Terapias

01/06/2015 11:25 - Atualizado em 08/12/2016 03:47

Pinda sweda renova a pele e trata sequelas de AVC

Com o uso de ervas medicinais, o procedimento nutre e tonifica o corpo em uma mistura de massagem e terapia.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Você já ouviu falar em pinda sweda? A técnica vai além de uma massagem relaxante, pois revigora e estimula várias partes do corpo, proporcionando benefícios diferentes das massagens tradicionais. Ela ajuda no tratamento de doenças degenerativas, pois tonifica os músculos, e melhora a aparência através da renovação e da nutrição da pele.

A utilização de óleos medicinais e diversas ervas amarradas em trouxinhas para massagear o corpo traz sensações que oferecem relaxamento e bem-estar para todas as pessoas. O tratamento ajuda a esquecer dores e problemas, melhorando assim a saúde e a qualidade de vida.

pinda sweda

Como funciona a pinda sweda

A pinda sweda é feita com plantas frescas misturadas com diferentes tipos de ervas, como camomila, alecrim e lavanda, que são amarradas em duas trouxinhas de linho ou de tecido de bambu. As trouxinhas são imersas em óleo medicinal ou água quente. Depois, são utilizadas por terapeutas para massagear todo o corpo, por meio de leve pressão.

De origem chinesa, a pinda sweda é uma das massagens mais indicadas para o inverno, pois nos dias mais frios as trouxinhas quentes ajudam a relaxar e aquecer e corpo. Além disso, as ervas utilizadas são tonificantes e nutritivas, fazendo com que a técnica traga benefícios não só pela massagem em si, mas também pelos condimentos usados.

O procedimento é oferecido principalmente em spas, onde massagistas, terapeutas ou esteticistas aplicam a terapia de forma direcionada para as necessidades de cada pessoa. O tempo de cada sessão pode variar de 50 minutos a até três horas, dependendo do lugar e se há a combinação de outras técnicas - como esfoliação, banhos ou mesmo outras massagens.

Essa terapia é uma ótima opção para quem busca aliviar o estresse e renovar o fluxo energético. Como é um tratamento muito nutritivo e relaxante, ajuda a aliviar vários problemas, como inflamações, quadros de inchaço, dores musculares e câimbras, além de servir como complemento para o tratamento de doenças degenerativas.

A pinda sweda também é uma grande aliada da saúde da pele, pois protege e nutre a epiderme, promovendo brilho, maciez e beleza. Promove, ainda, o rejuvenescimento dos tecidos musculares e articulares, tonificando o corpo e deixando-o mais forte.

Indicações e contraindicações

A terapia ainda é uma novidade. Apesar dos benefícios, também conta com alguns cuidados que devem ser levados em consideração, antes de se realizar o procedimento.

A pinda sweda é indicada para ajudar no tratamento de doenças do sistema nervoso, sequelas de AVC, doenças degenerativas - como distrofia muscular progressiva, polinefrite e artrite -, rigidez articular, dificuldade de movimentação e confusão nos sentidos.

A técnica é contraindicada para pessoas que possuam excesso de toxinas no corpo, que estejam com sobrepeso ou obesidade, hipertensos e gestantes. Quem tem a pele muito oleosa e com acne também deve evitar, ou fazer a tratamento combinado com esfoliações e limpezas de pele.

Gostou da novidade? Deixe um comentário! E aproveite para conferir mais dicas de bem-estar aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
massagem
relaxamento
pele
sistema nervoso

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ