Psicologia Infantil

19/04/2015 11:11 - Atualizado em 25/11/2016 07:05

Seu filho precisa de aula particular? Saiba como proceder

Reforço é necessário quando o aluno se esforça, mas não aprende o conteúdo escolar.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O rendimento escolar é sempre uma das maiores preocupações dos pais. Porém, quando as médias não correspondem ao esperado, pode ser hora de procurar uma aula particular. Só que, antes de buscar o profissional mais adequado para auxiliar seu filho, você pode verificar as causas desse problema.

Nem sempre as notas baixas estão associadas à dificuldade em aprender, mas sim à desorganização, à falta de atenção durante as atividades escolares e ao desinteresse do aluno. Quando, mesmo dedicada e esforçada, a criança não consegue assimilar os conteúdos, então realmente a aula particular pode ser a melhor saída.

aula particular

Quando recorrer à aula particular

O professor explica, mas o método não é absorvido pelo aluno. Esse problema é muito comum em sala de aula e afeta diretamente o rendimento. Não dá nem para culpar o professor, pois o que é bom para um não é para o outro. Cada pessoa possui sua própria forma de entender o que está sendo explicado, por isso um atendimento exclusivo pode ser necessário.

Tentando recuperar o que não conseguiu captar na escola, o aluno estuda em casa. Mesmo assim, o resultado da prova não é satisfatório. Se, apesar dos exercícios e das leituras, as notas não melhoram, uma aula particular com professor capacitado pode melhorar o rendimento, pois ele conseguirá trabalhar conforme o ritmo do aluno.

O problema também pode estar no professor ou na disciplina. Quando não gosta do que está sendo ensinado ou o mestre “pega no pé”, a criança aprende a repudiar aquele conteúdo. Para isso, apenas outro profissional pode ajudá-la a driblar essa aversão e criar métodos criativos para se sair bem.

Uma sugestão muito popular nas escolas é fazer grupos de estudos. O problema é que esse formato de aprendizado coletivo não funciona bem com crianças que precisam de silêncio e foco na realização de suas atividades. As conversas e os colegas dispersam e, assim, fica impossível entender algo. Mais uma vez, a aula particular pode ser a solução.

Preparação fora da escola

Nem sempre a aula particular tem o objetivo de melhorar o rendimento escolar, mas, sim, preparar o aluno para objetivos específicos, como vestibular, exames de proficiência, apresentações, feiras e viagens. O preparo com um professor exclusivo possibilita que o aluno explore melhor suas potencialidades e aprenda em ritmo acelerado, com prazos estabelecidos.

Geralmente, os alunos buscam intensivos de línguas. Idiomas como inglês e espanhol são os mais procurados por quem deseja viajar ou fazer intercâmbio de estudos em um país estrangeiro.

Situações como o vestibular ou apresentações em eventos científicos também podem exigir um preparo especial, principalmente se existem dificuldades em assuntos específicos. A solução pode ser encontrada em cursinhos preparatórios ou em aulas com professores particulares, que podem tirar as dúvidas com tranquilidade. Mas não deixe para pedir ajuda na última hora.

Para evitar gastos - afinal a hora de uma aula pode custar 40 reais - os especialistas recomendam que os próprios pais ajude seu filho nas tarefas escolares.

De acordo com uma pesquisa da Fundação Itaú Social, 70% do desempenho escolar está relacionado com a participação da família na educação. Portanto, envolva-se na rotina escolar do seu filho e converse com os professores. Talvez você seja o professor que ele precisa.

Como você incentiva seu filho aos estudos? Conte para nós! E continue acompanhando o Vivo Mais Saudável para conferir novidades sobre orientação infantil e bem-estar.

TAGS
aula
escola
aprendizado
estudos

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ