Qualidade de Vida

15/06/2015 03:14 - Atualizado em 09/12/2016 05:24

Violência contra o idoso: Ajude a combater esse mal

A negligência, o abandono e o abuso financeiro são alguns casos do violência contra o idoso.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A expectativa de vida vem crescendo cada vez mais no Brasil, chegando a uma estimativa de 74,9 anos, segundo dados de 2013 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com o aumento da população mais velha, é preciso também garantir os direitos e a qualidade de vida na terceira idade, combatendo a violência contra o idoso.

Para isso, foi estabelecido em 15 de junho o Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa. São feitas ações para informar e conscientizar a sociedade de que atos abusivos contra os idosos não devem ser considerados normais, e sim uma violação aos Direitos Humanos.

Como identificar a violência contra o idoso

Atualmente, existem quase 20 milhões de pessoas idosas no Brasil, de acordo com dados do Censo 2010 do IBGE. Esse número representa 11% da população, e a estimativa é que, em 40 anos, o percentual de pessoas idosas triplique, chegando a 29,7% dos brasileiros.

violencia contra o idoso

A violência contra o idoso acontece de forma frequente e de várias maneiras. Os principais casos são de negligência, agressão física e psicológica, abuso financeiro, abandono e até mesmo violência sexual.

Existem políticas públicas regidas por leis e regulamentadas em estatutos que garantem os direitos e a proteção aos idosos, mas nem sempre elas são respeitadas. Devido a impaciência e negligência, muitos idosos são maltratados por cuidadores ou até mesmo pelos próprios familiares.

Felizmente, há profissionais e instituições especializadas em auxiliar e acompanhar os cuidados com os mais velhos, para garantir qualidade de vida e combater os casos de maus-tratos, negligências, abusos e abandono.

Ajude a combater a violência contra o idoso

O Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa foi instituído em 2006, pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa. A data tem como objetivo informar e conscientizar a população sobre a violência contra o idoso, destacando a importância de se combater e denunciar esses atos.

Com campanhas por todo o mundo, a data destaca que a violência contra a pessoa idosa deve ser entendida como uma grave violação aos Direitos Humanos.

Para ajudar no combate ao problema, existe uma política de assistência social, regida pela Lei Orgânica da Assistência Social (Loas/93) e concretizada pelo Sistema Único de Assistência Social (Suas), que assegura proteção às pessoas idosas.

Os Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) são espaços de atendimento a indivíduos e famílias que estejam envolvidos em casos de violação aos Direitos Humanos. Conforme o Censo Suas 2010, 72% dos Creas oferecem atendimento especializado voltado para situações de violência contra o idoso, seja física, psicológica, de negligência ou abandono.

Todas as pessoas devem fazer a sua parte, respeitando os mais velhos, buscando ajuda com essas instituições especializadas e denunciando os casos.

O Disque 100 é um serviço gratuito criado pela Secretaria de Direitos Humanos, que recebe denúncias de violência contra o idoso. Elas também podem ser feitas pelo site www.disque100.gov.br ou pelo e-mail disquedenuncia@sdh.gov.br.

O que você pensa sobre esse assunto? Deixe seu comentário. E aproveite para conferir dicas de bem-estar aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
direitos humanos
negligência
abuso
terceira idade

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ