Qualidade de Vida

27/08/2014 06:03 - Atualizado em 06/12/2016 12:24

Fique atento: Acordar cansado pode ser indicativo de doença

Se você costuma acordar cansado, certifique-se de que você não sofre de alguma condição especial.

POR

Redação

  • +A
  • -A

É quando dormimos que o corpo se reestabelece dos desgastes físico e mental do dia. A partir de um processo de síntese de proteínas, o organismo trabalha pela redução da exaustão. No dia seguinte, a ideia é que a pessoa possa se sentir revigorada.

Há casos, no entanto, de indivíduos que se queixam de fadiga já ao despertarem. Se, mesmo após dormir pelo menos oito horas seguidas de sono – necessidade média para um adulto – você ainda assim acordar cansado, fique atento, pois este pode ser um indicativo de algum outro problema de saúde.

acordar-cansado

Principais motivos para acordar cansado

A apneia do sono está entre as possíveis causas da noite mal aproveitada. Caracterizado pela interrupção breve da passagem de ar pelos canais respiratórios, o problema impede ainda que o sono atinja seu estágio mais profundo, o que naturalmente provoca fadiga, falta de concentração, alteração de humor e perda de memória no dia que segue. O diagnóstico deve ser feito por médico e a perda de peso costuma ser uma das soluções, já que o excesso de gordura na região do pescoço prejudica o fluxo de oxigênio que percorre a laringe.

Quem costuma acordar cansado sem causa aparente pode, como mais uma possibilidade, estar com seu nível de hemoglobina reduzido. A anemia restringe o transporte de oxigênio e nutrientes pelo corpo, o que certamente exige mais esforço metabólico para manter o funcionamento das funções orgânicas. Acordar cansado pode ser também indicativo de diabetes. A partir do desequilíbrio na produção de insulina, o corpo tende a perder líquidos e a desidratar-se, ocasionando extenuação.

Distúrbios da tireoide, seja hipo ou hipertireodismo, podem constar na lista de suspeitas médicas para explicar despertares matinais abatidos. Apesar de extremos, ambos podem acarretar fadiga. No hipertireoidismo, o doente passa a ter o metabolismo acelerado, o que faz com que seu organismo empregue sistematicamente um esforço desnecessário. Acontece o contrário no hipotireoidismo: tudo fica mais lento, o coração e outros órgãos, e isso inclui o cérebro, dificultando a execução de tarefas.

O sedentarismo é outro fator que pode fazer com que muitas pessoas acordem cansadas. O mau condicionamento físico pode ser sinônimo de sistema cardíaco vacilante, que por sua vez pode ser a causa de acúmulo de ácido lático nos músculos e sensação de enfraquecimento.

Alimentação influencia no sono

Quem tem alergia ao glúten, acredite, de igual maneira costuma relatar a experiência de acordar cansado. É que em alguns indivíduos a proteína que compõe o glúten causa irritação intestinal – o que, na sequência, reduz a absorção de outras substâncias e nutrientes. O resultado: impressão de esgotamento, ainda que no mal abrir dos olhos pela manhã.

O café consumido durante o dia pode estar tirando o seu sono à noite. Ao ingeri-lo em excesso, ele vai estimular o organismo a gastar, mas não prover energia. Portanto, reduza o número de cafezinhos no escritório se não quiser acordar cansado e criar um problema de sono ainda maior.

O jeito é, quando o ato de acordar já agastado tornar-se frequente, procurar a opinião de um médico com a maior brevidade possível, assim o melhor encaminhamento à questão será dado e suas noites bem dormidas voltarão a fazer parte da rotina.

TAGS
sono
cansaço
dormir
saúde

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ