Qualidade de Vida

07/11/2014 03:16 - Atualizado em 01/01/2017 07:30

Confira dicas para enfrentar o diabetes com qualidade de vida

Encare o diabetes com qualidade de vida ao estabelecer uma rotina saudável.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Apesar de ser uma doença crônica e incurável, com complicações graves quando o diagnóstico tarda, é possível encarar o diabetes com qualidade de vida. Mais do que de remédios, o controle da glicemia depende da postura do paciente e de sua vontade para enfrentar as suas causas e fatores de risco.

diabetes-com-qualidade-de-vida

Diabetes com qualidade de vida começa pela alimentação

Segundo a nutricionista Juliana Rossi Di Croce, do Clínica Equilíbrio Nutricional, a alimentação é sempre essencial para a melhor qualidade de vida do paciente e para a doença não evoluir.

Ela cita que a maior dificuldade está no controle do consumo de carboidratos e doces, mas lembra que há uma variedade de doces diets e lights (com açúcar reduzido), além de pães, massas, bolos, tortas, torradas integrais (com fibras e sem açúcares). "O diabético não precisa passar vontade, apenas saber fazer as substituições e combinações alimentares corretas", diz. 

Já em casos de diabete infantil, afirma Juliana, é importante educar a criança desde cedo para que tenha hábitos alimentares saudáveis, priorizando alimentos caseiros e não industrializados. "Dá para oferecer tudo o que a criança gosta, porém na versão saudável", afirma.

7 passos para controlar o diabetes com qualidade de vida

A seguir, apresentamos alguns itens que precisam ser observados por quem se encontra em tratamento - e também por quem pretende adotar uma vida mais saudável, prevenindo não apenas o diabetes, mas várias doenças.

Informação

O primeiro passo para lidar com o diabetes com qualidade de vida é a informação. Há várias organizações, sociedades e entidades dedicadas ao tema, a maioria com sites na internet, que podem oferecer boas orientações.

O apoio e troca de experiências entre pacientes, em redes de solidariedade, também tem se mostrado eficaz. Procure se manter informado e próximo desses canais, pois novidades surgem a toda hora e podem auxiliar na manutenção de sua saúde.

Controle de peso

A perda progressiva e constante de apenas 10% do peso tem se mostrado suficiente para reduzir o risco do diabetes tipo 2 em muitos pacientes. Em alguns casos, basta um recuo da massa corporal para que a necessidade de medicação seja abolida.

Essa medida auxilia ainda a equilibrar os níveis de colesterol, pressão arterial e estresse. Joelhos também são beneficiados com a diminuição da sobrecarga.

Glicemia

Evite longos jejuns ou ainda comer muito em cada refeição, pois sempre que nos alimentamos o corpo tende a elevar rapidamente o nível glicêmico. Quando há insulina no corpo, isso não é problema. Diabéticos, porém, podem sofrer uma crise de hiperglicemia, sobretudo os portadores do tipo 1, que não fabricam o hormônio.

Fármacos

Com relação a medicamentos, o combate à diabetes do tipo 1 requer administração obrigatória de insulina, várias vezes ao dia, enquanto os portadores do tipo 2 necessitam apenas de comprimidos antidiabéticos, de forma geral.

Para os dois grupos, o controle adequado dos sintomas (principal fator para garantir um quadro de diabetes com qualidade de vida) depende menos de remédios e mais da adoção de dieta equilibrada, além da prática regular de atividades físicas, permanentemente.

Estresse

Diabéticos são mais predispostos a ansiedade e depressão. Essas condições podem se originar em relação ao controle da hipoglicemia, da aplicação de insulina ou com o ganho de peso. Vem daí a importância de manter o alto-astral e buscar atividades lúdicas, desportivas e que geram prazer no cotidiano.

Tabagismo

Para a manutenção de um quadro de diabetes com qualidade de vida, inevitavelmente o tabagismo precisa ser abandonado. A associação entre a doença e cigarro multiplica em até cinco vezes o risco de infarto. As substâncias presentes na droga ajudam a acumular gordura nas artérias, bloqueando a circulação.

Assim, a hipertensão se eleva e o fluxo sanguíneo vai se tornando cada vez mais lento, até o entupimento completo da artéria. A grande maioria dos casos de amputação de membros em portadores da doença acontecem com diabéticos fumantes.

Alcoolismo

O consumo de álcool não é proibido, mas tampouco é indicado pra quem pretende manter o diabetes com qualidade de vida. A ingestão de bebidas alcóolicas deve ser sempre moderada e acompanhada de um alimento, pois o consumo isolado pode causar hipoglicemia (redução drástica e repentina dos níveis de glicose).

O cuidado deve ser redobrado com cervejas e bebidas adocicadas ou à base de carboidratos, pois elas dispõem de alto índice glicêmico e podem gerar ainda mais complicações.

Agora que você já sabe mais sobre a doença, que tal viver melhor com alguns cuidados no diabetes? Não esqueça de deixar um comentário e acompanhar nossa página no Facebook para receber todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
diabetes
qualidade de vida
controle do diabetes
bem-estar

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ