Terapias

21/10/2015 05:31 - Atualizado em 01/12/2016 02:59

Talassoterapia: Conheça os benefícios que vêm do mar

A terapia utiliza elementos marinhos e combina diferentes técnicas de estética e massagem.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A talassoterapia é um tratamento estético que combina elementos marinhos com massagens. Ela promete um relaxamento profundo, além de diversos benefícios para a pele. Para isso, utiliza algas marinhas, sais minerais, areia e até mesmo água do mar, sendo associada a técnicas de cromoterapia, estética e massagem.

O que é a talassoterapia

A palavra talassoterapia vem do grego “thalasso”, que significa mar, e “therapia”, que significa terapia ou cura. Segundo Vandressa Bueno, Professora de Cosmetologia e Estética, é “a utilização simultânea do meio marinho (ar, água do mar) e dos elementos presentes a esse mesmo meio (areias, lamas, limos marinhos e algas) com uma finalidade terapêutica”.

mulher em banheira de talassoterapia

A utilização dos elementos marinhos se deve às suas características medicinais já conhecidas e utilizadas pelas civilizações chinesas, egípcias e romanas. A água salobra ajuda a manter o equilíbrio das células do corpo, sendo considerada um excelente mineralizador. Além disso, também promove a absorção dos minerais e de impurezas dos poros da pele.

Vandressa ainda aponta que a água do mar é considerada uma água viva, devido à riqueza do seu plâncton, e, por isso, a sua aplicação na terapia deve ocorrer num prazo inferior a 48 horas. “Após esse prazo, suas propriedades organolépticas diminuem, reduzindo sua utilidade terapêutica”, explica a professora.

Entre os benefícios da talassoterapia estão diminuição das manchas na pele, combate às rugas, redução do aparecimento de doenças alérgicas como eczema e urticárias, relaxamento da musculatura, eliminação da acne, redução das estrias e diminuição da celulite.

Como é realizada a técnica

Conforme Vandressa, a talassoterapia deve ser considerada uma terapia mista, pois combina diversas técnicas diferentes, como a hidroterapia, a climaterapia, a aeroterapia e a helioterapia. Além disso, alguns terapeutas podem utilizar os benefícios acrescidos pela areia e também pelas algas - a algoterapia.

Com isso, a forma como é feito o tratamento pode variar bastante, levando em conta seus objetivos. “As aplicações são realizadas nas formas de banhos, jatos, duchas, inalações, cataplasmas etc., sendo complementadas pelas recentes tecnologias para garantir a máxima eficácia dos tratamentos”, explica Vandressa.

Além dos procedimentos feitos em clínicas de estética, é possível também comprar produtos com princípios da talassoterapia. São substâncias cosméticas formuladas na forma de máscaras, cremes, fluídos e sais (bandagens). Os ativos geralmente são as algas marinhas e os oligoelementos.

Saiba Mais
Helioterapia usa o sol para curar doenças
Natação é sempre na piscina? Saiba as diferenças da Natação no Mar
Rugas na testa: Previna os sinais do tempo

A terapia com elementos marinhos é indicada para casos de desintoxicação, edemas, reumatismos, algumas afecções de pele, fibroedema geloide, dores musculares e estresse.

Entre as contraindicações, Vandressa aponta para casos de varizes e tromboses, hipertensão não controlada e sensibilidade aos componentes das formulações cosméticas. Gestantes devem pedir autorização médica para a aplicação da técnica.

É importante respeitar as restrições para evitar consequências como dificuldades respiratórias, aumento da pressão arterial, alterações cardiológicas e problemas de pele. Por isso, busque sempre a indicação de um profissional especializado.

Gostou das dicas? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras novidades de bem-estar e beleza aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
estrias
rugas
celulite
relaxamento

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ