{ang{ nome }ang}

10/07/2014 10:02 - Atualizado em 22/07/2014 19:05

Dor na coluna lombar: Histórias reais


POR

A.D.A.M.

  • +A
  • -A

Carl é um gerente de contas de 56 anos numa grande empresa de software que passa a maior parte do seu dia de trabalho numa mesa. Ele mora em Nova Jersey.

Quando você começou a ter dor na coluna?

Eu tive a dor pela primeira vez seis anos atrás, quando eu sofri uma queda em casa. Eu tive muitas crises subsequentes. Minha dor também envolve meu quadril, perna e joelho esquerdos.

Você sabe a causa da sua dor na coluna?

Tive vários problemas de disco no meu pescoço e na região lombar. Como se vê, eu também tenho estenose espinhal. A pior parte é que a minha capacidade tanto para caminhar quanto para levantar coisas estão prejudicadas. Eu estou muito fraco na minha perna esquerda e até o meu equilíbrio foi afetado.

Que tratamentos você usou?

A princípio, eu precisava de medicamentos de prescrição para dor e inflamação. Gelo me ajuda muito sempre que tenho crises. Os exercícios que aprendi com o fisioterapeuta previnem a dor e ajudam a minha mobilidade. Eu tentei a manipulação da coluna vertebral com um quiroprático, mas não fez muito efeito para minha dor.

Quais tratamentos têm sido eficazes?

Trabalhar com um fisioterapeuta na piscina tem sido particularmente útil para aliviar a minha dor e até mesmo para melhorar a minha força. Medicamentos certamente ajudam quando eu preciso deles.

Quais tratamentos não têm sido eficazes?

Cirurgia, a qual eu me submeti duas vezes, nunca ajudou. Parece que depois de cada operação eu me sentia melhor por um curto período. Mas, nas duas vezes, a minha dor voltou em poucos meses.

O que faz a sua dor na coluna piorar?

Se eu sentar por períodos longos sem levantar para me alongar, eu fico bem rígido e minha coluna dói muito. Basicamente, eu não posso levantar objetos pesados ou subir escadas sem dor. Além disso, se eu perder o equilíbrio e cair, a dor sempre volta. Eu tenho que ter muito cuidado para não cair.

O que faz a sua dor na coluna melhorar?

Exercícios dentro da água ajudam. Gelo e medicamentos ajudam quando eu tenho dor recorrente.

Você teve que se afastar do trabalho?

No meu episódio inicial de dor, eu realmente tive que passar quatro meses afastado do trabalho. Duas outras vezes, eu tive que passar três semanas afastado a cada vez. Em geral, eu só preciso de um dia de folga por dor nas costas várias vezes por ano.

Quanto trabalho você perdeu no total?

Em seis anos, eu tive que passar um total de nove meses afastado.

O que você faz no trabalho para torná-lo melhor?

Eu não levanto peso algum. Eu também não subo escadas. Eu tento evitar movimentos bruscos e eu me levanto da minha mesa no mínimo a cada hora para me alongar.

Os seus empregadores foram complacentes se a sua dor afeta o trabalho e se o trabalho afeta a sua dor?

Eu uso a licença médica e férias sempre que tenho dor na coluna.

Você faz exercícios? Com que frequência?

Sim. Eu faço três boas sessões por semana e isso faz uma grande diferença na prevenção da minha dor.

Quais tipos de exercícios você faz?

Caminhar piora a minha dor. Então, eu pedalo na bicicleta ergométrica, faço certos alongamentos para minha coluna, pescoço, pernas e eu uso uma máquina de exercícios para levantar pesos leves. O fisioterapeuta me ensinou os alongamentos adequados e treinos de força.

Os exercícios ajudam?

Sem os exercícios regulares acredito que iria ter dor na coluna com muito mais frequência do que eu tenho.

O que acontece com a sua coluna se você não se exercitar?

Quando eu não me exercito, me sinto muito para baixo e eu fico com pouca energia ou entusiasmo para muitas coisas. Eu também fico menos produtivo e tenho mais dor na coluna, bem como tenho problemas para me movimentar.

Você tem algum conselho para outras pessoas com dor na coluna?

Dor crônica nas costas é muito desgastante. Você precisa abordar tanto as limitações físicas quanto as psicológicas. Além disso, aprender a tolerar melhor sua dor é útil, desde que você não esteja tentando negar que você está sentindo dor. Tente ouvir e respeitar o seu corpo.

comentários

{ang{ nome }ang}