Qualidade de Vida

31/12/2014 11:08 - Atualizado em 22/11/2016 03:35

Por que espirramos: Descubra a importância desse ato involuntário

Espirro busca eliminar impurezas e substâncias indesejadas, como o dióxido de carbono.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Barulhento ou discreto, seco ou com secreção, o espirro faz parte do nosso cotidiano e é algo muito particular. Ninguém espirra igual ao outro. Mas nem todo mundo sabe por que espirramos. Essa ação é uma tentativa criada pelo nariz e pela boca para tentar eliminar do sistema respiratória alguma impureza, substância ou partícula que está atrapalhando a respiração.

Por que espirramos: As causas

O espirro é uma convulsão involuntária dos músculos da região facial. A contração ocasionada por esses músculos é bastante ruidosa, já que traz consigo um jato intenso de ar, que varre as vias respiratórias de forma completa, levando consigo tudo o que encontrar no caminho, desde poeira até as secreções alocadas nas vias nasais.

Por que espirramos?

A base da explicação de por que espirramos é a expulsão de substâncias indesejadas, principalmente o dióxido de carbono. As substâncias são expelidas no formato de partículas líquidas, chamadas de perdigotos. Na maior parte das vezes, esse dióxido de carbono expelido leva consigo uma grande quantidade de micróbios e substâncias estranhas que incomodam a árvore respiratória.

Ambientes empoeirados e sujos, mofados ou com muito perfume, a gripe e os resfriados são as principais causas de por que espirramos. Em alguns casos, o espirro pode acontecer de forma propositada, quando alguém faz cócegas no nariz do outro ou estimula com pólen, plumas e pelos. É a forma que o corpo encontra para reagir a determinado estímulo.

O sistema que forma o espirro age de forma muito parecida com a tosse. Quando algo irrita a região do nariz, que é regida pelo nervo trigêmio, o centro respiratório recebe uma informação. Ele interrompe a respiração normal e faz com que inalemos uma grande quantidade de ar, enchendo os pulmões até o limite de sua capacidade.

Os músculos das costas, do tórax, do abdômen e os que ficam próximos às costelas se contraem subitamente, fazendo com sejamos obrigados a expelir todo esse ar de uma única vez. A glote se fecha, impedindo a saída de ar dos pulmões e então se abre, deixando que todo o ar reprimido saia. Essa explosão formada por músculos e nervos é que explica por que espirramos.

Por que espirramos: Não tranque o espirro

Antes de o espirro acontecer, efetivamente, a pessoa recebe um estímulo, uma espécie de aviso, que é a vontade de espirrar. Por etiqueta e higiene, a maior parte das pessoas tranca o nariz e não permite que o espirro saia. O ruído formado pela ação e as gotículas expelidas faz com que as pessoas tenham vergonha do espirro, mas na verdade, ele é uma proteção do corpo.

Trancar o espirro é muito perigoso. Há um motivo por que espirramos e ele é a maneira que o corpo encontra para se manter limpo. É uma defesa do organismo e ela deve ser respeitada. Além disso, o corpo não deixará de armar todo o sistema para espirrar, você apenas estará trancando a liberação do ar. A pressão exercida pela lufada de ar que sobe, pode arrebentar veias no nariz e no cérebro.

Isso não significa que você possa espirrar de qualquer jeito, em qualquer lugar. O ideal é colocar a mão na frente da boca e do nariz, para evitar que os perdigotos se espalhem pelo ambiente. Sem essa barreira protetora formada pelas mãos, um espirro espalha no ar cerca de 40.000 gotículas, que podem conter vírus e bactérias causadores de doenças.

Gosta das nossas dicas de saúde? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
espirro
saúde
curiosidades

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ