Saúde Financeira

31/10/2015 09:20 - Atualizado em 05/11/2016 02:42

Sobreviva à crise econômica com 4 dicas

Cenário incerto causa insegurança e tende a se prolongar até 2016.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Não há dúvidas de que a crise econômica que chegou ao Brasil em 2015 é um dos momentos mais desafiadores na História recente. Alta nos juros, aumento da inflação e muita insegurança rondam os lares brasileiros, causando muitas dúvidas.

Se em 2010 comemorávamos o aumento de 7,5% do Produto Interno Bruto (PIB) e boas expectativas de crescimento, cinco anos mais tarde o cenário não melhorou como o esperado. Em 2015, o PIB recuou, a indústria parou e a inflação chegou junto com a desvalorização do Real, especialmente em relação ao dólar. Mas é possível driblar esse cenário pessimista.

cofrinho quebrado devido a crise econômica

As previsões para 2016

Estudos revelam que a retração do PIB deve continuar no próximo ano. Segundo a previsão de economistas do mercado financeiro, em pesquisa conduzida pelo Banco Central em agosto, a previsão é de um recuo de 9,29%. Se confirmado, este deverá ser o menor índice em 12 anos.

A diferença entre as expectativas no início do ano para agora são bastante divergentes. Em janeiro, os economistas previam uma expansão de 1,8% do PIB em 2016. Agora estimam uma contração de 0,24%. A expectativa de inflação para o próximo ano é de 5,50%. Já a estimativa para o aumento da taxa de juros até o fim de 2016 é de 12%.

A agência de classificação de risco Moody's divulgou, também em agosto, uma previsão de crescimento negativo em 2016, estendendo a recessão.

Saiba Mais
Como economizar dinheiro: Aprenda 3 dicas
Reforço no bolso: 7 maneiras de ganhar mais dinheiro
Organize sua planilha de gastos e tenha controle das finanças

4 dicas para driblar a crise econômica

Num cenário tão desanimador, em meio a greves e demissões, a sensação é de incerteza. O momento, então, serve para pensar racionalmente. Sobreviver à crise econômica exige que alguns hábitos sejam modificados. Confira algumas dicas para economizar:

1. Evite impulsos

Comprar algo no calor da hora é um dos gastos mais irresponsáveis. Avalie sempre a necessidade da compra e se esse é o momento certo para investir. Pergunte-se se você realmente precisa daquilo. Caso não seja algo fundamental, espere. Evite, também, sair com muito dinheiro na carteira, pois você tende a gastá-lo em itens pequenos sem se dar conta, como um cafezinho.

2. Pesquise preços

Caso a compra seja realmente necessária, invista algum tempo buscando as melhores ofertas. Com a internet e os aplicativos que comparam preços, ficou muito mais fácil identificar quais lojas oferecem os melhores descontos.

3. Economize nas contas

Além de pesar no bolso, o desperdício de energia elétrica ou de água é prejudicial ao meio ambiente. Por isso, tome banhos mais curtos, desligue a torneira enquanto ensaboa a louça e apague as luzes dos cômodos que não estão sendo usados.

4. Inove no lazer

Em tempo de crise econômica, ir ao cinema toda semana ou jantar fora constantemente são programas que devem ser diminuídos ou, até mesmo, cortados por completo. Procure opções mais em conta, como piqueniques no parque, passeios na praia ou encontros familiares em casa. Eles não pesam no bolso e contribuem para uma vida com mais qualidade.

Tem mais alguma dica para engordar o cofrinho? Conte para nós! E aproveite para conferir as novidades de bem-estar do Vivo Mais Saudável.

TAGS
economia doméstica
finanças pessoais
economizar dinheiro
gastos pessoais

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ