Qualidade de Vida

05/06/2014 09:00 - Atualizado em 01/12/2016 08:20

Ergonomia, iluminação, térmica e acústica influenciam o bem-estar

Aprenda a considerar todos esses fatores na sua casa e no seu trabalho.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O ambiente impacta nas nossas emoções e ações. Fato! Para explicar como os ambientes podem contribuir com o nosso bem-estar, o Vivo Mais Saudável entrevistou a arquiteta Clarisse Ottoni que, em seu estudo intitulado “Arquitetura de Bem-estar e Eficiência Energética”, relaciona pontos importantes a serem considerados nos espaços físicos.

Para quem não sabe, na hora de planejar um ambiente, o profissional de arquitetura avalia fatores como: luz, som e qualidade térmica além da ergonomia. Verifica se existe circulação e renovação de ar, se esse ar apresenta algum odor, se existe ventilação natural e se o ambiente está propondo uma conexão com a natureza.

 

Valorize a luz natural sempre que possível

“A a luz solar por exemplo, é um tipo de luz que tecnicamente possui uma excelente qualidade e cognitivamente conecta o ser humano à natureza. Então, os ambientes com luz natural tendem a ser de maior qualidade. Uma dica importante é usar a luz natural o máximo possível.”, ressalta Clarisse.

 

Proteção sonora X Qualidade térmica

Em alguns locais, a iluminação natural pode levar o barulho da rua para o ambiente interno, problema que afeta principalmente quem vive nos grandes centros urbanos. Ao resolver a questão da poluição sonora, outro fator costuma aparecer: a qualidade térmica. Em busca de silêncio, as pessoas tendem a fechar todo o ambiente e criam uma térmica artificial com o uso de ar condicionado.

“A intenção é trazer conforto térmico mantendo a temperatura agradável, mas existem outros elementos que não devem ser esquecidos, como a qualidade hidrotérmica que é a temperatura em relação à umidade. Isso o ar condicionado não consegue proporcionar”, pontua a arquiteta.

 

Ambiente arejado ou não?

A falta de umidade gerada pelo uso do ar condicionado acarreta problemas de saúde. Uma questão que a ventilação natural, a princípio, não traria. Mas, por outro lado, numa cidade poluída, a ventilação natural também afeta a saúde respiratória. Dessa maneira, infelizmente, temos que optar entre ventilação natural e ventilação artificial com os ganhos e as perdas da escolha.

 

Projete cada cômodo a seu favor

De todas as questões apresentadas até aqui, a ergonomia deve ser a mais conhecida delas. Bem comum ser considerado por empresas com grande número de funcionários, trata-se do estudo da relação entre homem e ambiente, com a proposta de facilitar o desempenho geral de tarefas. Caso esteja planejamento uma reforma para a casa, pense também na ergonomia. Avalie suas necessidades em cada cômodo e nos movimentos que faz no dia a dia.

A ideia é que possamos nos conscientizar cada vez mais das ferramentas que dispomos a nosso favor em nome do bem estar e da busca de uma melhor qualidade de vida.

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ