Qualidade de Vida

09/10/2014 06:14 - Atualizado em 04/11/2016 03:51

Espaços de recreação: O que você precisa saber para deixar seu filho em segurança

Espaços de recreação devem ser escolhidos com cautela.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Muitas vezes, famílias saem para fazer compras em shoppings ou jantar em restaurantes e acabam optando por deixar as crianças nos espaços de recreação. As crianças adoram aqueles brinquedos todos. Mas será que todos esses lugares são seguros o suficiente para os pequenos?

Os benefícios da recreação

Levar os filhos até as áreas de lazer infantil dos estabelecimentos comerciais pode ser muito benéfico para pais e filhos. Os funcionários do espaço são especializados e podem dar toda a atenção que as crianças necessitam. Eles são destinados apenas a fazer com que a estadia do seu filho naquele recinto seja tão prazerosa e segura quanto possível, além de evitar quaisquer danos.

recreacao

Os brinquedos das áreas de recreação também são muito atraentes e, geralmente, diferentes daqueles que as crianças possuem em casa. Também costumam ser estimulantes de novas habilidades. Exigem mais flexibilidade, equilíbrio e coordenação motora, coisas que os pequenos brinquedos que fazem parte do dia a dia das crianças não estimulam com tanta intensidade.

A interação social que acontece nesses lugares também é muito benéfica. As crianças ganham contato com novos universos. Geralmente o círculo social infantil é constituído por outros pequenos que possuem os mesmos hábitos e condições que eles: primos, colegas de escolinha e os filhos dos amigos de seus pais. Em um espaço público, o contato com novas realidades e experiências é aumentado.

Mas não é só para as crianças que a estadia nos espaços de recreação pode trazer benefícios. Muitas vezes os pais precisam deixar de lado algumas atividades necessárias, como as compras, ou prazerosas, como os jantares, por conta dos filhos. A existência desses espaços permite a constituição de uma relação que é fundamental no âmbito familiar durante toda a vida: a privacidade.

Pais e filhos não podem se privar de fazer o que gostam ou precisam em função um do outro. Da mesma forma, não precisam estar juntos em todos os momentos. A separação do que é familiar e do que é individual é muito importante na relação entre as pessoas e na construção intelectual e psicológica da criança, que já cresce mais independente.

O que cuidar nas áreas de recreação

Mas é importante saber que nem todas as áreas de recreação podem ganhar a sua confiança. É preciso prestar atenção em muitos detalhes antes de permitir que seu filho entre nesse ambiente. O cuidado com a qualidade dos brinquedos oferecidos nesses espaços é o primeiro passo. Brinquedos quebrados, com partes enferrujadas ou pontas sobressalentes não podem ficar ao alcance de uma criança.

recreacao

A atenção dispensada pelos recreadores também precisa ser avaliada. Espaços que aceitam muitas crianças mas possuem um número baixo de cuidadores não devem ser utilizados. Contabilize se há um número maior do que quatro crianças por cuidador. Se a resposta for positiva, opte por levar o seu filho consigo. Nesses casos, mesmo em meio a outras atividades, você poderá dar mais atenção a ele.

Note também a segurança do local. É bem cercado? Vigiado? Quem tem acesso? Espaços públicos e movimentados são os focos para o roubo ou a violência com crianças. E não facilite: só deixe em espaços de recreação crianças com mais de 4 anos de idade. Elas possuem discernimento do certo e do errado, além de obedecerem mais às ordens e regras, tanto dos pais quanto dos cuidadores.

Na dúvida entre deixar ou não seu filho no espaço de recreação, faça um balanço. Pode ser muito bom para você e para ele, mas tenha certeza de que vale a pena. Tudo pela segurança da criança e pela tranqulidade dos pais.

E aí, curtiu nossas dicas? Não deixe de acompanhar nossa página no Facebook para receber todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
crianças
infância
psicologia infantil

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ