Psicologia Infantil

19/09/2015 08:23 - Atualizado em 26/09/2016 11:19

Saiba se a escola integral deve ser a escolha para seu filho

Atividades extracurriculares de esporte e lazer fazem parte desse tipo de educação.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Em alguns países, esta prática já é comum. Em lugares como Finlândia, Coreia do Sul, Irlanda e Chile, os alunos estudam durante todo o dia, durante cerca de nove horas. A escola integral é uma realidade que, no Brasil, ainda caminha a passos lentos.

Por aqui, os estudantes permanecem nas instituições de ensino no máximo cinco horas por dia. Então, quais seriam as vantagens de manter as crianças por mais tempo no colégio? Para a pedagoga Denise Arina Francisco, tem-se o fato de otimizar e diversificar a aprendizagem, com acesso a atividades de cultura, esporte e lazer, além do conteúdo sistematizado.

Vínculos fortalecidos com a escola integral

“Esse tempo, quando bem utilizado, reverte em benefício, uma vez que as crianças e adolescentes, principalmente os de baixa renda, têm acesso restrito aos bens culturais”, explica Denise, que é professora do curso de Pedagogia da Universidade Feevale, de Novo Hamburgo-RS.

Ainda segundo ela, a convivência entre professores e alunos também é fortalecida, e a escola passa a ter um significado diferente.

crianças em escola integral

Alguns podem imaginar que a escola integral afasta a criança do convívio com a família e essa da escola, Denise vai no sentido contrário, enaltecendo aspectos positivos. Segundo a pedagoga, a aproximação com as famílias reforça vínculos de parceria e comprometimento da aprendizagem dos alunos.

Outro aspecto de fundamental importância, quando o assunto é a escola integral, pode ser relacionado à própria organização interna da escola. Conforme Denise, pensar boas estratégias a partir das necessidades da comunidade escolar é fundamental.

“O diagnóstico da realidade é o primeiro passo para que a escola pense sua organização pedagógica. O Brasil, sendo um país continental, necessita de políticas públicas que abarquem as diferenças e necessidades regionais. Investimento é outro aspecto a ser considerado”, reflete a professora.

A possibilidade de estudo integral é uma oferta de algumas instituições. Os pais têm total liberdade de aderir ou não. "O tempo de permanência no turno integral deve ser diversificado, de maneira que o aluno não se sinta sobrecarregado. Essa diversificação deve ser pensada com atividades curriculares e extracurriculares, como esporte e lazer”, sinaliza Denise.

Saiba Mais
Ansiedade infantil prejudica o rendimento escolar
Como ajudar na educação infantil estimulando o aprendizado
Escola americana pode ser opção para educação do seu filho

Rotina além da escola integral

Para quem acredita em um afastamento entre criança ou adolescente e a família, a dica é aproveitar ao máximo o tempo em casa, junto dos filhos, especialmente se o estudante precisa ficar o dia todo na escola em função do trabalho do pai ou da mãe.

Os pais devem entender que, por mais que haja todo o engajamento e o comprometimento da instituição de ensino, as relações e as referências familiares são fundamentais para o desenvolvimento emocional da criança e do adolescente. Eles devem desejar estar em casa, além da escola.

Outro aspecto a ser levado em conta é a escolha da escola onde seu filho vai passar praticamente todo o dia. Pesquise, compare, converse com outros pais e busque referências antes de decidir. Observe não somente a estrutura física do estabelecimento, mas também sua proposta pedagógica e de atividades extracurriculares.

Você acredita que esse tipo de ensino possa ser interessante para o seu filho? Por quê? Deixe sua opinião nos comentários! E aproveite para conferir outras dicas de bem-estar aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
turno integral
vida escolar
educação infantil
pedagogia

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ