{ang{ nome }ang}

10/07/2014 10:02 - Atualizado em 22/07/2014 19:05

Hipertensão secundária


POR

A.D.A.M.

  • +A
  • -A

O termo "hipertensão secundária" refere-se à hipertensão com causas reconhecíveis, que são geralmente tratáveis ou reversíveis.

Guias de cuidados

Condições médicas

Várias condições médicas podem causar hipertensão secundária:

  • Doença renal: os rins controlam a quantidade de líquidos e sódio que são retidos no corpo e quanto destes são excretados na urina. Por isso, danos aos rins podem perturbar o equilíbrio dos líquidos e do sódio, o que pode conduzir à hipertensão. A doença renal é a principal causa de hipertensão secundária, principalmente em pessoas idosas e pessoas com diabetes ou doença vascular.
  • Apneia do sono: este é um distúrbio em que ocorrem paradas respiratórias brevemente, mas repetidamente, durante o sono. Alguns sintomas da apneia do sono incluem sonolência diurna, sono agitado e ronco. Pessoas acima do peso têm maior risco para a apneia do sono. Mesmo a apneia do sono leve está associada com hipertensão, esteja a pessoa acima do peso ou não. Dormir com um dispositivo conhecido como pressão aérea positiva contínua (CPAP) nasal é o tratamento para essa condição. À medida que a apneia do sono aumenta, a pressão arterial tende a melhorar também.

Também há vários distúrbios das glândulas adrenais (ou suprarrenais) que podem causar pressão arterial elevada. As glândulas adrenais são dois pequenos órgãos que ficam acima dos rins e produzem vários hormônios importantes.

  • Hiperaldosteronismo: esta condição resulta em uma quantidade excessiva de aldosterona, um hormônio que ajuda o equilíbrio de líquidos e de sódio no corpo. Esta pode ocorrer por aumento das glândulas suprarrenais ou de um tumor em uma das glândulas suprarrenais.
  • Síndrome de Cushing: esta é causada por quantidades excessivas de um hormônio esteroide chamado cortisol, produzidos no córtex das glândulas suprarrenais. Isso pode ser causado por um tumor nas glândulas adrenais, um tumor na glândula pituitária do cérebro ou um tumor secretor de cortisol em qualquer outra parte do corpo (síndrome de Cushing ectópica).
  • Feocromocitoma: nesta condição, as glândulas adrenais produzem muitos dos hormônios que controlam a frequência cardíaca e a constrição nos vasos sanguíneos (incluindo o hormônio adrenalina). Isso aumenta a pressão arterial. A doença é causada por um tumor na medula adrenal, a parte central da glândula adrenal.

Medicações

Certos medicamentos com prescrição e sem prescrição podem causar hipertensão temporária, como:

  • Corticosteroides: tais como a prednisona e prednisolona; a utilização de longo prazo pode conduzir à síndrome de Cushing.
  • Anti-inflamatórios não esteroides (AINEs): a utilização de longo prazo pode causar danos ao rim e é uma causa importante de hipertensão secundária em pessoas idosas. Essas drogas incluem o ibuprofeno, naproxeno e muitos outros.
  • Medicamentos para resfriados: aqueles que contêm pseudoefedrina aumentam a pressão arterial em pessoas com hipertensão, embora pareçam não representar qualquer perigo para as pessoas com pressão arterial normal.
  • Pílulas anticoncepcionais: aumentam o risco de hipertensão, especialmente em mulheres acima de 35 anos, com sobrepeso, fumantes ou alguma combinação. Interromper as pílulas anticoncepcionais quase sempre reduz a pressão arterial dentro de 6 meses.

Álcool, café e cigarros

  • Álcool: Estima-se que 10% dos casos de hipertensão arterial sejam causados pelo abuso do álcool (isto é, três doses de bebidas alcoólicas por dia ou mais). Em um estudo, pessoas que bebem e se embriagam apresentaram uma pressão ainda maior do que as pessoas que bebiam regularmente. O consumo moderado de álcool (um ou dois drinques por dia) pode ter benefícios para o coração e até proteger contra alguns tipos de acidente vascular cerebral.
  • Tabagismo: O tabagismo é um dos principais contribuintes para a hipertensão.
  • Cafeína: A cafeína provoca um aumento temporário da pressão arterial, que é considerado inofensivo em pessoas com pressão arterial normal. No entanto, uma alta ingestão de café pode ser prejudicial em pessoas com hipertensão. É necessário mais pesquisa.

Outras causas

Pressão sanguínea elevada temporária pode resultar de uma série de outras condições ou de substâncias, incluindo:

  • Estresse
  • Exercícios intensos (jogging, caminhada com velocidade, tênis, levantamento de pesos pesados, jardinagem pesada)
  • Consumo de longo prazo de grandes quantidades da erva alcaçuz

comentários

{ang{ nome }ang}