Qualidade de Vida

07/05/2015 07:14 - Atualizado em 25/11/2016 08:12

Conheça a história de quem foi mãe adolescente

Apesar das inseguranças, Camila Bezerril mostra que é possível superar os desafios da maternidade aos 16 anos.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Camila Bezerril tem 32 anos e seu filho, Rafael, 15. Ela se tornou mãe adolescente e teve que aprender a lidar com as novidades e os desafios de engravidar num momento inesperado. A sua vida mudou totalmente e alguns planos ficaram para trás, mas nada a impediu de construir uma relação de alegria e amor entre mãe e filho.

Para Camila, o maior desafio de ser mãe é criar e educar outro ser humano, independentemente da idade com que a mulher engravida. “Na adolescência, isso é muito mais complicado de colocar em prática, já que, no caso, um ser ainda não formado é responsável pela vida de outro”, explica.

Na série especial do Dia das Mães, conheça mais sobre essa história.

Mãe adolescente: A descoberta da gravidez

mae adolescenteUm dos momentos mais complicados para uma mãe adolescente é a descoberta da gravidez. Camila Bezerril descobriu que estava grávida quando tinha apenas 16 anos, e nunca havia pensado em se casar ou ter filhos até então.

Em meio às inseguranças que toda mãe sente ao esperar um bebê, ela também não tinha como criar um filho sozinha e não sabia como os seus pais reagiriam.

"Ao descobrir que estava grávida, fiquei com muito medo. Na verdade, não tem palavra que defina melhor o meu sentimento naquele momento", desabafa Camila.

Mesmo com todo o receio de como seria o seu futuro dali para a frente, a mãe adolescente contou com a compreensão e o apoio de pais, familiares e amigos.

Durante a gravidez, não parou de estudar e continuou frequentando a escola até a véspera do parto.

A relação com os amigos mudou um pouco, pois a rotina e as preocupações não eram mais as mesmas que as de outros jovens com a mesma idade. “Muita coisa mudou. Sempre gostei muito de sair, ir a festinhas... Era uma adolescente bem típica! Com a gestação, nada disso foi possível”, detalha.

As mudanças na vida de uma mãe adolescente

A adolescência é uma fase de transição, na qual se passa da infância para a vida adulta, entre mudanças físicas, hormonais e emocionais. Além da dificuldade natural de lidar com todas essas alterações, ser mãe adolescente aumenta ainda mais os desafios e acelera o final dessa etapa.

mae adolescenteNo primeiro mês após o parto, Camila ficou em casa de repouso e, a partir do segundo mês, voltou para a escola, dividindo-se entre as aulas e os cuidados com o bebê.

Ela contou com a ajuda da mãe para cuidar de Rafael desde o início, o que foi fundamental. “Minha mãe era a minha sombra, eu não dava um passo sem que ela estivesse do meu lado. Devo a ela tudo que aprendi sobre ser mãe”, relata.

Para Camila, esse foi um dos pontos mais importantes para lidar com a novidade de ser mãe adolescente: a ajuda da família.

“Costumo dizer que tive muita sorte, pois sempre tive o apoio incondicional da minha família em tudo. Tenho dois irmãos que me apoiaram bastante, mas os maiores responsáveis pela minha superação foram meus pais.”

Apesar de os desafios de ser mãe tomarem uma proporção maior na adolescência, Camila e Rafael comprovam que é possível superar as dificuldades e ter uma relação de mãe e filho com cumplicidade, companheirismo e respeito.

“A pouca diferença de idade faz com que eu recorde com muita força sobre as situações que Rafael vive atualmente, e o entenda melhor”, completa Camila.

O que você achou dessa história de vida? Conte nos comentários! E não perca as novidades do Vivo Mais Saudável para o Dia das Mães.

TAGS
adolescência
gravidez inesperada
maternidade
Dia das Mães

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ