Saúde Financeira

24/11/2015 10:26 - Atualizado em 26/11/2016 10:30

6 dicas para um controle de gastos sem mistério

Fazer um planejamento mensal, com todos os ganhos e gastos, é fundamental para manter o controle das finanças.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O controle de gastos contribui para manter a vida financeira saudável e conseguir honrar com as despesas assumidas. Além disso, também orienta a tomada de decisões futuras com mais segurança e tranquilidade.

Fazer o planejamento das finanças pessoais permite saber quando se pode gastar e quando é preciso economizar, mantendo o saldo no azul e evitando imprevistos. Assim, fica mais fácil ter controle e não cair na tentação de comprar algo que não seja necessário, ou que não caiba no orçamento naquele momento.

moça preocupada com o controle de gastos da casa

Primeiros passos para o controle de gastos

1. Organize os ganhos e gastos

Pode ser com uma planilha, um caderno ou até mesmo um aplicativo de celular, mas o importante é “colocar no papel” todos os ganhos e gastos mensais. Assim, você consegue fazer uma previsão bem específica, que facilita o controle de gastos.

Com a planilha, você fica sabendo quando pode gastar e quando precisa segurar as rédeas. Se a conta final entre entradas e saídas der um resultado negativo, é hora de começar a cortar algumas despesas.

2. Reconheça os tipos de despesa

Para planejar as finanças pessoais com eficiência, é preciso conhecer os tipos de gastos e quanto eles representam da sua renda. Identifique o que é essencial (moradia, contas básicas, transporte) e o que é dispensável ou passível de redução (academia, roupas, beleza). Diferenciar essas despesas ajuda no controle financeiro, principalmente quando surgem imprevistos ou é preciso economizar.

3. Controle os impulsos

Organizar, planejar e prever os gastos não vai adiantar, se você não seguir os planos e controlar os impulsos de consumo. Uma boa dica é, antes de comprar qualquer produto, pensar bem se aquilo realmente é necessário naquele momento. Se a resposta for sim, mas o saldo não permitir a compra, programe esse gasto para o próximo mês em que for possível encaixá-lo no planejamento.

Saiba Mais
Organize sua planilha de gastos e tenha controle das finanças
Problemas financeiros tiram o sono e afetam a saúde
Fuja do endividamento com dicas simples

Economias para o futuro

4. Economize no dia a dia

Pode não parecer, mas pequenos cuidados no dia a dia podem fazer uma grande diferença no fim do mês. Atitudes como apagar a luz quando você não estiver no cômodo e fechar a torneira ao escovar os dentes, por exemplo, contribuem para quem quer ter controle de gastos e economizar nas despesas fixas.

5. Tenha uma reserva

Ninguém está livre de passar por imprevistos financeiros e ter gastos surpresa num momento ou em outro. Para que isso não prejudique as despesas fixas nem resulte em novas dívidas, é indicado ter sempre uma reserva para emergências. Guardando uma pequena quantia todo mês, fica fácil juntar um bom fundo para essas situações.

6. Mude os seus hábitos

Planejar as finanças pessoais de forma certa e fazer o controle das despesas é uma tarefa que exige disciplina e dedicação. A mudança de hábitos é muito importante para seguir o planejamento e manter-se no azul. A recompensa no fim do mês vale a pena: não falta dinheiro para os gastos fixos e, com o tempo, até sobra uma quantia para a poupança.

Para você, qual é a parte mais difícil do controle de gastos? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras dicas de bem-estar aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
orçamento pessoal
finanças pessoais
economizar
poupança

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ