Qualidade de Vida

15/08/2014 04:23 - Atualizado em 03/12/2016 05:31

Fique por dentro dos perigos das redes sociais para crianças e adolescentes

Exposição em excesso, bullying e pedofilia são alguns dos perigos das redes sociais.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A internet não é um espaço tão seguro e passageiro quanto parece. Tudo que você publica é permanente e pode ser visto por pessoas do mundo inteiro. Já pensou que as fotos dos seus filhos na escola ou na piscina podem ser alvo de sequestradores e pedófilos? É hora de começar a pensar. Entenda o que essas pessoas procuram e como se proteger dos perigos das redes sociais.

Controle difícil sobre a internet

Antes de criar um perfil em qualquer rede social, saiba que é muito difícil controlar os conteúdos publicados na internet.

Mesmo que a pessoa que postou uma determinada foto ou texto venha a deletá-los, alguém já pode ter salvo, compartilhado ou copiado aquele conteúdo para si. A partir deste ponto, não tem mais volta e aquilo que era só seu passa a pertencer a outras pessoas também.

perigos-redes-sociais


Como lidar com os perigos das redes sociais

Os maiores perigos das redes sociais são as pessoas que fazem uso delas. A possibilidade do anonimato que existe na internet faz com que indivíduos mal intencionados se aproveitem da ingenuidade das crianças ou do descuido dos pais. Há alguns tipos de fotografias cuja publicação deve ser evitada. São eles:

1. Criança nua ou tomando banho

Mesmo que a imagem pareça inofensiva, nem todos pensam assim. Os pedófilos, pessoas que sentem atração sexual por crianças que sequer entraram na puberdade, fazem uso dessas fotos. Imagens de crianças nuas, mesmo que sejam bebês, incitam o desejo e a prática de atividades de pedofilia.

2. Indicação de endereço

Outro dos perigos das redes sociais é a publicação de fotos de seu filho vestindo o uniforme da escola, em frente à fachada da sua casa ou em algum ambiente que mostre onde você mora. Sequestradores costumam procurar as crianças diretamente nestes lugares e qualquer indicação pode facilitar a busca.

Tome cuidado também com os aplicativos de check-in. Eles mostram aos usuários mal intencionados os lugares que a família frequenta e onde estão naquele exato momento. Isto pode se tornar um risco grave quando a família possui muitos bens materiais ou já foi alvo de ameaças ou chantagens.

3. Constrangimento

Nem todos os perigos das redes sociais são imediatos. Algumas publicações podem gerar danos apenas no futuro. Por exemplo, uma foto em que seu filho esteja fazendo caretas ou realizando alguma atividade constrangedora podem ser motivo de bullying no futuro. Como os dados são permanentes, os colegas e amigos podem ter acesso a essas imagens algum dia.

4. Qualidade da foto

Fotografias em alta resolução são manipuladas em softwares de forma extremamente simples. Empresas podem pegar alguma foto do seu filho que esteja em alta qualidade e usá-la sem sua autorização para campanhas comerciais. Quando for publicar imagens, opte por versões com resolução reduzida, que dificultam a reprodução.

Proteja-se dos perigos das redes sociais

Para evitar que quaisquer destes perigos das redes sociais atinja sua família, modifique as configurações de privacidade do seu perfil. Dê permissão apenas aos seus amigos para visualizarem suas publicações, não aceite quem não conhece e não permita compartilhamentos de suas imagens.

Analise bem o que vai publicar antes de divulgar seus pensamentos e acontecimentos pessoais. Já correu algum risco devido à sua exposição na internet? Redobre o cuidado. Só assim você pode aproveitar o que a tecnologia tem de melhor sem deixar sua segurança - ou a de seus familiares - exposta.

TAGS
internet
crianças
redes sociais

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ