Saúde Financeira

10/10/2015 08:46 - Atualizado em 18/11/2016 04:24

Organize-se para o intercâmbio dos sonhos

As viagens em grupo trazem segurança para quem está com medo de se aventurar sozinho.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A possibilidade de conhecer novas culturas e adquirir conhecimento faz muitos jovens optarem pelo intercâmbioAté pouco tempo atrás, esse tipo de viagem parecia ser exclusividade de gente rica, mas os números demonstram que não é mais assim. Houve um crescimento de 15% no setor em 2014, segundo a Brazilian Educational & Language Travel Association (Belta).

É possível visitar destinos internacionais sem que isso pese no bolso. Formas de pagamento facilitadas e a escolha de épocas certas para viajar dão uma força. Confira outras dicas de como se planejar para o intercâmbio dos sonhos e embarque nessa aventura!

alunos em intercâmbio

Planeje-se antes da viagem

De acordo com Jéssica Grings, profissional de marketing da agência Estudar no Exterior, o planejamento é essencial e deve ser a meta para quem deseja apostar num intercâmbio em breve. “Definir destino e a data da viagem devem ser os primeiros passos para, com isso, começar a fazer planejamento de custos”, destaca.

Para conseguir juntar a grana necessária, talvez seja necessário abrir mão de alguns supérfluos do dia a dia. Você pode até pensar que não, mas alguns hábitos simples fazem a diferença e garantem uma boa quantia extra na poupança. Levar lanche de casa para a faculdade, deixar de comprar algumas roupas novas e diminuir as idas a festas são alguns exemplos.

Além das mudanças na rotina, as formas de pagamento também ajudam. Você pode parcelar o valor da viagem e até conseguir um financiamento. O ideal é ficar de olho nas promoções e ir batendo papo com o agente. “Sempre aconselhamos que a procura pelo intercâmbio seja com antecedência para que os estudantes possam se programar e garantir bons preços e descontos”, afirma Jéssica.

Saiba Mais
Intercâmbio profissionalizante: 6 dicas para viver essa experiência
Organize sua planilha de gastos e tenha controle das finanças
Barrinha de cereal é opção saudável para o lanche da tarde

Dicas para economizar no intercâmbio

A principal dica é contar com a assessoria de uma agência especializada. Os consultores fazem um trabalho de orientação e montam pacotes de acordo com as expectativas e o bolso de cada estudante. Porém, sempre vale fazer uma pesquisa extra por conta própria. “Antes de viajar, pesquise muito sobre o seu destino”, aconselha.

Uma opção é a viagem em grupo. Nem sempre é a escolha mais barata. Também é preciso seguir um cronograma mais rígido, sem contar que você pode deixar de praticar o idioma local, já que estará em meio a conterrâneos. Essa prática, porém, é que mais garante segurança, “principalmente para menores e pessoas com menor conhecimento da língua”, afirma Jéssica.

Os valores para o intercâmbio dependem muito da escolha do destino, da duração da viagem e também do tipo de curso escolhido. O estudante pode gastar desde 10 mil reais em um cursinho básico e de curta duração a até 150 mil reais numa gradução no exterior.

As opções mais em conta são as que envolvem os estudos junto à possibilidade de trabalhar. Os roteiros que garantem essas vantagens são Irlanda, Austrália e Nova Zelândia. Para quem não deseja colocar a mão na massa, Canadá e Ilha de Malta são excelentes destinos para aperfeiçoar um novo idioma e passear.

Se o objetivo é fazer faculdade ou pós-graduação, as agências costumam oferecer programas preparatórios que facilitam a entrada em universidades públicas, especialmente em alguns países da Europa, como a Alemanha. “O preparatório e o serviço de colocação é pago, mas as universidades são gratuitas”, finaliza.

E então, vai encarar a viagem? Conte para nós qual é o país que você mais tem vontade de conhecer! E aproveite para conferir outras dicas de bem-estar aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
viagem ao exterior
economizar
viagem barata
estudos

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ