Terapias

20/05/2015 03:06 - Atualizado em 25/11/2016 06:45

Mindfulness: Atinja o estado de atenção plena

Técnica propõe maior concentração no presente, sem julgamentos ou hábitos já estabelecidos.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Já ouviu falar sobre o mindfulness? Cada vez mais em pauta, essa técnica diz respeito ao estado de atenção plena. Ela passou a fazer parte da medicina comportamental na década de 1980 e, depois, entrou no campo de terapias comportamentais.

O conceito é definido como uma forma de atenção específica, que engloba concentração em seu mais profundo momento. Com a rotina agitada, o ser humano tende a fazer ações e tomar decisões cada vez mais automáticas. O mindfulness propõe exatamente o contrário: trazer mais atenção para o presente.

mindfulness

Como apostar no mindfulness

Visando a estar concentrado e plenamente atento, o praticante do mindfulness irá se disciplinar para atingir esse estado. Um ponto fundamental da técnica é que a pessoa se concentre no momento sem julgamento, sem noções de positivo ou negativo, ou influência de opiniões alheias.

Ou seja, no cotidiano acabamos tomando decisões automáticas por estarmos influenciados por pensamentos que nos cercam. O mindfulness propõe um momento de concentração própria, livre de julgamentos prévios.

Muitas vezes agimos dessa maneira pois o enfrentamento com a realidade é doloroso. Por isso, nosso corpo procura se fechar, evitando sofrimentos. No entanto, vale lembrar que essa esquiva emocional é apenas temporária, não uma solução real para o problema.

Para atingir o estado mental de mindfulness, ou seja, completa atenção, é possível utilizar técnicas e exercícios que colaboram para esse alcance. Nessas atividades, o momento presente é avaliado de diversas formas para uma observação mais consciente do que está ao redor.

Segundo uma pesquisa da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, publicada na revista Health Psychology, esse estado psicológico reduz o estresse, além de colaborar para tomadas de atitudes mais sensatas, livres de preconceitos.

Vale lembrar que a técnica da meditação é pauta constante em diversos estudos que apontam melhorias para uma vida mais saudável. É o caso de uma pesquisa da Universidade de Utah, nos Estados Unidos. O estudo apontou que pessoas que meditam têm maior controle de suas emoções e também dormem melhor.

Além disso, a técnica do mindfulness permite o autoconhecimento, oportunizando enxergar além daquilo com o que se está acostumado.

Desenvolva o hábito do mindfulness

Pessoas com maiores níveis de mindulness também têm menos riscos de enfrentar problemas com depressão e ansiedade. Por terem maior controle emocional, esses indivíduos conseguem desenvolver a compreensão, mesmo quando não estão meditando. É uma habilidade que servirá em diversos momentos da vida, tanto pessoal quanto profissional.

É possível encontrar cursos ao redor do Brasil que estimulam esse estado de atenção plena. Converse com profissionais, tire suas dúvidas e saiba como utilizar o mindfulness na sua rotina. Apostar em técnicas que trazem mais comodidade e leveza para o dia a dia reflete em uma vida mais feliz e saudável.

Ficou interessado em praticar o mindfulness? Acha que você está precisando focar mais no presente, durante as tomadas de decisões? Conte para nós! E, se você quiser dicas de espiritualidade e bem-estar, é só acompanhar o Vivo Mais Saudável.

TAGS
meditação
atenção plena
ansiedade
controle emocional

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ