Qualidade de Vida

03/04/2016 01:00 - Atualizado em 03/11/2016 01:48

Autoconhecimento: Desvende o significado dos sonhos

Diversas teorias tentam explicar esse anseio antigo da ciência.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A interpretação e o significado dos sonhos são algo que atiça a ciência há muito tempo. No final do século 19, Sigmund Freud escreveu um livro sobre o tema, definindo que o mundo onírico seriam as manifestações dos desejos reprimidos. Será que essa teoria ainda vale para os dias de hoje?

Para alguns estudiosos, sim. Para outros, não. A verdade é que a ciência por trás do sonho não é uma disciplina exata, o que desperta diversas pesquisas e estudos na área. Alguns deles acreditam que essas imagens inventadas pela mente são a resposta do cérebro a impulsos aleatórios, ou que se trata de um mecanismo para organizar e descartar informações.

Já outras teorias, como a dos psicólogos Carey Morewedge, da Universidade Carnegie Mellon, e Michael Norton, de Harvard, vão ao encontro do postulado por Freud, ao relacionar os sonhos com importantes revelações emocionais do inconsciente.

mulher dorme sem saber significado dos sonhos

Como acontecem os sonhos

Mas, afinal, qual é o significado dos sonhos? Para elucidar esse mistério, é preciso entender o que acontece com o corpo enquanto se dorme. Segundo a professora do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG Leonor Bezerra Guerra, o sono se modifica ao longo da noite.

“Os quatro primeiros estágios são chamados de sono de ondas lentas. Nessa fase inicial, a atividade das células nervosas, os neurônios, diminui gradativamente. A frequência cardíaca e a respiração, assim como a pressão arterial e a temperatura, também ficam mais baixas. Mas é no próximo estágio que os sonhos acontecem”, completa.

De acordo com a especialista, nesse estágio, apesar de se estar profundamente relaxado, a atividade dos neurônios é intensa, semelhante àquela que se tem quando se está acordado. Os nossos olhos movem-se rapidamente debaixo das pálpebras. Os batimentos cardíacos, a respiração, a pressão arterial e a temperatura ficam irregulares.

Assim, nesse momento, os neurônios funcionam livremente, sem a regulação imposta pelos estímulos do ambiente, sem precisar responder a tudo o que acontece à nossa volta. É esse funcionamento livre dos neurônios que gera os sonhos.

Segundo Leonor, os sonhos misturam ou relacionam experiências diferentes que se teve - em tempos diferentes, em locais distintos e com pessoas variadas. “O pensamento, no sonho, é livre”, defende.

Entenda o significado dos sonhos

Sabendo como acontece o sonho, fica um pouco mais fácil buscar desvendar seu significado. Na teoria defendida pelos pesquisadores norte-americanos, retoma-se o princípio freudiano da abordagem motivada. Ou seja, as pessoas buscam interpretar seus sonhos a partir de algo que já estão procurando.

Segundo Morewedge, o próprio Freud sugeriu que os sonhos sobre voar revelavam pensamentos de desejo sexual, assim como os que tratam sobre cair. Os primeiros estariam relacionados com a liberdade. Já os segundos, à sucumbência do pecado.

Mesmo duvidando que os sonhos contenham percepções ou profecias ocultas, estudos apontam que eles podem ser indicadores do estado emocional das pessoas. Conforme mostrado pelas descobertas de outros pesquisadores, há uma correlação entre estresse e pesadelos.

As manifestações do inconsciente também podem se tornar profecias autorrealizáveis, simplesmente porque as pessoas as levam tão a sério que buscam realizá-las, explicam Morewedge e Norton.

E, para você, qual é o significado dos sonhos? Deixe um comentário! Aproveite para compartilhar o artigo nas redes sociais e conheça a opinião dos seus amigos! E não se esqueça de conferir outras dicas de bem-estar aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
sono
inconsciente
Freud
emoções

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ