Terapias

28/05/2015 04:28 - Atualizado em 07/11/2016 01:47

Ajuda psicológica: Saiba quando recorrer a ela

Esquecer preconceitos é o primeiro passo para admitir que você precisa de ajuda para superar problemas.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Em algum momento da vida, todos passam por momentos de estresse, tristeza, luto e, às vezes, conflito. Quando essas situações se tornam frequentes e difíceis de superar, talvez seja a hora de procurar ajuda psicológica.

A busca pelo psicólogo pode ser uma decisão difícil a ser tomada. Existe o estigma de que a ajuda psicológica seja para “loucos” ou para pessoas fracas. Porém, quebrar esses paradigmas é o primeiro passo para entender o que se passa e resolver o problema. Saiba como e quando recorrer a um profissional.

ajuda psicologica

Benefícios de visitar o psicólogo

Segundo o Código de Ética do Psicólogo, publicado pelo Conselho Federal de Psicologia em 2014, o profissional trabalha para promover a saúde e qualidade de vida da sociedade, de forma que possa contribuir com a eliminação de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade ou opressão.

O especialista deve atuar com responsabilidade social e sigilo de informações de pacientes. Assim, ele garante que as intimidades sejam protegidas e tratadas sem influências externas.  

Veja alguns dos benefícios da ajuda psicológica:

- Auxiliar o paciente a superar transtornos alimentares, ansiedade ou depressão

- Tornar a pessoa capaz de entender a si mesma, assim como valores e objetivos pessoais

- Desenvolver habilidades para melhorar os relacionamentos interpessoais

- Ajuda na obtenção de soluções para problemas e preocupações do cotidiano.

Em um estudo realizado na Universidade de Amsterdã, em 2007, cerca de 20 pessoas com transtorno do estresse pós-traumático foram submetidas a uma sessão semanal de cuidados psicológicos durante quatro meses. O quadro dos pacientes era originado de episódios como sequestro, acidentes graves e abuso sexual.

Ao mesmo tempo, 15 pessoas com transtornos não passaram por tratamentos. O estudo apontou que o cérebro dos que passaram pela terapia apresentou mais atividade em regiões do córtex pré-frontal, área relacionada a ações tomadas conscientemente.

O tratamento aliviou os sintomas dos traumas, como as recordações que se manifestavam em pesadelos e pensamentos recorrentes.

No mesmo ano, a Universidade de São Paulo (USP) realizou um estudo parecido. Um grupo de 16 pacientes com transtorno de estresse pós-traumático passaram por sessões semanais de psicoterapia por dois meses. Enquanto isso, outros 11 pacientes com o mesmo distúrbio ficaram numa lista de espera.

Aqueles que receberam a ajuda psicológica demonstraram mais atividade na região do córtex pré-frontal e menos na amígdala cerebelosa, parte do cérebro que regula a sensação de medo.

Como identificar a necessidade de ajuda psicológica

Se você passou ou está passando por crises em sua vida, como a perda do emprego, problemas na carreira, luto, ansiedade, depressão, sequestro, acidentes de carro ou violência sexual, saiba que o psicólogo pode ajudar em qualquer um dos casos.

Se, ainda assim, você não se sentir à vontade para identificar se o seu caso necessita de ajuda psicológica, uma dica são os sinais que você apresenta no dia a dia. Dificuldade em ultrapassar determinados obstáculos, situações que geram angústia constante e problemas de relacionamento podem ser os sintomas de que é hora de procurar um profissional.

Gostou das dicas de bem-estar? Então deixe um comentário! E continue acompanhando as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
terapia
trauma
depressão
luto

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ