Terapias

29/01/2016 10:00 - Atualizado em 06/12/2016 10:23

Descubra o que é a terapia de constelação familiar

O objetivo da técnica é identificar as causas de problemas pessoais.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A constelação familiar é uma técnica terapêutica que visa a fazer com que a pessoa enxergue seus problemas por ângulos diferentes. Realizado em grupo ou apenas na companhia do terapeuta, o método vem se popularizando no Brasil.

O alemão Bert Hellinger é o principal teórico do assunto. Com formações em Filosofia, Psicanálise, Terapia Familiar e Pedagogia, o profissional desenvolveu o método e atua na formação de novos terapeutas ao redor do mundo. Saiba se essa pode ser a solução para os seus conflitos internos.

grupo de constelação familiar

O que é a constelação familiar?

O método da constelação familiar parte da ideia de que a família é um sistema que se reflete de diferentes maneiras em cada indivíduo. Experiências traumáticas - como doenças, mortes ou outros problemas - podem acompanhar a pessoa, comprometendo seu bem-estar e sua qualidade de vida. A técnica visa a evidenciar tais vínculos e, assim, superá-los.

A terapia é feita, geralmente, em grupo. O aconselhável é que ninguém se conheça. Inicialmente, é feita a constelação de determinado participante. As pessoas passam a representar alguém ou algo na situação familiar de quem buscou a terapia. Ocorre, então, uma dinâmica em grupo, na qual o próprio cliente passa a ser representado por outra pessoa.

O objetivo dessa atividade é fazer com que o indivíduo veja a situação por ângulos diferentes.

Cada sessão de constelação familiar dura de 20 minutos a duas horas, variando conforme a complexidade e a abertura de cada pessoa. Ao longo do encontro, diferentes questões vão sendo discutidas. Entre os exemplos trazidos por terapeutas, estão brigas constantes sem motivo aparente, desconfiança com o sexo oposto ou insegurança.

Durante a terapia, o cliente pode acabar descobrindo em situações do passado o que lhe motiva a agir de determinada forma.

As constelações familiares ainda não possuem base científica e continuam sendo estudadas. Segundo o Instituto Bert Hellinger Brasil Central, estudos do inglês Rupert Sheldrake são destaque na área.

[[saiba_mais]]

Conheça outros tipos de terapia

Além da constelação familiar, outras terapias também visam à melhora da qualidade de vida por meio do autoconhecimento. Confira algumas informações.

Psicanálise

Fundado pelo neurologista Sigmund Freud, esse ramo terapêutico lida com o inconsciente, encontrando informações sobre sentimentos e ações guiadas pelas experiências armazenadas desde o nascimento. Este método é indicado para pacientes que queiram identificar medos e inseguranças.

Psicologia

É recomendada para quem procura resolver um conflito emocional específico, como a perda de alguém importante ou a vivência de algum outro trauma. O método consiste em uma conversa entre paciente e profissional.

Psicoterapia Cognitivo-Comportamental  

Criado pelo psicólogo americano Aaron Beck, esse tipo de terapia é indicado para o tratamento de distúrbios como fobias, dependência química e outras inseguranças. Por meio de um conjunto de técnicas, o objetivo é realizar mudanças comportamentais e nos padrões de pensamento.

O que você achou do método da constelação familiar? Deixe um comentário! E aproveite para viver dias mais tranquilos com as dicas de espiritualidade do Vivo Mais Saudável.

TAGS
terapia em grupo
traumas
conflitos emocionais
relações familiares

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ