Qualidade de Vida

11/03/2016 11:00 - Atualizado em 02/12/2016 03:04

Jet lag: Recupere as forças após uma viagem internacional

Irritação, cansaço e desorientação são alguns dos sintomas do jet lag.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Quem viaja em férias busca relaxar e recarregar as energias. Por vezes, a volta nem é tão desejada assim e, quando se chega em casa com a sensação de jet lag, é ainda pior. Ela acontece quando o ritmo biológico é modificado, principalmente após trocas de fuso horário em viagens longas de avião.

Entre os sintomas, estão problemas mentais e físicos, como fadiga, cansaço, irritação, dores no corpo, dificuldade para dormir, mudanças hormonais e desorientação. Saiba por que isso acontece e veja como é possível evitar o mal-estar depois da viagem.

executivo com jet lag

Existe cura para jet lag?

Na Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, pesquisadores desenvolveram uma técnica que pode ser utilizada para evitar o jet lag. O estudo foi feito com 39 voluntários, que tiveram seu relógio biológico ajustado após uma hora de exposição a flashes de luz.

Por meio de luzes fortes, piscadas a curtos espaços, as pessoas poderiam ajudar o cérebro a ajustar as funções orgânicas, que ficam desnorteadas após viagens a locais muito distantes. É que o corpo humano respeita um padrão, reconhecendo o dia e a noite, e produz hormônios específicos em cada período.

Por isso, os efeitos do jet lag provocam irritação e desorientação. Quem faz longas transições de fuso horário costuma tomar pílulas de melatonina para que o corpo “pense” que é noite, além de usar fototerapia com exposição à luz.

A técnica feita com os flashes de luz seria mais eficaz, pois atravessa diretamente a retina e chega ao interior do olho. Assim, as células que enviam as informações do cérebro para o relógio biológico enganariam o organismo, fazendo com que o corpo “aumentasse” algumas horas do dia.

Drible o jet lag com algumas dicas

Naturalmente, nosso corpo está programado para funcionar em 24 horas. Dentro desse período, comemos, dormimos e nos movimentamos. Chamado de ritmo circadiano, esse ciclo se rompe quando fazemos uma viagem em alta velocidade para um lugar distante. Com o organismo alterado, surgem os sintomas do jet lag. Saiba como é possível combatê-lo.

Descanse – principalmente se for jovem

Uma pesquisa da empresa de passagens aéreas Skyscanner descobriu que os jovens são os mais afetados nas viagens, já que apenas 37,33% deles não sentem os efeitos do jet lag. No entanto, uma boa noite de sono antes de embarcar pode ser suficiente para combater os sintomas. No dia, o ideal é relaxar no voo e comer alimentos leves.

Mude o relógio

Logo que embarcar no avião, mude o horário local para o da cidade de destino. Assim, você começa a se acostumar com a nova hora.

Não tome álcool ou remédios

Bebidas alcoólicas ingeridas durante o voo podem aumentar a sensação de cansaço, além de desidratar o organismo. Café e energéticos também modificam o padrão de sono e podem prejudicar o funcionamento do cérebro na transição de fusos.

Já medicamentos podem alterar o organismo. Por isso, a menos que tenha uma recomendação médica, evite remédios para dormir durante o voo. Se necessário, beba chás relaxantes.

Chegue durante o dia

Verifique, na hora de comprar as passagens, um horário diurno para a chegada. Dessa forma, você tem tempo para se acostumar com o novo fuso, evitando o cansaço e a desorientação.

Gostou das dicas? Então compartilhe o artigo com seus amigos viajantes! E não se esqueça de conferir outras novidades de bem-estar aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
fuso horário
mal-estar
relógio biológico
avião

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ