Qualidade de Vida

08/03/2017 10:38 - Atualizado em 18/04/2017 10:17

Estudo mostra que mães têm o sono mais prejudicado do que os pais

Enquanto elas se sentem mais cansadas, eles não sofrem tanta alteração

POR

Redação

  • +A
  • -A

Ter um bebê recém-nascido em casa é encarar um novo mundo de descobertas diárias. Acompanhar cada evolução do filho, sem dúvidas, faz com que os pais se sintam recompensados por cada preocupação, inseguranças e noites mal dormidas. E quando se fala neste último tópico, ninguém sente mais do que as mães. Afinal, amamentar durante a noite, lidar com cólicas e crises de choro viram rotina em suas vidas. E, embora os pais muitas vezes sejam presentes e façam parte desse cotidiano, um estudo recente confirmou que são elas as mais afetadas quando se trata do sono.

Mães têm sono afetado e se sentem mais cansadas

Muitas mulheres poderão dizer que nem precisava de pesquisa para confirmarem que passaram a dormir bem menos depois que seus filhos nasceram. No entanto, a Universidade do Sul da Geórgia, nos Estados Unidos, realizou um estudo e confirmou cientificamente que mulheres com filhos pequenos passam a dormir menos, ao contrário dos pais que se encontram neste mesmo contexto.

Para isso, os pesquisadores recrutaram cerca de 5.800 adultos com idade até 45 anos, que responderam questões como as horas que dormiam por noite, quantos filhos tinham e se sentiam cansados durante o dia.

O que foi constatado é que as mulheres com filho que participaram do estudo se sentiam cansadas, enquanto os pais não tiveram seus sonos afetados com a chegada da criança.

O que também foi descoberto, a partir das respostas dos voluntários, é que as mulheres que tem filhos pequenos chegam a dormir 14% a menos do que aquelas que não têm. E mais: o número de filhos também afeta na quantidade do sono, uma vez que cada criança adicional traz 50% a mais de chance da mulher ter um sono insuficiente. Os pesquisadores consideraram que o ideal é dormir entre 7 e 9 horas por noite.

A coautora do estudo, Kelly Sulliva, declarou que o objetivo desse trabalho é apoiar as mulheres que se dizem cansadas e exaustas, após o nascimento dos filhos. A cientista destacou a importância de uma boa noite de sono: “Isso é um componente-chave da saúde geral e pode afetar o coração, a mente e o peso. É essencial aprender o que está impedindo que as pessoas obtenham o descanso que necessitam para podermos ajudá-las a trabalhar em direção a uma saúde melhor”.

E você? Se sente cansada por dormir menos depois que se tornou mãe?

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ

Veja Também