Terapias

01/02/2015 01:35 - Atualizado em 07/12/2016 07:51

Fique atento aos sinais de depressão na terceira idade

Com o tratamento adequado, o quadro de depressão na terceira idade pode ser revertido.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A depressão na terceira idade é um problema importante. Ela pode trazer sérias consequências para os idosos, não só pela gravidade dos sintomas, mas também pelas complicações que pode surgir no organismo. O diagnóstico precoce e o tratamento correto são essenciais para que o problema seja revertido.

depressao na terceira idade

Sintomas e causas da depressão

Um dos principais sinais de depressão na terceira idade é o estado de humor melancólico. Quando uma pessoa se fecha, não querendo conversar ou ter contato com amigos e familiares, pode ser um caso de depressão. É preciso ficar atento aos outros sinais que o idoso apresenta, procurando ajuda o quanto antes.

Um quadro depressivo também pode se manifestar por meio de comportamentos agitados ou agressivos. A qualidade do sono geralmente é afetada pela doença, causando insônia e outros distúrbios.

A ansiedade e a tensão muscular acompanham os outros sintomas, podendo até ocorrer dores musculares nas costas ou na nuca, além de dores de cabeça frequentes. O deprimido ainda pode apresentar tremores nas mãos, palpitações e sudorese.

As causas mais frequentes da depressão são a solidão, a inatividade e as perdas de entes queridos. O uso prolongado de alguns tipos de medicamentos, principalmente tranquilizantes, também pode resultar em depressão na terceira idade.

Além dos tranquilizantes, vários remédios cardiológicos, antirreumáticos, antialérgicos e anti-inflamatórios também provocam depressão. Entre essas medicações, algumas se destacam, como corticóides, beta-bloqueadores e vasodilatadores cerebrais.

Tratamentos para depressão na terceira idade

O primeiro passo para tratar a depressão na terceira idade é procurar ajuda médica. Um profissional qualificado pode fazer um exame clínico completo, além de uma avaliação psiquiátrica e neurológica. Com isso, é possível diagnosticar corretamente a doença e indicar o melhor tratamento, de acordo com as necessidades de cada paciente.

Geralmente, são indicados medicamentos antidepressivos, sempre com orientação e acompanhamento médico. Algumas dessas substâncias provocam efeitos colaterais nos pacientes, como alterações na pressão arterial e problemas cardíacos.

A terapia ocupacional também traz bons resultados, ajudando o idoso a superar a depressão.

Como evitar a depressão na terceira idade

Encontrar um exercício físico ou esporte que seja adequado para as limitações do corpo é uma ótima forma de se manter ativo e saudável. Além dos benefícios para a saúde física, praticar essas atividades também trabalha a mente. Alguns exercícios estimulam a memória, melhoram o raciocínio e proporcionam sensação de bem-estar.

Fazer atividades em grupo também é uma forma de evitar a depressão na terceira idade. O contato e a interação com outras pessoas ajuda a diminuir a sensação de solidão. Nunca é tarde para fazer novas amizades, conversar e dividir experiências de vida. O idoso deve sempre se manter ocupado e em movimento, exercitando o corpo e a mente com frequência.

Aprendeu como lidar com o problema? Conte para nós! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar por dentro de todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
tristeza
agressividade
exercícios físicos
socialização

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ