Terapias

29/01/2015 04:20 - Atualizado em 27/08/2016 05:25

Terapia de vidas passadas ajuda você a se conhecer melhor

A terapia de vidas passadas propõe o autoconhecimento e a cura por meio de regressões.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Uma vida equilibrada é marcada pelas saúdes física, mental e emocional. Para tratar das doenças psicossomáticas que afetam o dia a dia e culminam em sintomas físicos, uma opção é a terapia de vidas passadas (TVP).

O método é alternativo no campo da Psicologia e consiste em fazer o paciente relembrar o que viveu em outras vidas. Desta forma, busca-se a causa e, consequentemente, a cura para o problema.

terapia de vidas passadas

O americano Morris Netherton, doutor em Psicologia, criou em 1967 um método no qual o paciente se encontra com as mémorias das vidas que viveu, por meio da chamada hipnose ativa.

Baseando-se em conceitos de Freud, Netherton acreditava que essa técnica chegaria ao núcleo do drama e liberaria a energia psíquica. Com isso, o alivio dos sintomas promoveria a cura física e a psicológica.

Embora os primeiros estudos tenham feito uso da hipnose, há uma grande diferença entre essa técnica e a terapia de vidas passadas. Na TVP, o paciente permance consciente e pode acatar ou não as sugestões feitas pelo terapeuta durante as sessões. Além disso, o fato de a pessoa lembrar da experiência ao término da sessão também a difere da hipnose.

A eficácia da terapia de vidas passadas

Terapeutas que trabalham com essa técnica afirmam que, por fazer o paciente acessar memórias inconscientes e subconscientes, ela pode ser mais eficaz que outras.

Para começar a terapia de vidas passadas, a pessoa não precisa crer em reencarnação ou mesmo seguir a doutrina espírita. A regressão ocorre sempre de maneira natural.

É na literatura que essa técnica encontra pesquisas e argumentos fortes para a prática. O famoso psiquiatra e escritor de best-sellers americano Brian Weiss é conhecido por ser um pesquisador de TVP. Seus relatos em livro, apenas no Brasil, já venderam mais de 1,6 milhão de cópias. Um deles é A Cura Atrávés de Terapia de Vidas Passadas.

Nessa obra, Weiss relata casos reais vividos em seu consultório e como essa alternativa pode ser utilizada para a cura de dores físicas e psíquicas. Segundo ele, a TVP é um meio de transformar positivamente a visão do mundo, da vida e da morte.

Cuidados na terapia de vidas passadas

Como qualquer técnica que visa ao trabalho terapeuta-paciente, a TVP tem as suas particularidades. Antes de decidir recorrer a uma terapia de vidas passadas, é necessário tomar alguns cuidados básicos para que os resultados sejam positivos.

Escolha do profissional

Procure recomendações de terapeutas que praticam essa técnica. Ele deve ter formação específica nas áreas de Psicologia ou Medicina e possuir cursos de especialização. O profissional também deve ter um bom conhecimento da doutrina espírita.

Fique atento às contraindicações

A terapia de vidas passadas deve respeitar alguns princípios médicos. Por esse motivo, não é recomendada para pessoas psicóticas, esquizofrênicas, gestantes, pessoas que sofrem de epilepsia e de cardiopatas. Informe seu terapeuta caso tenha algum desses problemas para evitar complicações maiores.

Da mesma forma, o tratamento não pode ser feito apenas por curiosidade. A TVP não é uma distração. Ela é um meio de autoconhecimento que demanda tempo, dedicação e entendimento tanto da técnica quanto de todo o processo terapêutico.

Gostou das dicas de bem-estar? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
espiritualidade
saúde espiritual
autoconhecimento
regressão

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ