos com receita incluem:

  • Relaxantes musculares, como tizanidina
  • Inibidores seletivos de recaptação de serotonina (ISRS), como paroxetina (Paxil) ou citalopram (Celexa), tomados diariamente para ajudar a prevenir ou diminuir as ocorrências de dor de cabeça
  • Antidepressivos tricíclicos, como amitriptilina, nortriptilina ou doxepina, tomados diariamente para ajudar a prevenir ou diminuir as ocorrências de dor de cabeça

Combinar o tratamento com medicamentos e exercícios de relaxamento ou de gerenciamento de estresse, biofeedback, terapia comportamental cognitiva ou acupuntura pode proporcionar um alívio maior para as cefaleias crônicas.

O botox (toxina botulínica) está se tornando um tratamento popular para as dores de cabeça crônicas e diárias, incluindo a cefaleia tensional. Entretanto, ele não é aprovado para esse uso atualmente.

Prevenção

Aprenda sobre e pratique o gerenciamento do estresse. Algumas pessoas consideram os exercícios de relaxamento ou a meditação muito úteis. O biofeedback pode melhorar os exercícios de relaxamento e pode ser útil para aliviar a cefaleia tensional crônica.

Dicas para prevenir as cefaleias tensionais:

  • Mantenha-se aquecido se a dor de cabeça estiver associada ao frio.
  • Use um travesseiro diferente ou mude sua posição ao dormir.
  • Mantenha uma boa postura quando estiver lendo, trabalhando ou realizando outras atividades.
  • Exercite o pescoço e os ombros com frequência enquanto estiver digitando, trabalhando no computador ou realizando outra atividade similar.
  • Durma e descanse bastante.

Massagear os músculos doloridos também pode ajudar.

Buscando ajuda médica

Ligue para 192 se:

  • Você estiver sentindo "a pior dor de cabeça da sua vida"
  • Você apresentar dificuldades para se movimentar, enxergar ou falar, ou apresentar perda de equilíbrio, principalmente se nunca tiver tido esses sintomas junto com uma dor de cabeça
  • A sua dor de cabeça for mais grave quando você estiver deitado
  • A dor de cabeça começar muito repentinamente

Também ligue para o seu médico se:

  • A sua dor ou o padrão regular da dor de cabeça mudar
  • Os tratamentos que fizeram efeito no passado não estiverem mais ajudando
  • Você apresentar efeitos colaterais do medicamento, incluindo batimentos cardíacos irregulares, pele pálida ou azulada, sonolência extrema, tosse persistente, depressão, fadiga, náusea, vômito, diarreia, constipação, dor de estômago, cólicas, boca seca ou sede extrema
  • Você estiver grávida ou se essa for uma possibilidade, já que alguns medicamentos não devem ser tomados durante a gravidez

Consulte o artigo geral sobre dores de cabeça para conhecer outros sintomas críticos

Fontes e referências:

Silver N. Headache (chronic tension-type). Am Fam Physician. 2007:76(1):114-116.

Fumal A, Schoenen J. Tension-type headache: current research and clinical management. Lancet Neurol. 2008:7(1):70-83.

Naumann M, So Y, Argoff CE, Childers MK, Dykstra DD, Gronseth GS, et al. Assessment: Botulinum neurotoxin in the treatment of autonomic disorders and pain (an evidence-based review): report of the Therapeutics and Technology Assessment Subcommittee of the American Academy of Neurology. . 2008;70(19):1707-1714. Neurology

Linde K, Allais G, Brinkhaus B, Manheimer E, Vickers A, White AR. Acupuncture for tension-type headache. . 2009;(1):CD007587. Cochrane Database Syst Rev

ADAM, Inc. é credenciada pelo URAC, também conhecida como American Accreditation HealthCare Commission (www.urac.org). URAC é uma auditoria independente para verificar se ADAM segue padrões rigorosos de qualidade e responsabilidade. A.D.A.M. é um dos primeiros a conseguir essa importante distinção para informações e serviços de saúde on-line. Saiba mais sobre a política editorial da ADAM, o processo editorial e a política de privacidade. A.D.A.M. também é um membro fundador da Hi-Ethics e subscreve os princípios de Saúde na Net Foundation (www.hon.ch).

As informações contidas neste documento não devem ser usados ​​durante qualquer emergência médica ou para o diagnóstico ou tratamento de qualquer condição médica. Um profissional licenciado médico deve ser consultado para diagnóstico e tratamento de todo e qualquer problema médico. Links para outros sites são fornecidos apenas para informação - não constituem endosso desses outros sites. © 1997 - 2013 ADAM, Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ