Qualidade de Vida

20/12/2014 12:44 - Atualizado em 21/11/2016 05:16

Sintomas da depressão são mais comuns em idosos

Alto índice de sintomas da depressão em idosos tem relação com o sedentarismo nessa idade.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Em uma das suas tradicionais pesquisas populacionais, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) concluiu que, no Brasil, há cerca de 11 milhões de pessoas com sintomas da depressão. Mas o fator alarmante nesse estudo é que a maior parte dessas pessoas está na faixa etária entre 60 e 64 anos, ou seja, os primeiros anos da terceira idade. Entenda por que isso acontece.

Sintomas da depressão: Idosos são maioria

Contrariando as tendências que eram apontadas nos anos anteriores, a última pesquisa sobre depressão realizada pelo IBGE mostrou que o público mais jovem é o que menos sofre com a doença. Em compensação, 11,6% das pessoas que possuem sintomas da depressão no Brasil, são idosos, iniciando a fase da terceira idade. E isso pode ter a ver com o envelhecimento.

sintomas da depressao

Os primeiros anos da vida de idoso representam uma fase de transição. Neles, a pessoa precisa aprender a conviver em uma nova condição. É geralmente nessa idade que se realizam os pedidos de aposentadoria e a vida passa a ser completamente diferente. O problema é que a população de 60 anos ainda é muito ativa para ficar completamente parada e a vida sedentária pode gerar a tristeza.

A sensação é de que já não há mais nada em que se possa ser útil e que agora é tempo de esperar o fim da vida. E aí surgem os sintomas da depressão. Mas é preciso enfrentá-los.

Existe uma série de opções de atividades a serem realizadas por senhores e senhoras. Mas nem sempre são essas as atividades que se quer. Os idosos desejam trabalhar, continuar tocando a vida, mas a sociedade brasileira nem sempre se mostra preparada para recebê-los.

O mercado de trabalho busca profissionais mais jovens e com maior conhecimento de novas tecnologias. Enquanto os idosos ficam para trás. E essa é apenas uma das possíveis explicações para um índice tão alto de idoso com sintomas da depressão. Outro motivo plausível é o surgimento de algumas doenças típicas dessa idade.

O Alzheimer e o Parkinson costumam surgir nos primeiros anos da maturidade e o primeiro estágio dessas doenças é um quadro depressivo. Portanto, a situação pode ser o anúncio de consequências ainda mais graves. Os medicamento utilizados para tratar de alguns problemas, também causam efeito depressivo. Remédios para hipertensão e problemas cardíacos possuem esse efeito colateral.

Quais são os sintomas da depressão

Mas você deve estar se perguntando: o que são sintomas da depressão? Como a doença não muda de uma idade para a outra e suas consequências são, basicamente, as mesmas, os seus sinais também não diferem muito. O que pode acontecer é a mudança na forma de expressar. Um idoso expressa sua irritabilidade de forma diferente da que faz um jovem de 18 anos.

A angústia, o cansaço fácil e que não passa, a diminuição da capacidade de sentir alegria e prazer em atividades que antes eram sinônimo de felicidade, podem ser sinais de que a depressão está se desenvolvendo. A indecisão, o desinteresse, a apatia, a vontade de ficar isolar-se do mundo e a autodepreciação também integram a lista de sintomas da doenças.

Gostou das dicas de saúde? Então busque se prevenir da depressão! Deixe um comentário e não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
depressão
saúde
terceira idade
doenças

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ