Qualidade de Vida

29/02/2016 11:03 - Atualizado em 25/11/2016 11:07

Ano bissexto: Conheça curiosidades sobre o dia 29 de fevereiro

Dia a mais no calendário acontece de quatro em quatro anos.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Você provavelmente já deve ter ouvido aquela expressão que diz algo como "um dia a mais na vida de uma pessoa pode fazer toda a diferença". Esse dito faz ainda mais sentido em um ano bissexto, como 2016. Em vez de termos 365 dias no calendário, temos 366.

Hoje, 29 de fevereiro, são essas 24 horas a mais que aparecem a cada quatros anos.

calendário de ano bissexto

Por que existe o ano bissexto?

Mas por que, afinal, existe o ano bissexto? De acordo com a pesquisadora do Observatório Nacional Josina Nascimento, o evento serve para ajustar o ano civil com o ano trópico - tempo que a Terra leva para dar uma volta completa em torno do Sol -, que é de 365 dias, 5 horas, 48 minutos e 46 segundos.

“Ao arredondarmos esse tempo para 365 dias e 6 horas, vemos que em quatro anos a diferença é de 24 horas, ou seja, um dia. Se não fizermos esse ajuste a cada quatro anos, as estações vão mudando de mês”, explica Josina em entrevista ao Jornal do Brasil.

Para o astrônomo Ayrton Lugarinho, a adoção do ano bissexto é fundamental, pois as pessoas baseiam muito suas vidas de acordo com as datas. “Um dia o calendário marcaria o início da primavera e estaríamos no verão. Isso, para o controle da agricultura, seria péssimo, bem como para outros tipos de controle”, completa, em conversa com a EBC.

Com 12 meses para se escolher qual receberia um dia a mais a cada quatro anos, fevereiro foi o eleito. Primeiro, o imperador romano Júlio César, em 45 a.C., fez correções ao calendário romano acrescentando dois meses - novembro e dezembro - e instituindo o número de dias dos meses, alguns com 30 e outros com 31.

A única exceção era o mês de fevereiro, que passaria a ter 29 dias e a cada três anos teria 30 dias. Depois, em 8 d.C., César Augusto fez nova modificação, instituindo fevereiro com 28 dias. Segundo pesquisadores, não há uma razão astronômica para o mês em que se acrescenta um dia.

Curiosidades sobre 29 de fevereiro

Apesar dessas mudanças, o nosso calendário gregoriano como se tem hoje, com as regras para o ano bissexto, foi instituído séculos depois, no ano de 1582, pelo Papa Gregório XIII. Na ocasião, o soberano teve que eliminar dez dias para corrigir a defasagem de datas.

Um dos principais motivos para isso foi a Páscoa. Relacionada com o equinócio de março - outono no Hemisfério Sul e primavera no Hemisfério Norte -, o período estava se afastando cada vez mais da época em que deveria ser.

Vale lembrar que o calendário gregoriano é um calendário solar, ou seja, baseado no movimento da Terra em torno do sol. Mas também existem calendários lunares e lunissolares, que, assim como o nosso, também necessitam de ajustes para que os fenômenos relacionados aos astros se mantenham constantes.

Outro exemplo dessa natureza se dá com o calendário judaico, ou hebraico. Baseado nos movimentos da lua e do sol, apresenta anos com 12 e outros com 13 meses.

Uma última informação: todo ano bissexto é época de Jogos Olímpicos. Em 2016, a competição acontece no Rio de Janeiro. Você tem acompanhado as novidades do Vivo Mais Saudável sobre o assunto? Então aproveite e veja também nossas dicas de bem-estar e atividade física!

TAGS
calendário
história
ano trópico
astronomia

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ