{ang{ nome }ang}

10/07/2014 10:02 - Atualizado em 22/07/2014 19:05

Sinais de gravidez


POR

A.D.A.M.

  • +A
  • -A

Nas primeiras semanas de gravidez, o corpo da mulher começa a mudar para se tornar o lar do embrião em desenvolvimento. Para a futura mãe, isso significa uma grande variedade de novas sensações – algumas mais agradáveis do que outras.

Algumas grávidas sentem, apenas, alguns desses sintomas, enquanto outras sentem todos.

  • Amenorreia ou ausência da menstruação mensal. Quando você engravida, a elevação dos níveis hormonais impede que o revestimento uterino descame no momento em que você deveria menstruar. Você também pode não ter menstruação se não estiver grávida. Outras causas possíveis de amenorreia incluem: ganho ou perda de peso, problemas hormonais, tensão, estresse, amamentação e interrupção do uso de pílulas ou injeções contraceptivas.
  • Indisposição matinal é causada por náusea e enjoos, geralmente sentidos pela manhã, mas, às vezes, durante o dia inteiro. Acredita-se que a causa seja o nível elevado do hormônio da gravidez, gonadotropina coriônica humana (hCG) no sangue, alongamento rápido dos músculos uterinos, excesso de ácido no estômago e aumento da sensibilidade do olfato. A indisposição matinal, geralmente, começa duas a oito semanas após a concepção. Outras possíveis causas de náuseas incluem envenenamento alimentar, tensão, infecção, doença na vesícula biliar e outras doenças.
  • Mamas sensíveis e inchadas. As mamas de uma mulher grávida mudam com a elevação dos níveis dos hormônios estrogênio e progesterona nas primeiras semanas de gravidez. Algumas mulheres notam, até mesmo, o vazamento de leite das mamas, embora isso, geralmente, comece mais tarde durante a gravidez. A sensibilidade da mama, geralmente, começa alguns dias após a concepção. Outras possíveis causas de sensibilidade das mamas incluem pílulas anticoncepcionais, início da menstruação e doença fibrocística na mama.
  • Escurecimento das aréolas, a pele ao redor dos mamilos. As espinhas nas aréolas (chamadas de tubérculos de Montgomery) podem parecer mais salientes. Essas mudanças acontecem gradativamente durante as primeiras semanas de gravidez, enquanto as mamas se preparam para produzir leite. Outras possíveis causas incluem desequilíbrio hormonal, gravidez anterior, bronzeamento e mudanças físicas na puberdade.
  • Desejos de alimentos refletem mudanças nos níveis dos hormônios. Os desejos de alimentos, geralmente, são sentidos durante o primeiro trimestre. Outras possíveis causas incluem má alimentação, estresse e o começo do período menstrual (PMS).
  • Micção frequente. As mulheres ganham peso em água cedo durante a gravidez, e esse volume aumentado de fluidos corporais e a pressão do útero em crescimento significam idas mais frequentes ao banheiro. Isso, geralmente, começa seis a oito semanas após a concepção. Outras possíveis causas da micção frequente incluem infecção do trato urinário, diuréticos, tensão, diabetes e consumo de líquido em excesso.
  • Fadiga. Durante os primeiros meses de gravidez, o seu corpo está construindo a placenta do bebê, o órgão que vai fornecer alimentação ao longo dos próximos 9 meses. Isso requer energia e, com os altos níveis do hormônio progesterona, deixa a mãe muito, muito cansada. Quando termina o primeiro trimestre, as mulheres, muitas vezes, começam a se sentirem menos fatigadas. Outras possíveis causas de fadiga incluem tensão, estresse, depressão, má alimentação, gripe, falta de exercícios e poucas horas ou falta de sono.
  • Sangramento. Cerca de metade das mulheres com gravidez normal terão alguma perda de sangue de cor rosa ou marrom, às vezes, acompanhada de cólicas estomacais. Embora muitas mulheres com perda de sangue ou sangramento vaginal continuem com uma gravidez normal, o sangramento também pode ser um sinal de aborto espontâneo ou de uma gravidez ectópica, uma condição potencialmente legal. Se você tiver sangramento, entre em contato com seu médico para fazer um ultrassom e confirmar se a sua gravidez está progredindo normalmente. Outras possíveis causas de perda de sangue vaginal incluem início da menstruação ou sangramento uterino causado pela pílula anticoncepcional

O que devo fazer?

Se você tiver sinais ou sintomas de gravidez, faça um teste de gravidez! Eis os diferentes tipos:

  • Teste de gravidez caseiro. A maioria desses testes pode determinar se você está grávida logo no primeiro dia em que a sua menstruação não veio ou, até mesmo, alguns dias antes. Eles detectam o hormônio hCG na urina. Os resultados ficam prontos em cinco minutos. Se o teste indicar que você está grávida, entre em contato com o seu médico o mais breve possível para um exame físico. Os testes de gravidez caseiros são muito precisos; se o seu teste de gravidez der positivo, é muito provável que você esteja grávida. Se o teste der negativo mas você ainda estiver sentindo sintomas de gravidez, entre em contato com o seu médico.
  • Teste de laboratório. Um teste de gravidez laboratorial poderá determinar se você está grávida, até mesmo, antes da sua menstruação atrasar. Ele também detecta o hCG na urina. Você deve ir ao consultório do seu médico ou laboratório para fazer esse exame. Os resultados ficam prontos em, apenas, alguns minutos se o teste for feito no consultório do seu médico. A precisão é de quase 100%.
  • Exame de sangue. Este pode determinar se você está grávida logo na primeira semana após a concepção. Ele analisa a presença de hCG no sangue. Você deve ir ao consultório do seu médico ou laboratório para fazer o teste.

Se tiver um resultado positivo no teste de gravidez, marque uma consulta com o seu médico para começar o pré-natal. Se você tiver sangramento ou perda de sangue vaginal, é importante informar ao médico ou parteira para que eles possam fazer um ultrassom e ter certeza de que a gravidez está se desenvolvendo normalmente.

Perguntas frequentes

P: Fiz um teste de gravidez e deu negativo, mas ainda estou tendo sintomas. Posso estar grávida?

A: Você pode estar. Para descobrir, faça outro teste (de preferência, um exame de sangue porque é o mais sensível). Nesse ínterim, tome todas as precauções pré-natais, como evitar álcool.

É possível, contudo, ter sintomas e não estar grávida. O pensamento com base no desejo pode estar interferindo ou podem ser outras causas biológicas, como desequilíbrios hormonais ou diabetes que seu médico deve investigar.

comentários

{ang{ nome }ang}