Saúde Financeira

20/11/2014 10:19 - Atualizado em 05/11/2016 03:51

Descubra como usar o cartão de crédito de forma positiva

Planejamento é essencial para usar o cartão de crédito sem se endividar.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Muitos têm o hábito de usar o cartão de crédito para compras parceladas das quais costumam pagar apenas o valor mínimo da fatura mais de uma vez ao ano. Um agravante é que a maioria dos consumidores que utiliza essa modalidade de pagamento, o “crédito rotativo”, desconhece os juros cobrados nesse tipo de operação.

Planejamento para usar o cartão de crédito

Entre os motivos para o endividamento daqueles que não sabem como usar o cartão de crédito, estão a dificuldade em manter o controle dos valores gastos, principalmente quando se somam pequenas parcelas e longos prazos, e também a menor resistência às compras por impulso.

O valor da parcela, que sempre parece caber no bolso, acaba sendo mais importante do que o valor final do produto. E é aí que muitos se veem envolvidos pela temida bola de neve do cartão de crédito, já que hoje a taxa média cobrada nessas operações gira em torno de 200% ao ano.

como-usar-o-cartao-de-credito

Como usar o cartão de crédito sem prejuízo

A seguir, veja algumas dicas de como usar o cartão de crédito corretamente e evitar envolver-se ou aumentar o endividamento:

1 – Conheça e dê atenção às taxas de anuidade dos cartões disponíveis no mercado, que variam de uma bandeira para outra. Se estiver insatisfeito com a sua, procure a financeira responsável e busque renegociar os valores. Muitas vezes o preço pode baixar e esse processo também pode mudar bastante seu entendimento de como usar o cartão de crédito.

2- Tenha um cartão adequado as suas necessidades. Para quem não faz compras no exterior, por exemplo, ter um cartão internacional pode gerar muito mais custos do que benefícios. As bandeiras “nacionais” têm custos mais baixos tanto nos juros quanto nas taxas, o que acaba fazendo a diferença na fatura.

3 – Ter muitos cartões na carteira pode ser mais um perigo do que uma vantagem. Não há problema em ter dois ou três cartões à disposição, mas funciona melhor pra quem tem bastante controle sobre as finanças. Para quem tem o hábito de pagar o valor mínimo das parcelas, ter mais de um cartão, com taxas e datas de vencimento diferentes, pode ser o primeiro passo para o endividamento total.

4 – Controle e administre suas despesas. A técnica do caderninho ou apenas o hábito de guardar os comprovantes e o extrato mensal da conta corrente é uma boa maneira para saber como usar o cartão de crédito e, por exemplo, em que itens ou aspectos você pode economizar no próximo mês.

5 – Só parcele aquelas compras que você tem certeza de que conseguirá pagar o valor determinado todo mês. Não custa ressaltar o perigo do pagamento mínimo da fatura do cartão. Preste atenção também ao acúmulo de parcelamentos. O cartão de crédito existe mesmo para poder parcelar compras para as quais você não pode desembolsar o valor integral na hora, mas se esse hábito for constante, a soma das parcelas, depois de um tempo, também se tornarão impossíveis de serem pagas.

Gosta das nossas dicas de bem-estar? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
gastos
finanças
sucesso
carreira

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ