Qualidade de Vida

08/07/2014 07:00 - Atualizado em 12/11/2016 09:01

Veja como o sexto sentido pode gerar qualidade de vida

Sexto sentido: conheça mitos e verdades sobra a intuição humana.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Sabe aquela voz interior que diz “não, não faça isso” ou dá outras recomendações do tipo? É uma sensação diferente do pensamento racional, de colocar, de um lado, as vantagens e, de outro, as desvantagens de uma certa ação. Alguns chamam isso de sexto sentido, o que nada mais é do que a nossa intuição. Às vezes, não damos bola e nos arrependemos ou nos esquecemos. Em outras, seguimos essa voz e acabamos nos surpreendendo, sem entender bem como sabíamos que a atitude correta era aquela.

Sexto sentido: mito ou verdade?

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

A intuição, ou sexto sentido, existe mesmo, mas não é nada sobrenatural. Ela é, como o psicanalista Carl Jung definiu, uma das maneiras de o homem entender a realidade.

Pessoas mais racionais querem que tudo se explique pela razão, mas às vezes isso não é possível. Os dados concretos são importantes na maioria das vezes, contudo a sabedoria emocional acumulada ao longo de toda a vida também é fundamental para tomar decisões - e não deve ser descartada ou subestimada.

Ela existe porque carregamos sentimentos e ideias de experiências anteriores, que ficam presas no nosso inconsciente. Quanto mais nós trabalharmos o nosso autoconhecimento, mais rápido a intuição surge, tornando as decisões muito mais fáceis.

O primeiro passo para ouvir melhor o seu sexto sentido é perder o medo de errar. Ele não pode fazer você se tornar inconsequente, mas apenas facilitar a tarefa de dar mais atenção à sua intuição. Ter essa habilidade pode ser muito útil não apenas no âmbito social da sua vida, mas também no campo profissional. O sexto sentido pode ajudar não apenas a planejar produtos e projetos, mas também a pensar e repensar a sua carreira.

Dicas para ouvir melhor o seu sexto sentido

Relaxe

Primeiro, fique tranquilo. Nós costumamos ter tanta coisa na cabeça, que nem nos damos conta de que esse embaralhamento só complica tudo mais ainda. Então pare, relaxe, tranquilize a mente e recolha os sentidos. Quando estiver muito agitado, deite, mesmo que não vá dormir, relaxe todos os músculos e limpe a sua mente. Pode parecer difícil no início, mas é questão de prática. Destine alguns minutos para isso. Você estará muito mais calmo e suscetível às vozes da intuição para o resto do dia.

Silêncio

Você não vai escutar o sexto sentido com os ouvidos, mas diminuir a quantidade de estímulos externos ajuda. Faça silêncio você também, assim você convive melhor com os seus sentimentos e tem melhor autoconhecimento. Só assim para poder “sintonizar” sua intuição com nitidez.

Organize-se

Se você tem muitas tarefas que exigem uma tomada de decisão, coloque-as em uma agenda no computador, escreva tudo. Isso serve não apenas para obrigações suas, mas também para coisas que o preocupam. Assim você vai ter uma noção melhor do que está acontecendo na sua cabeça, e isso ainda contribui para limpar a mente, pois você vai se preocupar menos com os problemas de importância secundária.

Sinta

Cada comando ou pensamento seu corresponde a uma vibração no seu cérebro. Se você conseguir relaxar o suficiente, pode começar a senti-las. Fique em uma posição bem relaxada e feche os olhos. Forme perguntas na sua mente e tente sentir a atividade cerebral. Se você sentir uma sensação de formigamento e receber a resposta para uma das perguntas, isso quer dizer que você percebeu a vibração da atividade cerebral que respondeu a sua dúvida. Pratique até que essas vibrações cheguem naturalmente.

E você ? O que achou do texto? Deixe seu comentário! 

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ