Terapias

10/02/2015 01:40 - Atualizado em 19/12/2016 10:12

Psicologia do esporte é fundamental para o desempenho em competições

A psicologia do esporte ajuda os atletas a lidarem com a pressão dos torneios.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Para ser um atleta profissional, não basta apenas se destacar em um esporte ou ter bom condicionamento físico. É preciso também estar preparado mentalmente para saber lidar com os desafios das competições. A psicologia do esporte é uma importante aliada dos atletas, pois auxilia na preparação e melhora o desempenho.

psicologia do esporte

Como funciona a psicologia do esporte

No dia 10 de fevereiro é comemorado o Dia do Atleta Profissional, que não só tem o desgaste físico, mas também trabalha o lado emocional. Qualquer que seja a modalidade, os esportistas precisam de apoio psicológico na preparação e também durante as competições.

É aí que entre a psicologia do esporte, promovendo a saúde, a comunicação, as relações interpessoais, a liderança e a melhora do desempenho esportivo.

A psicologia do esporte trabalha para entender como os fatores psicológicos afetam o desempenho físico de cada indivíduo. Utilizam-se técnicas que ajudam a compreender como a participação na atividade altera o desenvolvimento emocional, a saúde e o bem-estar de uma pessoa nesse ambiente.

Com isso, os atletas trabalham o autoconhecimento e adquirem condições de prever e controlar seu comportamento.

Esse nicho da psicologia serve principalmente para auxiliar os esportistas de alto rendimento. Mas não é só nas atividades competitivas que ela atua. Atividades de esporte escolar, iniciação esportiva e reabilitação de lesões ou de doenças utilizam a técnica, assim como projetos sociais que usam o esporte como meio de educação e socialização.

Benefícios da psicologia do esporte

psicologia do esporte trabalha aspectos como planejamento, propriocepção e concentração.

Na parte do planejamento, os atletas aprendem a definir os seus objetivos por meio de uma análise das condições ambientais, de forma que as tarefas propostas sejam reforçadoras.

Com a propriocepção, o indivíduo é capaz de entender o que acontece nos músculos, nas articulações e nos tendões do corpo quando executa os movimentos. Isso proporciona melhores condições de organizar os esforços necessários para a atuação esportiva.

Já no trabalho de concentração, o atleta desenvolve maneiras de focalizar a sua atenção naquilo que é mais importante. Com isso, ele consegue distinguir o que é relevante no esporte e em momentos de decisão da competição.

A psicologia do esporte ajuda o atleta a se comportar de maneira mais eficaz em determinadas condições, como durante a final de uma disputa importante. O aspecto emocional também é trabalhado, dando suporte para lidar com cobranças, expectativas, competitividade, derrotas e vitórias.

Em esportes coletivos, são aperfeiçoados ainda a comunicação, o trabalho em equipe, as relações interpessoais e a liderança. Assim, há uma melhor interação do grupo para que seja possível alcançar os objetivos planejados.

Aprendeu mais sobre esta área da saúde? Conte para nós! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar por dentro de todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
esporte profissional
desempenho
autoconhecimento
atletas

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ