Qualidade de Vida

02/01/2015 05:32 - Atualizado em 12/11/2016 11:39

Entenda por que sonhamos e o que os sonhos podem revelar

Compreender por que sonhamos ajuda a desvendar o que causa cada sonho que temos.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Uma tentativa de fuga que parece impossível, pois as pernas não conseguem correr. A realização de algo que queremos muito que aconteça. Bons ou ruins, os sonhos fazem parte da nossa vida e nos trazem algumas mensagens importantes. Mas você sabe por que sonhamos? O que gera essas cenas que se passam em nossa mente durante o sono? Descubra!

por que sonhamos

Por que sonhamos: A origem do sonho

Os sonhos são a expressão de algumas ideias que a mente cria quando está relaxada. Enquanto estamos acordados, o córtex pré-frontal comanda a atividade do cérebro. Ao dormirmos, essa região também adormece e todo o resto do cérebro se ativa. Como não são utilizadas durante o dia, essas partes do cérebro têm muita energia reservada para juntar fragmentos de realidade à noite.

Essa é a explicação básica de por que sonhamos, isso é, sonhamos por que nosso cérebro não descansa quando dormimos. Mas as ideias encontradas para formar um sonho são completamente desconexas e se unem só às vezes para formar um enredo plausível. Não são fatos sólidos a respeito de alguma coisa, mas a união de diversas memórias a respeito de um fato.

Mas as teorias que buscam explicar por que sonhamos não terminam por aí. Sigmund Freud, o pai da psicanálise, criou uma explicação próprio. Segundo tal entendimento, cada um de nossos sonhos é a realização de um desejo que, muitas vezes, nem sabíamos que tínhamos. Os sonhos são uma forma de alcançar aquilo que você deseja, literal ou simbolicamente.

As nossas memórias são divididas em MCP - Memória de Curto Prazo e MLP - Memória de Longo Prazo. Na MCP, ficam todos os acontecimentos recentes. Alguns são eliminados e outros são processados para o armazenamento da MLP. O psiquiatra Jie Zhang supõe que os sonhos são o processo de codificação das memória, antes de serem armazenadas no cérebro.

Uma teoria criada pelo psicólogo Marck Blechner também tenta explicar por que sonhamos. Segundo ele, é um processo de seleção natural, assim como aquele apresentado por Darwin. Ele diz que os sonhos são mutações de pensamento e que o cérebro escolhe as variações mais plausíveis para formar novas funções psíquicas. Ou seja, o mais forte sobrevive.

Há ainda uma teoria que diz que os sonhos são uma espécie de terapia. Isso significa que nosso cérebro tenta realocar as ideias e os pensamentos para um contexto psicológico mais amplo, associando alguns sentimentos a outros objetos. Dessa forma, estamos processando algumas emoções dolorosas que vivemos durante o dia.

Por que sonhamos: Significado dos sonhos

Analisando as teorias mais aceitas para explicar por que sonhamos, podemos perceber que a ideia de que os sonhos são premonições fica um pouco descartada, pelo menos na visão da psiquiatria e da psicanálise. Na verdade, sonho e realidade se completam. Os elementos que compõem os nossos sonhos fazem parte da nossa rotina no dia a dia e dos nossos pensamentos mais profundos.

Muito poucos dos elementos que aparecem nos sonhos são fruto de imaginação. Até mesmo os rostos das pessoas que surgem fazem parte da nossa realidade. A mente não inventa a face de alguém. Pelo contrário, ela capta imagens de pessoas que nós já conhecemos ou com quem já cruzamos na rua ou em outro ambiente. Mesmo que você não se lembre.

Gostou das dicas? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
sono
dormir bem
sonhar
bem-estar

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ