{ang{ nome }ang}

10/07/2014 10:02 - Atualizado em 22/07/2014 19:05

Doença inflamatória intestinal - série


POR

A.D.A.M.

  • +A
  • -A

Anatomia normal

O trato gastrointestinal (GI) começa na boca, que leva ao esôfago, estômago, intestino delgado, cólon e, por fim, reto e ânus. O trato GI é basicamente um tubo muscular longo e oco através do qual os alimentos passam e os nutrientes são absorvidos.

Anatomia normal

Indicações

A doença inflamatória intestinal é uma condição na qual o revestimento interno do trato GI fica inflamado, causando úlceras e sangramento. O cólon é o local mais frequente dessa inflamação. Os pacientes com doença inflamatória intestinal apresentam sintomas que incluem diarreia, dor abdominal, infecções e sangramento. A doença inflamatória do intestino se enquadra em duas categorias principais: Doença de Crohn, que envolve todo o trato GI, e colite ulcerativa, que abrange apenas o cólon. A causa da doença inflamatória intestinal é desconhecida.

Indicações

Incisão

O principal tratamento para a doença inflamatória intestinal envolve medicação, como esteroides, que pode reduzir a inflamação e acabar com os sintomas. Ocasionalmente, se os segmentos do intestino estiverem muito inflamados e não responderem aos medicamentos, a cirurgia para remoção desses segmentos pode ser necessária. Enquanto o paciente está em sono profundo e sem sentir dor (anestesia geral), uma incisão é feita na linha média do abdome.

Incisão

Procedimento

O segmento inflamado do cólon ou do intestino delgado é removido e as extremidades saudáveis são unidas novamente por sutura.

Procedimento

Cuidado após o procedimento

A remoção de uma seção não exclui a recorrência dos sintomas em outras áreas do intestino. O curso da doença inflamatória intestinal costuma ser variável: Alguns pacientes experimentam apenas sintomas leves, enquanto outros apresentam sintomas mais debilitantes.

Cuidado após o procedimento

comentários

{ang{ nome }ang}