Qualidade de Vida

21/12/2014 02:40 - Atualizado em 06/11/2016 08:06

Fim de ano: Como lidar com a depressão nessa época

Perdas e separações estão entre as principais causas da depressão no fim de ano.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Quando o fim de ano se aproxima, é tempo de festas, férias, viagens, reunir a família e trocar presentes. Sentimentos como felicidade, união e amor forma o espírito das comemorações. Mas nem sempre é assim: para algumas pessoas, essa época lembra entes queridos que já se foram, ou então que o ano não foi como gostariam e metas no foram alcançadas.

Por esses e diversos outros motivos, a depressão no fim de ano é mais comum do que se pensa. Mas com alguns cuidados é possível lidar com esses sentimentos desagradáveis e até mesmo evitá-los.

fim de ano

O que causa a depressão de fim de ano

Mesmo com as festas e os motivos para celebrar, os quadros depressivos são frequentes no fim de ano. Para o psicólogo e escritor Alexandre Bez, as causas se devem a uma série de razões.

“Diversos fatores originados de ordem inconsciente contribuem para isso. Entre eles, a falta de controle ou conhecimento próprio que impulsionam sentimentos como desolação, solidão, depressão, angustia no período natalino, ansiedade, transtornos de humor e muito estresse”, explica.

Para a maioria das pessoas que se sentem deprimidas nessa época, isso ocorre devido a perdas, separações e saudade. Como as festas de Natal e Ano Novo lembram a família e estar com as pessoas que mais gostam, esses sentimentos podem favorecer o surgimento de um quadro depressivo.

A imposição de que todos devem estar felizes e realizados também contribui. Tanto nas propagandas como nas redes sociais, a imagem é sempre de pessoas extremamente alegres nas comemorações. Isso faz com que algumas pessoas sintam que é uma obrigação estar feliz, ou que a sua felicidade é menor do que a dos outros.

Outro fator relevante é que no início do ano todos fazem planos e criam muitas expectativas. Quando o final do ano se aproxima, é hora de fazer uma retrospectiva e a avaliar o que foi conquistado. Se o resultado não for satisfatório, sentimentos de angústia podem aparecer.

Com todos esses fatores, é comum se sentir inseguro e pressionado, indica Bez. “No Natal, as pessoas se sentem mais sozinhas, pois muitas vezes percebem que não possuem tantos amigos. Já no Ano Novo, sentem carência de perspectiva, com medo do novo ciclo que se inicia. É uma sensação de pânico que pode se instalar no aparelho mental do indivíduo”, afirma.

Como lidar com a depressão de fim de ano

O primeiro passo para combater a depressão é tentar identificar a sua motivação. Se ela está sendo causada por um sentimento de tristeza pontual, que foi desencadeado pelo fim de ano, ou se ela já existia antes e apenas se agravou com a chegada da época. Se o quadro depressivo não for algo passageiro, é preciso procurar pela ajuda de um especialista.

Mas se for um caso pontual, alguns hábitos podem ajudar a superar e até evitar a depressão. Uma ótima opção é a prática de exercícios físicos. Fazer uma atividade para movimentar o corpo proporciona disposição e mantém a mente ocupada. A sensação de bem-estar também ajuda a evitar sentimentos como tristeza, ansiedade e estresse.

Ter pensamentos positivos e ajudar outras pessoas que necessitam também são algumas dicas para lidar com a depressão. Aproveite o fim de ano e o espírito de solidariedade para fazer atividades que lhe proporcionem sentimentos bons. Evite se aborrecer e deixe todas as mágoas e angústias para trás.

Que tal ver a vida de uma forma mais positiva com nossas dicas? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
depressão
tristeza
ano novo
natal

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ