{ang{ nome }ang}

10/07/2014 10:02 - Atualizado em 22/07/2014 19:05

Espondilite anquilosante


POR

A.D.A.M.

  • +A
  • -A

Definição

A espondilite anquilosante é uma doença de longo prazo que causa inflamações nas articulações entre os ossos da coluna vertebral e nas articulações entre a coluna vertebral e a pelve. Com o tempo, ela faz com que os ossos da coluna vertebral se unam.

Consulte também: Artrite

Nomes alternativos

Espondilite reumatoide; espondilite; espondiloartropatia

Causas, incidência e fatores de risco

A causa da espondilite anquilosante é desconhecida, mas os fatores genéticos parecem ser determinantes.

A doença geralmente se manifesta entre 20 e 40 anos, mas pode aparecer antes dos 10 anos. Ela afeta mais homens do que mulheres. Os fatores de risco incluem:

  • Histórico familiar de espondilite anquilosante
  • Sexo masculino

Sintomas

A doença começa com uma dor na lombar que vem e vai.

  • A dor e a rigidez pioram à noite, de manhã ou quando a pessoa não está se movimentando. Ela pode acordar a pessoa.
  • A dor costuma melhorar com atividades ou exercícios.
  • A dor na coluna pode começar nas articulações sacroilíacas (entre a pelve e a coluna vertebral). Com o tempo, ela pode afetar toda a coluna ou parte da coluna.

Você pode perder os movimentos ou a mobilidade na parte inferior da coluna. Talvez você não consiga expandir totalmente o tórax porque as articulações entre as costelas estão afetadas.

A fadiga também é um sintoma comum.

Outros sintomas menos comuns incluem:

  • Inflamação nos olhos ou uveíte
  • Dor no calcanhar
  • Dor e rigidez no quadril
  • Dor nas articulações e inchaço nas articulações dos ombros, joelhos e tornozelos
  • Perda de apetite
  • Febre baixa
  • Perda de peso

Sinais e exames

Os exames podem incluir:

  • Hemograma completo
  • Taxa de sedimentação de eritrócitos (TSE)
  • Antígeno HLA-B27
  • raios X da coluna vertebral e da pelve
  • Ressonância magnética da coluna vertebral

Tratamento

Seu médico poderá prescrever anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) para reduzir a inflamação e a dor.

A terapia com corticoides ou medicamentos para suprimir o sistema imunológico também podem ser prescritos. Medicamentos chamados de inibidores de TNF (etanercepte, adalimumabe, infliximabe), que bloqueiam uma proteína inflamatória, demonstraram melhorar os sintomas da espondilite anquilosante.

Alguns médicos usam medicamentos que bloqueiam o crescimento das células (drogas citotóxicas) em pessoas que não respondem bem a corticoides ou que são dependentes de altas doses desse componente.

A cirurgia poderá ser feita se a dor ou o dano nas articulações forem graves.

Exercícios podem ajudar a melhorar a postura e a respiração. Deitar de barriga para cima de noite pode ajudar a manter a postura normal.

Grupos de apoio

Expectativas (prognóstico)

A evolução da doença é imprevisível. Os sintomas podem aparecer e desaparecer a qualquer momento. A maioria das pessoas consegue se movimentar normalmente a menos que os quadris estejam seriamente afetados.

Complicações

Raramente, as pessoas apresentam problemas na válvula aórtica (insuficiência aórtica) e problemas nos batimentos cardíacos.

Alguns pacientes podem ter fibrose pulmonar ou doença pulmonar restritiva.

Ligando para o médico

Ligue para seu médico se:

  • Apresentar sintomas de espondilite anquilosante
  • Tiver espondilite anquilosante e desenvolver novos sintomas durante o tratamento

Prevenção

A prevenção é desconhecida. A conscientização sobre os fatores de risco pode possibilitar a detecção precoce e o tratamento.

Coluna vertebralEspondilose cervical

Referências

Goldman L, Ausiello DA. Cecil Medicine. 23rd ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2007.

Sidiropoulos PI, Hatemi G, Song IH, et al. Evidence-based recommendations for the management of ankylosing spondylitis: systematic literature search of the 3E Initiative in Rheumatology involving a broad panel of experts and practising rheumatologists. Rheumatology (Oxford). 2008. 47(3):355-61.

Dagfinrud H, Kvien TK, Hagen KB. Physiotherapy interventions for ankylosing spondylitis. Cochrane Database, Syst Rev. 2008. (1):CD002822.

comentários

{ang{ nome }ang}