{ang{ nome }ang}

10/07/2014 10:02 - Atualizado em 22/07/2014 19:05

Suturas separadas


POR

A.D.A.M.

  • +A
  • -A

Definição

Suturas separadas são espaços anormalmente largos nas articulações ósseas do crânio de um bebê.

Consulte também: Suturas marginais

Nomes Alternativos

Separação de suturas

Considerações

O crânio de um bebê ou de uma criança pequena é feito de placas ósseas que permitem o crescimento. As bordas pelas quais essas placas se juntam são chamadas suturas ou linhas de sutura.

Em um bebê que nasceu a apenas alguns minutos, a pressão do parto pode comprimir a cabeça, fazendo com que as placas ósseas se sobreponham nas suturas e criando uma pequena crista. Isso é normal em recém-nascidos. Nos dias que se seguem, a cabeça se expande, a sobreposição desaparece e as bordas das placas ósseas correspondem borda com borda. Essa é a posição normal.

Doenças ou condições que causam um aumento anormal da pressão na cabeça podem fazer com que as suturas se afastem muito. Essas suturas separadas podem ser um indicativo de pressão dentro do crânio (pressão intracraniana aumentada).

As suturas separadas podem ser associadas a fontanelas protuberantes. Se a pressão intracraniana aumentar muito, poderão ser vistas grossas veias sobre o couro cabeludo.

Causas Comuns

  • Malformação de Arnold-Chiari
  • Síndrome da criança maltratada
  • Sangramento cerebral (hemorragia intraventricular)
  • Tumor cerebral
  • Determinadas deficiências vitamínicas
  • Malformação de Dandy-Walker
  • Síndrome de Down
  • Hidrocefalia
  • Infecções presentes no nascimento (infecções congênitas)
  • Intoxicação por chumbo
  • Meningite
  • Hematoma subdural ou efusão subdural
  • Glândula tireoide subativa (hipotireoidismo)

Consulte seu médico se

Consulte seu médico se:

  • Seu filho apresentar suturas visivelmente separadas, fontanelas protuberantes ou veias muito evidentes no couro cabeludo
  • Há vermelhidão, inchaço e secreção na área das suturas

O que esperar no consultório do seu médico

O médico realizará um exame físico. Isso incluirá o exame das fontanelas e das veias do couro cabeludo para sentir (apalpando) as suturas e descobrir o quanto elas estão separadas.

O médico fará perguntas sobre o histórico médico e sintomas, incluindo:

  • A criança apresenta outros sintomas (como perímetro da cabeça anormal)?
  • Quando você percebeu pela primeira vez as suturas separadas?
  • Parece que está piorando?
  • A criança está bem em outros aspectos? (Por exemplo, está comendo e os padrões de atividade estão normais?)

Os testes a seguir podem ser realizados:

  • Ressonância magnética da cabeça
  • Tomografia computadorizada da cabeça
  • Ultrassom da cabeça
  • Trabalho com doenças infecciosas, incluindohemoculturas e possível punção espinal
  • Trabalho metabólico, como exames de sangue que verifiquem níveis de eletrólitos
  • exame visual padrão

Embora seu médico guarde os registros de exames de rotina, você pode achar útil guardar os registros do desenvolvimento do seu filho você mesmo. Você poderá chamar a atenção de seu médico para esses registros caso perceba alguma coisa incomum.

Crânio de recém-nascido

comentários

{ang{ nome }ang}