Terapias

29/11/2014 04:39 - Atualizado em 06/12/2016 02:33

Veja como funciona e quando recorrer à terapia do riso

Terapia do riso pode ser aliada no enfrentamento de doenças como tratamento alternativo.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Da próxima vez que ouvir a frase “Rir é o melhor remédio”, não pense nisso como apenas um ditado popular. É cada vez mais comum a prescrição da chamada terapia do riso no combate a diversos tipos de doenças.

A técnica, que existe há mais de 60 anos, ficou mais conhecida na década de 1990, com a estreia do filme Patch Adams - O amor é contagioso. Nele, o médico vivido pelo ator Robin Williams utiliza a terapia do riso como incentivo para a cura de seus pacientes.

terapia-do-riso

Como funciona a terapia do riso

A eficiência da terapia do riso está nas reações do nosso corpo à alegria. Com os risos, nosso corpo treme e, em seguida, relaxa. Isso causa uma sensação de bem-estar e ativa no cérebro a produção de substâncias químicas que nos protegem contra o AVC, estresse, problemas cardíacos e até depressão.

Os benefícios da técnica se estendem também ao tratamento de doenças respiratórias e ao fortalecimento do sistema imunológico. O processo de cura ou de tratamento passa pela predisposição do paciente e pela decisão de melhorar.

Isso porque, ao gargalhar, o indivíduo trabalha quase todos os músculos do rosto e do abdômen, recebe mais oxigênio no cérebro e estimula a liberação de endorfina e serotonina. Além disso, a risada ainda possui efeito anestésico e aumenta a imunidade do organismo. A combinação desses fatores acelera o processo de cura e diminui o tempo de internações.

A terapia do riso é recomendada a todas as pessoas, sem distinção de idade. A única restrição do método é para recém-operados de tireoide ou abdômen, pela pressão causada pelos risos na região da barriga.

No início do tratamento, são ensinadas diferentes técnicas para rir, pratica-se a leitura de textos cômicos, meditações, além de exercícios que podem ser feitos posteriormente em casa. Nessa etapa, são trabalhados o bom humor, a decisão de cura, a interatividade entre os pacientes, a extroversão e o altruísmo.

Como incluir a terapia do riso na rotina

Qualquer pessoa que quiser iniciar a prática da terapia do riso pode incluí-la no dia a dia com pequenos gestos. Veja o que você pode fazer:

1. Estimular pensamentos positivos e de boas lembranças antes de dormir. Isso ajuda a ter uma boa noite de sono e ainda acordar de bom humor no dia seguinte.

2. Desejar bom dia para si mesmo e para o máximo de pessoas que puder à sua volta. Cada bom dia acompanhado de um sorriso tem força suficiente para manter a alegria ao longo do dia, seja em casa ou no trabalho.

3. Pensar em todas as coisas boas que pretende realizar no dia. A atitude e o pensamento positivo atraem energias boas e estimulam a vontade de sorrir.

4. Sorrir para si mesmo em frente ao espelho e também para as pessoas com quem conversar. Assim, o ambiente se torna mais leve e você estimula outras pessoas a agirem com mais serenidade também.

5. Perceber a alegria e o otimismo como aliados nos momentos difíceis. Manter a calma e enxergar aspectos positivos até mesmo nas dificuldades proporciona relações mais fortalecidas e confiança para tomar decisões.

Gosta das nossas dicas? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
terapia
sorrir
bom humor
felicidade

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ