Terapias

13/07/2015 03:24 - Atualizado em 23/11/2016 05:54

Chi kung ajuda na conquista da serenidade

Técnica milenar chinesa chi kung busca o maior equilíbrio do corpo para prevenir doenças.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A tradição oriental acredita que grande parte das doenças têm origem no desequilíbrio entre corpo, espírito e mente. Baseada nessa crença, a medicina oriental chinesa está repleta de técnicas que buscam reorganizar esse processo para prevenir e também para auxiliar no tratamento de enfermidades. Uma delas é o chi kung.

O chi kung engloba exercícios de respiração e movimentos corporais que servem para o relaxamento e a meditação, promovendo bem-estar físico e mental. Pelo critérios da medicina tradicional chinesa, é possível desenvolver uma série personalizada de exercícios para ser praticada em casa, conforme as necessidades de cada um.

chi kung

Chi kung é um tipo de meditação em movimento

Quando falamos que a tradição chinesa é milenar, é porque, literalmente, ela data de milênios. Há mais de 5 mil anos, mestres chineses concluíram que o universo era composto por uma substância, que eles chamaram de chi. Ela designaria todos os tipos de energia, configurando-se na energia vital do universo.

Segundo a Chi Kung Brasil, o chi fluiria dentro do corpo humano, como uma ponte entre a matéria e o espírito (shen), manifestando-se na forma física, por meio de células, tecidos, sangue e fluidos corpóreos; energética, através do calor, som, luz e campos eletromagnéticos; ou espiritual, por meio de vibrações.

O chi kung é uma espécie de meditação em movimento, que busca a melhora do fluxo do chi, evitando a entrada de fatores patogênicos no organismo. Assim, a técnica fortalece o sistema imunológico, promove a desintoxicação dos órgãos internos e melhora a condição geral do corpo e da mente.

Conheça 5 exercícios do chi kung para fazer em casa

Assim como qualquer atividade física, o chi kung deve ser praticado de acordo com as possibilidades e limitações de cada um. Se você tem alguma doença ou restrição física, pergunte primeiro ao seu médico se você pode fazer esse tipo de exercício.

Vale considerar que a técnica está incluída na medicina tradicional chinesa, reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e usada em programas do Sistema Único de Saúde (SUS) como uma forma de tratamento complementar no Brasil.

Os exercícios indicados a seguir, inclusive, fazem parte de uma cartilha do blog Saúde Integrativa, do SUS Campinas. A cartilha, que é ilustrada, contém dezenas de exercícios, mas vamos destacar cinco deles:

1. O primeiro exercício é regular a respiração, para equilibrar o Yin e Yang. Inspire e expire lentamente, elevando e baixando os braços. A prática previne a hipertensão e distúrbios do sistema nervoso autônomo.

2. O segundo movimento é abrir e fechar o peito, abrindo e fechando os braços. Isso aumenta a circulação do sangue, reduzindo efeitos como insônia, falta de concentração e memória.

3. Outra prática simples que você pode fazer em casa é separar e juntar as palmas das mãos, circulando os braços para trás e para frente, para fortalecer a concentração interna, prevenindo inflamações e resfriados.

4. Para eliminar tensões nas costas e na região lombar, problemas que incomodam muita gente, a dica é suspender uma bola em frente ao ombro.

5. Você pode usar a bola em outro exercício para melhorar a função cerebral, a circulação do sangue e ajuda a flexibilizar as articulações: bata a bola dando passos, revezando as mãos.

Que tal praticar agora mesmo? Deixe um comentário! E fique por dentro das novidades de saúde e bem-estar no Vivo Mais Saudável.

TAGS
terapia
meditação
respiração
exercícios

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ